Seu Vídeo Aqui!!!

————————————————————————————-

————————————————————————————

NUVEM DE TAGS

Náutico aguarda técnico Gilmar Dal Pozzo, que não deve se apresentar para comandar sub-23

Segundo advogada do treinador, profissional não irá ao CT nesta segunda-feira porque, ao contrário do que afirma o clube, ele foi demitido

Por Rômulo Alcoforado, Recife

Globo Esporte

O litígio entre o Náutico e Gilmar Dal Pozzo vai ganhar mais um capítulo nesta segunda-feira. O clube garante esperar o treinador para comandar o time sub-23. Já o técnico, por meio da advogada que o representa no caso, afirmou que não irá, pois ele foi demitido.

Em rápido contato com a reportagem, a advogada Mariju Maciel afirmou que Gilmar não irá ao CT Wilson Campos.

+ Náutico acerta com Gilson Kleina para substituir Gilmar Dal Pozzo

O Náutico, por outro lado, afirma que espera que o treinador se reapresente nesta segunda para comandar o sub-23.

Caso ele não vá e a ausência se estenda, o clube afirma que pode ser configurado abandono de emprego, como afirmou, na última sexta, o vice-presidente jurídico do Náutico, Bruno Becker.

Entenda o caso

O problema entre Dal Pozzo e o Náutico virou, neste momento, um confronto de narrativas. De um lado, o clube garante que jamais demitiu o técnico – apenas o realocou, tirando-o do profissional para assumir a equipe de aspirantes.

O técnico, por outro lado, manifesta-se através de sua assessoria jurídica, e garante que, ao contrário do alegado pelo clube, Gilmar foi demitido na última quarta-feira e comunicado da dispensa. Mas que o clube decidiu voltar atrás por causa de uma multa rescisória de R$ 500 mil.

Deixe aqui sua Mensagem




1 - Os campos marcados com asterico (*) são de preenchimento obrigatório.
2 - Dados pessoais como email e telefone não serão divulgados.

  

Confiante em evolução do ataque, André diz que grupo do Santa Cruz entende quando fase não é boa

Volante observa que setor precisa passar por ajustes, mas também ressalta força defensiva

Por Redação do ge — Recife

Globo Esporte

De volta ao time do Santa Cruz depois de ser poupado na estreia da Série C, o volante André se mostra ciente do momento que vive o time. Em uma fase delicada no ataque, com apenas um gol nos últimos cinco jogos, o atleta reconhece que o setor não vive boa fase. E vai além. Admite que o grupo coral tem essa consciência. Por outro lado, não deixa de ressaltar a boa fase da defesa, vazada apenas uma vez nas últimas seis partidas.

– Acredito que a gente vem de uma fase complicada ali no ataque, mas é fase, né? A gente é um grupo fechado, um grupo que sabe entender quando a fase está legal e quando não está. Nossa defesa vem fazendo o trabalho dela e muito bem feito, Danny (Morais), Willian (Alves), eu mesmo ali na cabeça de área, fazendo um trabalho muito bom. Agora é confiar e conseguir encaixar os passes para Pipico, para quem estiver na linha de frente, conseguir arrematar e fazer os gols.

Poupado do empate em 0 a 0 com Paysandu na estreia da Série C, o volante, agora, sente-se pronto para o próximo desafio do Santa Cruz na competição. Na próxima terça-feira, às 20h, a equipe enfrenta o Treze-PB, no Arruda.

– Eu precisava, pelo fato de prevenir lesões e chegar inteiro para segunda rodada e poder ajudar o elenco. Na primeira, eu talvez não conseguisse dar o meu melhor. Não estava nas minhas melhores condições fisicamente. Mas agora é com uma semana pesada, cheia de trabalhos para chegar na terça-feira e sair com a primeira vitória.

Deixe aqui sua Mensagem




1 - Os campos marcados com asterico (*) são de preenchimento obrigatório.
2 - Dados pessoais como email e telefone não serão divulgados.

  

Bem avaliado por técnico em estreia, Ricardinho vira opção no Sport para jogo contra Santos

Volante foi acionado no segundo tempo do jogo contra o Atlético-GO e, de acordo com técnico, ajudou equipe a ter superioridade e conseguir o empate

Por Redação do ge — Recife

Globo Esporte

O volante Ricardinho fez, diante do Atlético-GO, no último domingo, sua estreia pelo Sport. Entrou no segundo tempo e, superando cinco meses de inatividade, foi importante para o Leão conseguir o empate, na avaliação do técnico Daniel Paulista. Por isso, torna-se opção para o duelo diante do Santos, na quinta-feira, seja começando ou no decorrer da partida.

