Seu Vídeo Aqui!!!

————————————————————————————-

————————————————————————————

STJD aceita recurso do Sport e libera Vagner Love e mais três de suspensão

Antes suspensos por confusão em duelo pela Série B, Vagner Love, Fabinho, Ronaldo e Luciano Juba têm pena revertida em multa financeira e podem estrear pela Copa do Nordeste

Por Camila Alves — Recife

globo esporte

O Superior Tribunal de Justiça Desportiva acatou o recurso acionado pelo Sport sobre o processo relacionado ao jogo com o Vila Nova, válido pela Série B do ano passado. Nesta quarta-feira, o Leão conseguiu reverter as punições aplicadas pelo órgão sobre quatro dos seis jogadores, expulsos na ocasião e envolvidos no processo.

Os atletas são o centroavante Vagner Love, os volantes Ronaldo e Fabinho, e o atacante e lateral-esquerdo Luciano Juba. Assim, o quarteto está liberado para estrear na Copa do Nordeste no sábado – em confronto diante do ABC, na Ilha do Retiro.

Vagner Love, Ronaldo e Fabinho haviam sido punidos com uma partida de suspensão, enquanto Luciano Juba recebeu duas como sanção. Com o recurso – baseado no artigo 171 do Código Brasileiro de Justiça Desportiva -, o Sport transformou as punições em pena financeira e fará uma doação em dinheiro para as instituições definidas.

Sport fecha a Série B com empate sem gols e com seis expulsões

Outras punições: suspensão e mando de campo

Além do episódio relaciona ao duelo com o Vila Nova, o Sport ainda passaria em dezembro do ano passado pelo julgamento de recurso em favor do goleiro Carlos Eduardo referente ao duelo com o Vasco. O julgamento, no entanto, terminou adiado e o atleta deixou o clube ao fim do ano – com o término do contrato. Ele pegou uma suspensão de quatro jogos, e o então diretor de futebol Augusto Carreras foi absolvido em primeira instância.

Além do cenário referente aos atletas, o Sport também perdeu o ponto do empate com o Vasco – ainda na Série B do Brasileiro do ano passado – e foi punido com a perda de oito mandos de campo (portões fechados) a serem pagas na Série B DE 2023. Uma delas foi paga na última edição do campeonato.

Deixe aqui sua Mensagem




1 - Os campos marcados com asterico (*) são de preenchimento obrigatório.
2 - Dados pessoais como email e telefone não serão divulgados.

  

Atacante rival lamenta gol marcado contra o Sport: “Infelizmente tive que fazer contra eles”

Agora no Salgueiro após vestir a camisa rubro-negra na base, Juan Kelsen marca seu primeiro gol como profissional contra o ex-clube

Por Redação do ge — Recife

globo esporte

Vestindo a camisa do Salgueiro, Juan Kelsen, de apenas 20 anos, fez seu primeiro gol como jogador profissional na última terça-feira. Não deixou de comemorar, claro, mas bem que poderia ter balançado as redes contra outro adversário, admitiu.

É que o Sport, de quem fez “vítima”, foi o clube por onde o atacante passou nas categorias de base e por quem nutre carinho até hoje.

“Hoje, infelizmente, tive que fazer gol contra eles”, disse o jogador do Carcará,

Sport vence mais uma e dorme líder do Estadual

Mesmo deixando o seu gol, ele não impediu a derrota dos sertanejos por 2 a 1 no Campeonato Pernambucano – e a liderança provisória do Leão no Estadual.

– Passei pela base do Sport, tive uma passagem boa ano passado, com gols, assistências, mas não foi da vontade de Deus que eu continuasse. Rescindi e vim para cá, mas é um clube que eu sempre vou levar no meu coração e agradeço por ter aberto as portas -, completou.

Kelsen iniciou a carreira no Sãocarlense, de São Paulo. Passou pelo próprio Salgueiro nos anos seguintes, até se transferir para a Ilha do Retiro, em 2021. Naquele ano, jogando no sub-20, o atacante disputou 21 jogos, mas não marcou gols.

Só que, entre idas e vindas no Carcará, Kelsen ainda voltaria para o Sport – também para a base. Fez três gols em seis jogos e, agora, veio em definitivo defender as cores do clube sertanejo.

Deixe aqui sua Mensagem




1 - Os campos marcados com asterico (*) são de preenchimento obrigatório.
2 - Dados pessoais como email e telefone não serão divulgados.