– Fizemos algumas alterações (no segundo tempo) de posicionamento e também de jogadores para ser mais ofensivo e trabalhar melhor a posse de bola, com boa chegada, principalmente após a entrada de Ricardo. Acho que conseguimos. Mesmo antes da expulsão, a gente vinha melhor na partida, criamos as melhores oportunidades, analisou o técnico.

O volante também fez uma avaliação positiva de sua primeira partida pelo Sport, embora ressalte alguns pontos que precisam ser ajustados.

– Vinha com certa ansiedade, vinha há algum tempo sem jogar pela primeira vez na carreira. Um pouco de excesso de vontade, quem sabe… Mas vejo de forma positiva, tem muita coisa a melhorar, mas, antes mesmo de estar com um a menos, a gente já estava se impondo, posse de bola efetiva no campo adversário, disse o jogador.

Os dois próximos jogos do Sport são em casa, mas contra adversários fortes: Santos e São Paulo. Conhecedor dos rivais, já que atuou nos últimos quatro anos no futebol paulista, pelo Guarani. Ricardinho sabe que vem pedreira pela frente.

– A gente espera dificuldade extrema. Santos com mudança de treinador, jogadores motivados. O São Paulo de certa forma pressionado, já que time grande sempre tem cobrança quando não consegue sequência de resultados. Mas temos que olha rum pouquinho para gente, ser competitivo, acreditar no que a gente tem de melhor e apostar nisso.

Deixe aqui sua Mensagem




1 - Os campos marcados com asterico (*) são de preenchimento obrigatório.
2 - Dados pessoais como email e telefone não serão divulgados.

  

Ataque em baixa, fator Aflitos, desfalques… Veja desafios do próximo técnico do Náutico

Sucessor de Gilmar Dal Pozzo pega time irregular no sistema defensivo, afetado por lesões, que sofre para criar chances de gol e que precisa reacender seu “caldeirão”

Por Rômulo Alcoforado — Recife

Globo Esporte

Gilmar Dal Pozzo foi desligado do cargo de treinador do Náutico e o anúncio oficial é esperado para a manhã desta quinta-feira. A partir de agora, o Timbu começa o processo de escolher o sucessor, que terá alguns desafios a superar para o time entrar de vez na briga pelo acesso na Série B do Campeonato Brasileiro.

ge levantou os principais pontos que o novo comandante alvirrubro precisa corrigir para conquistar o principal objetivo do clube na temporada: a volta à Série A. Confira:

Defesa irregular

Ainda que tenha passado em branco no jogo contra o Operário-PR, na última terça-feira, e no anterior, contra o Santa Cruz, o próprio Gilmar Dal Pozzo admitia que o time precisava ser mais consistente na retaguarda.

Os números provam essa necessidade: na temporada, o Náutico sofreu 27 gols em 23 partidas, mais do que um por jogo. Na retomada do futebol após a parada por conta do novo coronavírus, o desempenho é ainda pior: são nove gols sofridos em seis jogos, incluindo uma goleada de 4 a 1 diante do Bahia, e o 3 a 1 que tomou na estreia da Série B para o Avaí.

Ataque pouco produtivo

Ao mesmo tempo que tem problemas na defesa, o Náutico também encontra dificuldades no setor ofensivo. O problema foi confessado pelo meia Jean Carlos, logo depois do empate por 0 a 0 contra o Operário-PR, na terça-feira passada.

A partida contra o Fantasma, em casa, serve como parâmetro. Mesmo nos Aflitos, o time não conseguiu ter um forte predomínio senão por curtos períodos de tempo.

No geral, segundo o site SofaScore, especializado em estatísticas, o Náutico teve menos posse que o adversário. Só ficou com a bola por 40% do tempo, enquanto o Operário a reteve nos 60% restantes.

O número de finalizações do Timbu foi maior do que o do oponente: 15 a 9. Mas o nível de precisão, bem menor. Desse total, apenas 3 do Náutico foram no gol – outras 7 foram para fora e cinco foram conclusões travadas com a defesa do Operário.

Recuperar fator Aflitos

Neste ano, o Náutico – ao contrário do ano passado e de outras campanhas vitoriosas – não faz a diferença nos Aflitos. Dentro de casa, o Timbu só ganhou três dos 12 jogos que fez.

O retrospecto geral como mandante, incluindo um jogo na Arena de Pernambuco, é de três triunfos, sete empates e duas derrotas. O aproveitamento é de 44%, menos da metade dos pontos disputados.

Uma das missões do comandante, seja ele quem for, é recuperar a mística do jogo em casa, mesmo não tendo a torcida – que, por conta da pandemia, não tem previsão para voltar ao estádio.

Minimizar ou encontrar soluções para desfalques

Os constantes desfalques são um grave problema para o Náutico em 2020. Por lesão, o time perdeu vários atletas titulares ou opções imediatas por longos períodos. Atletas como o zagueiro Ronaldo Alves e os atacantes Matheus Carvalho e Álvaro, por exemplo, estão fora desde o começo do ano – e ainda vão demorar a retornar.

Outros, como o volantes Josa e Jhonnatan, o meia Jorge Henrique e o atacante Guillermo Paiva vivem às voltas com problemas físicos e desfalcam o time regularmente.

O sucessor de Dal Pozzo terá de encontrar alguma maneira de minimizar, junto com a fisiologia e o departamento médico, as lesões musculares, ou ser criativo para encontrar, no grupo ou no mercado, soluções para substituir os atletas ausentes.

Deixe aqui sua Mensagem




1 - Os campos marcados com asterico (*) são de preenchimento obrigatório.
2 - Dados pessoais como email e telefone não serão divulgados.

  

Em meio a pedidos do técnico Itamar Schülle, Santa Cruz busca cinco reforços para Série C

Diretoria coral tenta oficializar chegada de novas peças até fim da próxima semana

Por Redação do ge — Recife

Globo Esporte

Rotineiramente, o técnico Itamar Schülle usa as entrevistas para evidenciar a necessidade de o Santa Cruz buscar reforços. Cobrança que fez com que a diretoria intensificasse a procura por atletas e a expectativa é que, até o término da próxima semana, o treinador receba cinco jogadores para o restante da Série C.

+ Veja mais notícias do Santa Cruz

Inicialmente, a urgência é pela chegada de dois atacantes – um deles é Negueba, ex-Vitória -, um lateral-esquerdo, um armador e um zagueiro. No entanto, a saída de Fabiano fez com que a direção saísse em busca de mais uma opção para a lateral esquerda da equipe, que atualmente não tem opção no elenco.

Ciente da necessidade de reforços, a diretoria coral espera trazer atletas com mais experiência. Isso porque, de acordo com o técnico Itamar Schülle, o clube não tem mais espaço para trazer apostas. Postura que fez com que o treinador pedisse para que alguns atletas oriundos da base, que estão compondo o grupo principal, fossem disponibilizados para empréstimos.

Se por um lado o Santa Cruz busca opções no mercado, por outro o clube se prepara para proteger os destaques do elenco, que estão sendo assediados por equipes da Série B do Brasileiro. A ideia no Tricolor, no entanto, é não facilitar a saída de peças consideradas importantes.

Deixe aqui sua Mensagem




1 - Os campos marcados com asterico (*) são de preenchimento obrigatório.
2 - Dados pessoais como email e telefone não serão divulgados.

  

Preparador físico confirma saída de Dal Pozzo do Náutico; clube ainda não fez anúncio

Walter Grassmann e outras pessoas ligadas ao Timbu e ao treinador confirmaram demissão à reportagem do ge; Alvirrubro ainda não oficializou desligamento

Por Redação ge

Globo Esporte

Gilmar Dal Pozzo não é mais técnico do Náutico. O comandante foi demitido nesta quarta-feira, um dia após o empate do Timbu contra o Operário-PR por 0 a 0, na segunda rodada da Série B, nos Aflitos. A informação foi confirmada pelo preparador físico Walter Grassmann, que chegou com Dal Pozzo ao Recife no ano passado e vai embora do clube com ele – assim como o auxiliar técnico Luciano Borges, o Lucianinho. O presidente alvirrubro, Edno Melo, ainda não oficializou as saídas.

– Saímos eu, Dal Pozzo e Lucianinho. Cheguei no clube hoje à tarde e fui comunicado (da saída). Fico triste pela saída de um clube como o Náutico, mas ressalto o respeito com que fomos tratados mesmo na hora da saída. Eu tenho 30 anos do futebol e poucas vezes tive um tratamento como esse – disse Walter Grassmann.

As primeiras informações sobre a saída do treinador surgiram no início da tarde. A reportagem também confirmou a saída com fontes ligadas ao clube e do círculo próximo de Dal Pozzo.

ge apurou ainda que a saída do treinador e dos membros da comissão técnica foram o assunto dominante entre atletas e funcionários nesta quarta-feira, no CT do clube, já que Dal Pozzo e seus companheiros não apareceram no local – como normalmente acontece.