  

Atacante do Sport pede desculpa após eliminação na Copinha: “A gente queria fazer história”

Sport acerta três bolas na trave, mas perde para Goiás por 1 a 0 em Araraquara, e despede-se a Copinha nas quartas de final da competição, igualando melhor campanha do clube

Por Camila Alves — Recife

globo esporte

Eliminação de favoritos, uma equipe concisa e uma geração promissora de rubro-negros marcaram a campanha do Sport na Copinha de 2023. Nesta quarta-feira, a equipe terminou derrotada pelo Goiás, por 1 a 0, e despede-se nas quartas de final – igualando a melhor campanha da história do clube na competição. Na saída de campo, o atacante Marcelo Henrique pediu desculpas pela eliminação.

“A gente queria se desculpar com a torcida, a gente queria fazer história com a camisa do Sport. O Sport merece, o Nordeste merece. A gente queria o título, mas infelizmente não deu.”

Marcelo Henrique lamenta eliminação do Sport: “Faltou um pouco de sorte, muitas bolas na trave”

O Sport havia avançado como líder da sua chave e eliminou Zumbi-AL, Corinthians – maior campeão do torneio – e Cruzeiro nas etapas de mata-mata. Diante do Goiás, contudo, sentiu os desfalques dos destaques da equipe e saiu atrás do placar aos 14 minutos, quando o Esmeraldino fez 1 a 0.

Inicialmente sem os meio-campistas Juan Xavier e Ronald, o Sport também perdeu o zagueiro Marcelo Ajul – referência defensiva da equipe – e acertou três finalizações na trave, sem conseguir balançar as redes, com investidas de Caíque, Deyvson e Lucas.

“A gente conseguiu impor nosso ritmo, mas faltou um pouco de sorte, muitas bolas na trave”, disse Marcelo Henrique.

Nas redes sociais, após a eliminação, o zagueiro Marcelo Ajul se pronunciou sobre o problema na coxa e também pediu desculpas à torcida rubro-negra.

– Eu queria pedir desculpa a todos os torcedores, eu tentei jogar, mas não consegui, a dor foi mais forte que eu, mas garanto a vocês que eu fiz de tudo pra representar o Sport da forma que ele merece, mas infelizmente não conseguimos o que queríamos.

Deixe aqui sua Mensagem




1 - Os campos marcados com asterico (*) são de preenchimento obrigatório.
2 - Dados pessoais como email e telefone não serão divulgados.

  

Em busca de vaga inédita, Sport tenta se tornar 3º nordestino a chegar à semifinal na Copinha

Leão chega pela terceira vez às quartas de final, ao bater Cruzeiro, e agora enfrenta o Goiás tentando fazer história; Vitória foi semifinalista em 1993, e Bahia em 2011 e 2013

Por João de Andrade Neto — Recife

globo esporte

Com a classificação sobre o Cruzeiro, o Sport terá pela terceira vez a oportunidade de chegar à semifinal da Copa São Paulo de Juniores. Antes, o Leão havia chegado às quartas de final em duas oportunidade: 1997, eliminado pelo Santos, e 2016, pelo Cruzeiro. Dessa vez, o adversário dos rubro-negros será o Goiás, em dia e local ainda a serem definidos pela Federação Paulista de Futebol.

Até hoje, apenas dois clubes do Nordeste alcançaram as semifinais. O primeiro foi o Vitória, em 1993, mesmo ano em que o clube foi vice-campeão brasileiro utilizando alguns jogadores da Copinha, como o goleiro Dida (relembre abaixo).

Com Marcos e Dida, Palmeiras e Vitória duelaram na Copinha de 1993

O outro nordestino a ir tão longe na principal competição de base do País foi o Bahia, em duas oportunidades: 2011 e 2013. No primeiro ano, o Tricolor chegou à decisão, perdendo o título para o Flamengo (veja abaixo).

Flamengo vence o Bahia e é campeão da Copa São Paulo de Futebol Júnior

Na atual campanha, o Sport chega às quartas de final com uma campanha de cinco vitórias e um empate, com 11 gols marcados e apenas dois sofridos.

Inferior, no entanto, à de 2016, quando alcançou a quinta fase da Copa São Paulo com 100% de aproveitamento em seis jogos, com 14 gols marcados e dois sofridos.

Melhores momentos: Cruzeiro 1 x 2 Sport, pelas oitavas de final da Copa São Paulo de Futebol Júnior 2023

Já em 1997, a Copa São Paulo era menor, com as quartas de final sendo a terceira fase do torneio. Assim, a campanha do Leão foi de três vitórias e um empate.

O outro clube pernambucano a chegar às quartas de final da Copinha foi o Santa Cruz, em 1992, mas em um formato diferente, com grupos de seis equipes e as quartas já sendo a primeira etapa eliminatória (caiu para o São Paulo). A campanha na primeira fase foi de duas vitórias, dois empates e uma derrota.

Deixe aqui sua Mensagem




1 - Os campos marcados com asterico (*) são de preenchimento obrigatório.
2 - Dados pessoais como email e telefone não serão divulgados.

  

De reserva de luxo a titular absoluto, Lucas Silva comemora bom momento no Santa Cruz

Atacante que foi acionado oito vezes na Série D do ano passado, sempre saindo do banco de reservas, fez as quatro primeiras partidas da atual temporada como titular pelo Tricolor

Por Redação do ge — Recife

globo esporte

O atacante Lucas Silva vive um momento diferente no Santa Cruz. Contratado no ano passado, o jogador disputou oito jogos pela Série D, sempre entrando no decorrer das partidas. Já em 2023, o avançado foi titular nas quatro partidas disputadas até aqui pelo Tricolor, sendo duas na seletiva da Copa do Nordeste e duas pelo Campeonato Pernambucano.

Ainda em busca do primeiro gol com a camisa coral, o atacante, de 28 anos, comemora a titularidade e agora aguarda atuar pela primeira vez os noventa minutos, já que foi substituído nos quatro jogos da atual temporada.

O clássico contra o Náutico, por sinal, foi a partida em que o jogador permaneceu mais tempo em campo: 87 minutos.

Cabral Neto analisa Santa Cruz e Náutico após empate no clássico

– Esse início de temporada tenho que agradecer ao treinador (Ranielle Ribeiro) que tem me dado muita confiança de jogar do jeito que sei jogar, pela beirada do campo. O grupo também tem passado uma confiança incrível pra mim. Quero aproveitar a oportunidade e espero continuar assim – pontuou.

Desta forma, Lucas Silva também vem quebrando o estigma de ser um “jogador de segundo tempo”, que o acompanhou no ano passado. Inclusive, em termos de minutagem, o atacante já soma 310 minutos em campo nos quatro jogos que disputou em 2023.

Exatamente o dobro dos 155 minutos somando as oito vezes em que foi acionado saindo do banco de reservas no ano passado.

– Essa questão de jogador de segundo tempo vem muito do ano passado, quando entrei bastante nos jogos e as vezes mudava a partida. Mas agora fiz toda a pré-temporada e estou tranquilo para jogar os 90 minutos – concluiu.

Deixe aqui sua Mensagem




1 - Os campos marcados com asterico (*) são de preenchimento obrigatório.
2 - Dados pessoais como email e telefone não serão divulgados.

  

Técnico do Náutico não reprime Júlio por provocação em clássico: “Nunca faltou personalidade”

Dado Cavalcanti disse que atuação do prata da casa contra o Santa Cruz foi um “prêmio”; jogador marcou dois gols no empate por 3 a 3

Por Redação do ge — Recife

globo espore

Autor de dois gols no empate do Náutico por 3 a 3 com o Santa Cruz, o atacante Júlio também se tornou um dos principais personagens do clássico por provocar a torcida tricolor após marcar seu primeiro gol, o que resultou em uma confusão entre os jogadores dos dois times. Após ser substituído no segundo tempo, o prata da casa timbu voltou a fazer gestos aos torcedores corais.

Perguntado sobre a atuação do jogador, e também as provocações, o técnico Dado Cavalcanti não reprimiu o atleta, que, segundo o comandante alvirrubro, tem uma “personalidade forte”. O treinador também afirmou que os dois gols marcados no clássico foram um “prêmio” ao atacante.

Após a partida, Júlior teve seu nome gritado pela torcida do Náutico presente ao Arruda,

“Nunca faltou personalidade ao Júlio. A história de vida dele é fantástica. Ele conviveu demais com as dificuldades do cotidiano e eu não tenho dúvidas que isso engrandeceu ele como atleta. Ele é um cara que sempre se dedicou muito e que vinha contribuindo muito, mesmo não fazendo os gols”, iniciou Dado.

Em jogo eletrizante, Santa Cruz e Náutico ficam no empate em 3 x 3

– Ele sempre foi um cara lutador, brigador. Os gols têm muito da cara dele. As comemorações também fazem parte do jogo – completou.