Apesar disso, o presidente do Náutico, Edno Melo, negou repetidas vezes a queda de Dal Pozzo. O vice-presidente de futebol, Diógenes Braga, não atendeu às chamadas e mensagens da reportagem ao longo de todo o dia.

Em sua segunda passagem pelo clube, Dal Pozzo ficou por um ano e três meses à frente do time. Nesse período, comandou o Náutico em 42 jogos oficiais, com 21 vitórias, 13 empates e oito derrotas (aproveitamento de 60%).

O técnico foi Campeão da Série C no ano passado pelo Timbu. Mas, nesta temporada, foi eliminado na primeira fase da Copa do Nordeste, na segunda fase da Copa do Brasil e na semifinal do Campeonato Pernambucano.

Na primeira passagem pelo clube, entre 2015 e 2016, o treinador disputou 28 partidas no comando técnico da equipe. Foram 15 vitórias, sete empates e seis derrotas. Cerca de 62% de aproveitamento dos pontos disputados.

Deixe aqui sua Mensagem




1 - Os campos marcados com asterico (*) são de preenchimento obrigatório.
2 - Dados pessoais como email e telefone não serão divulgados.

  

Santa Cruz tenta aproveitar semana de treinos para ajustar desequilíbrio entre setores

Defesa coral levou um gol nos cinco últimos jogos, mas equipe vem pecando no sistema ofensivo

Por Redação do ge — Recife

Globo Esporte

Com uma semana até o jogo contra o Treze, o técnico Itamar Schülle tenta aproveitar o tempo para conseguir encontrar equilíbrio entre os setores da equipe. Isso porque, se por um lado a defesa só sofreu um gol nas cinco últimas partidas, o setor ofensivo também só superou as zagas adversárias em uma oportunidade, no mesmo período de tempo.

A carência no ataque é refletida na fase do principal jogador do setor: Pipico. Artilheiro tricolor na temporada, com sete gols, ele está há seis partidas sem balançar as redes. A pior sequência desde que chegou ao clube, em 2018.

Para o setor, o técnico Itamar Schülle deve ter o reforço de Chiquinho, que vem sendo escalado no lado esquerdo do ataque. Além do retorno do meio de campo titular, com os volantes André e Paulinho, e o armador Didira, que estão liberados pelo departamento médico.

Setor mais eficiente da equipe, o sistema defensivo terá uma baixa para a partida contra o Treze. Isso porque Fabiano, titular da lateral esquerda, está acertando a transferência para o Operário-PR. Com isso, a tendência é que Itamar Schülle escale a equipe com três zagueiros de origem: Danny Morais e William Alves, além de Célio, que deverá ser deslocado para a lateral.

Deixe aqui sua Mensagem




1 - Os campos marcados com asterico (*) são de preenchimento obrigatório.
2 - Dados pessoais como email e telefone não serão divulgados.

  

Reforço para Série A, Ricardinho é regularizado pelo Sport; Venuto aguarda BID, mas também viaja

Volante teve nome publicado no Boletim Informativo Diário e está à disposição; Rubro-negro enfrenta o Vasco às 20h da quinta-feira, em São Januário

Por Camila Alves — Recife

Globo Esporte

Contratado como reforço para a Série A do Brasileiro, o volante Ricardinho teve o nome publicado no Boletim Informativo Diário da CBF, nesta terça-feira. Com isso, o atleta fica à disposição do Sport no âmbito burocrático. Agora, a expectativa é pela regularização do atacante Lucas Venuto, recém-anunciado pelo Leão. De acordo com a assessoria de imprensa do clube, ambos os atletas viajam com o elenco para o Rio de Janeiro.

A equipe enfrenta o Vasco às 20h da quinta-feira, em São Januário, pela segunda rodada do Brasileirão. Na sequência, visita o Atlético-GO, às 19h do domingo.

Em relação ao atacante, segundo o executivo de futebol do Rubro-negro, Lucas Drubscky, a tendência é de que conste no sistema da CBF até esta quarta-feira.

+ Confira mais notícias do Sport

À disposição do clube, o volante Ricardinho, inclusive, vinha treinando com o elenco do Sport nos últimos dias. Mas a tendência é de que ele seja utilizado de forma gradual nas partidas, assim como Lucas Venuto.

Isso porque, após a estreia na Série A do Brasileiro, o técnico Daniel Paulista chamou a atenção para a necessidade dos atletas ganharem ritmo de jogo. Uma vez que estavam treinando, mas não vinham sendo acionados em suas respectivas equipes.