Após subir para o elenco profissional no ano passado (disputou 20 jogos e fez dois gols), Júlio foi titular nas três primeiras partidas do Náutico em 2023. Vale lembrar que a diretoria ainda procura no mercado a contratação de um centroavante.

Cabral Neto analisa atitude de Júlio, do Náutico, em provocação contra Santa Cruz

– O jogo que ele fez foi um prêmio para ele mesmo. Fez um baita jogo, marcou dois gols e foi decisivo. Chegou o momento do protagonismo dele. Todo mundo sai ganhando com isso. Espero que tenha sido apenas um trampolim para que ele consiga ser protagonista em outras partidas também – encerrou o comandante timbu.

Deixe aqui sua Mensagem




1 - Os campos marcados com asterico (*) são de preenchimento obrigatório.
2 - Dados pessoais como email e telefone não serão divulgados.

  

Ranielle cita vestiário do Santa abatido após clássico e aponta necessidade de vitória no Estadual

Técnico diz que superioridade frente aos adversários está se tornando “perigosa” em função da ausência de resultados; Tricolor ainda não conseguiu ganhar a primeira no Pernambucano

Por Camila Sousa — Recife

globo esporte

O vestiário do Santa Cruz terminou o Clássico das Emoções abatido após o empate em 3 a 3 com o Náutico, no Arruda, revelou o técnico tricolor, Ranielle Ribeiro. O Tricolor abriu o placar, esteve em vantagem por três vezes – sendo duas delas no primeiro tempo -, mas cedeu gols para o rival.

– Foi um grande jogo. Gosto amargo de não ter conseguido a vitória, não podíamos ter deixado escapar, pela dificuldade de jogo e por tudo que conseguimos construir. O vestiário é reflexo disso, abatimento, mas disse para levantarem a cabeça, parece que perdeu o jogo. Se criou todo o processo para a vitória vir, mas ela infelizmente não veio – disse Ranielle.

O treinador do Santa Cruz também apontou necessidade do time garantir a primeira vitória no Campeonato Pernambucano e admitiu estar sendo “perigoso” a equipe deter superioridade frente ao adversário, mas não concretizá-la ganhando jogos.

– Nós não podemos cair nessa mesma conversa, desculpa, de tivemos maior posse, envolvimento, e não conseguimos reverter. Isso está sendo perigoso. Precisamos reverter esse domínio para que a vitória possa vir. É início do campeonato, claro, mas nós não podemos cair nesse discurso e a vitória não vir. Mas não posso gerar uma instabilidade, onde o nosso comportamento foi muito positivo. O desenvolvimento, a entrega – acrescentou.

Com o novo empate no Estadual, o Santa Cruz figura na oitava posição na tabela com dois pontos somados. Na quarta, dia 18, visita o Porto, em Caruaru, às 21h. Já nesta segunda, inclusive, a equipe volta a treinar pela manhã, no estádio do Arruda.

Deixe aqui sua Mensagem




1 - Os campos marcados com asterico (*) são de preenchimento obrigatório.
2 - Dados pessoais como email e telefone não serão divulgados.

  

De Deivid a Darwin Nuñez: chance inacreditável perdida por meia do Sport ganha comparações

Matheus Vargas perde um gol daqueles no duelo contra o Petrolina e é lembrado pelos internautas

Por Redação do ge — Recife

globo esporte

Novo reforço do Sport para a temporada, o meia Matheus Vargas deu um cartão de visitas daqueles. Diante de um gol livre, sem goleiro, ele conseguiu perder uma chance incrível – e encheu a internet de memes e comparações. Do inesquecível Deivid ao uruguaio Darwin Nuñez, do Liverpool, foram lembrados.

Matheus Vargas perde gol incrível em jogo entre Sport e Petrolina

O jogador, que estava no Fortaleza e foi uma das contratações do Sport para a temporada, recebeu de imediato o apoio dos companheiros. Entre eles, o do atacante Vágner Love que foi relacionado pela primeira vez na temporada, e fechou a conta na vitória por 2 x 0 ao sair do banco.

Sempre que uma chance inacreditável é perdida, lembra-se dele… Deivid. O lance que marcou época, num Flamengo x Vasco há 10 anos, foi mais uma vez lembrada.

Deixe aqui sua Mensagem




1 - Os campos marcados com asterico (*) são de preenchimento obrigatório.
2 - Dados pessoais como email e telefone não serão divulgados.