Aos 31 anos, o volante fez apenas uma partida nesta temporada. Atuou por 14 minutos pelo Guarani, durante o Campeonato Paulista. Ainda apareceu no banco de reservas por oito oportunidades, mas não foi utilizado.

Venuto, por sua vez, aos 25 anos, entrou por 11 minutos no confronto entre Santos e Ituano, também pelo Estadual. Nesta temporada, esteve no banco de reservas outras 12 vezes.

Deixe aqui sua Mensagem




1 - Os campos marcados com asterico (*) são de preenchimento obrigatório.
2 - Dados pessoais como email e telefone não serão divulgados.

  

Sport anuncia contratação do atacante Lucas Venuto, do Santos

Leão divulgou assinatura de contrato com o atleta por meio das redes sociais, nesta terça-feira

Por Redação do ge — Recife

Globo Esporte

Restavam apenas os últimos detalhes para o anúncio oficial. Após acertar a chegada do atacante Lucas Venuto, na última semana, o Sport divulgou nas redes sociais, na manhã desta terça-feira, a assinatura de contrato com o atleta. Ele reforça o Rubro-negro até o fim do Campeonato Brasileiro, por empréstimo junto ao Santos, clube com o qual tem vínculo até 2022.

Venuto consta como segunda contratação do Sport desde a retomada das competições. Além do atacante, o clube também anunciou a chegada do volante Ricardinho, que treina com o elenco normalmente. Durante a paralisação do futebol, o Leão também trouxe o lateral-direito Patric e o centroavante Ronaldo.

Aos 25 anos, Lucas Venuto chega para o setor que, além de Ronaldo, conta com Hernane Brocador, Elton, Leandro Barcia, Marquinhos, Philip e Maxwell. O lateral-direito Rafael, formado no clube, também tem sido acionado como ponta no time.

+ Confira mais notícias do Sport

O atacante estava no Santos desde agosto do ano passado, mas não vinha sendo utilizado. Na Vila Belmiro, fez cinco partidas, sendo apenas uma nesta temporada, quando jogou por 11 minutos no Campeonato Paulista. Ao longo da carreira, ele também passou por Red Bull Brasil, RB Leipzig, da Alemanha, além de Liefering, SV Grödig e Austria Wien, da Áustria.

O Sport volta a campo às 20h da quinta-feira, diante do Vasco, em São Januário.

Deixe aqui sua Mensagem




1 - Os campos marcados com asterico (*) são de preenchimento obrigatório.
2 - Dados pessoais como email e telefone não serão divulgados.

  

Dal Pozzo evita comentar sobre reforços no Náutico: “Prefiro que a diretoria se pronuncie”

Treinador se esquivou ao falar sobre novos jogadores que podem desembarcar nos Aflitos para a disputa da Série B; Último contratado, Dadá Belmonte foi titular na estreia

Por Redação do ge — Recife

Globo Esporte

A Série B está apenas no começo, mas a diretoria e comissão técnica do Náutico se movem na busca por novos reforços. O assunto, no entanto, é apenas tratado internamente. Por isso, Gilmar Dal Pozzo, treinador da equipe, esquivou-se ao falar de maneira mais aprofundada sobre o assunto.

– Estou focado e prefiro que a diretoria se pronuncie. Internamente, estamos conversando sobre isso. Ítalo [Rodrigues, executivo de futebol] e Diógenes [Braga, vice de futebol] é que são responsáveis pelo departamento de futebol e são os que devem se pronunciar. E a gente sempre está conversando internamente sobre nosso grupo e planejamento feito desde o ano passado. Eu prefiro que eles se pronunciem.

Último reforço oficializado pelo clube, o meia-atacante Dadá Belmonte está há pouco tempo treinando com o time, mas rapidamente conseguiu a vaga de titular na estreia da equipe na Série B – a derrota de 3 a 1 para o Avaí. O próximo jogador que pode chegar ao clube é o volante Matheus Trindade.

– A contratação é responsabilidade de todos nós, mas se pronunciar sempre foi alinhado com o departamento de futebol. Minha preocupação neste momento é buscar alternativas e corrigir erros nossos porque a gente perdeu por erros nossos. Terça-feira temos um outro jogo para tentar vencer e entrar de vez na competição. É dessa forma que a gente está se planejando para a sequência do campeonato. Odeio perder, mas tenho que buscar solução porque é tudo muito rápido.

Deixe aqui sua Mensagem




1 - Os campos marcados com asterico (*) são de preenchimento obrigatório.
2 - Dados pessoais como email e telefone não serão divulgados.

  

contato@encartenoticias.com
jencartnoticias@gmail.com