  

TJD-PE julga nesta segunda-feira pedido do Náutico para impugnar jogo da abertura do Estadual

Timbu alega erro de arbitragem que teria autorizado entrada de atleta da Central após última parada para substituições; partida, vencida pela Patativa, está com resultado suspenso

Por João de Andrade Neto — Recife

globo esporte

Náutico volta a atuar pelo Campeonato Pernambucano nesta segunda-feira. Mas não em campo e sim no tribunal. Isso porque será julgado nesta segunda-feira, às 18h30, no Tribunal de Justiça Desportiva de Pernambuco, o pedido do clube alvirrubro para impugnar a partida de estreia do Estadual contra o Central, em Caruaru, vencida pela Patativa por 2 a 1.

O departamento jurídico do Náutico pede a anulação da partida, que está com o resultado suspenso, por entender que houve um erro de direito após o árbitro Tiago Nascimento autorizar a entrada do lateral-direito Adson após as três paradas permitidas para substituição de jogadores, o que não é permitido.

Antes, o técnico do Central, Betinho, já havia acionado o meia Danilo Pires, aos 40 minutos do primeiro tempo, o zagueiro Áquila e o meia Candinho, aos 19 minutos da etapa final e o atacante Anderson Lessa, aos 37 minutos também do segundo tempo. Adson teria entrado no jogo dois minutos depois.

Central do Apito comenta confusão de substituições do Central contra o Náutico

No despacho, assinado pelo atual presidente do TJD-PE, Renato Rissato Veloso, foi solicitado que o Náutico leve para o julgamento um vídeo da partida com recortes entre os minutos 18 e 20 e entre os 36 a 38 do segundo tempo afim de “facilitar a compreensão dos fatos pelo Tribunal”.

O Central e o árbitro Tiago Nascimento também foram intimados pelo tribunal.

TJD-PE acata pedido do Náutico para impugnar partida contra Central — Foto: Reprodução

TJD-PE acata pedido do Náutico para impugnar partida contra Central — Foto: Reprodução

– Não é achismo ou suposição, mas uma constatação de um erro de direito que não e permitido na legislação esportiva. Diante desse fato, o Náutico acredita que essa partida seja anulada – afirmou o vice-presidente jurídico alvirrubro Luiz Gayão.

Deixe aqui sua Mensagem




1 - Os campos marcados com asterico (*) são de preenchimento obrigatório.
2 - Dados pessoais como email e telefone não serão divulgados.

  

Técnico do Náutico espera contar com reforços estrangeiros no clássico contra o Santa Cruz

Volante paraguaio Juan Gauto foi regularizado na quarta-feira, enquanto atacante colombiano Paul Villero ainda aguarda ter seu nome publicado no BID da CBF

Por Redação do ge — Recife

globo esporte

Após vencer a primeira no Campeonato Pernambucano, o Náutico agora se prepara para o primeiro clássico do ano, domingo, contra o Santa Cruz, no Arruda. Para a partida, o treinador alvirrubro Dado Cavalcanti espera poder contar com um elenco mais recheado de opções.

Na quarta-feira, o volante paraguaio Juan Gauto teve seu nome publicado no Boletim Informativo Diário da CBF e com isso está regularizado para fazer a sua estreia pelo Timbu. Da mesma forma, a diretoria alvirrubra espera que o atacante colombiano Paul Villero também ganhe condições de jogo até a próxima sexta-feira.

Villero, inclusive, foi autor de um belo gol na derrota para o ASA-AL por 2 a 1, nos Aflitos, no primeiro teste do elenco ainda na pré-temporada.

Confira gol do colombiano Paul Villero em jogo-treino contra o ASA

Outro jogador que Dado Cavalcanti espera poder contar é com o atacante Régis Tosatti que foi regularizado na terça-feira e seria utilizado no jogo contra o Caruaru City. No entanto, o atleta tomou uma pancada na coxa durante um treinamento e acabou não sendo relacionado.

Contra o Caruaru City, o técnico também promoveu a estreia do zagueiro Odivan, que entrou nos minutos finais.

– Clássico é sempre um jogo que mexe com todos os aspectos das variáveis de uma partida. E a questão emocional é importantíssima. É um jogo diferente e temos alguns dias para pensar na melhor formação. Espero ter disponíveis outros jogadores para que nós possamos chegar mais fortalecidos no domingo – afirmou Dado Cavalcanti.

Deixe aqui sua Mensagem




1 - Os campos marcados com asterico (*) são de preenchimento obrigatório.
2 - Dados pessoais como email e telefone não serão divulgados.