Titular no clássico, Yan sofre pancada no pé e preocupa Sport; Alê Santos para por até um mês

Atacante deve ficar fora do confronto com o Ceará, no domingo, pela Copa do Nordeste; volante tem lesão no osso do joelho direito

Por Camila Alves — Recife

Globo Esporte

Titular na última partida do Sport, no clássico com o Santa Cruz, o atacante Yan pode se tornar mais um desfalque para o técnico Daniel Paulista. Fora da movimentação por conta de uma pancada no pé direito, sofrida no treino da última quarta-feira, o atleta será avaliado pelo departamento médico, mas preocupa para o confronto com o Ceará, que acontece no domingo, pela Copa do Nordeste.

+ Veja mais notícias do Sport

O volante Alê Santos, por sua vez, que deixou a movimentação da última segunda-feira carregado, queixando-se de fortes dores no joelho direito, passou por exames na última quinta e teve diagnosticada uma contusão no osso, denominado “côndilo medial”. Com a ruptura de ligamento descartada pelo departamento médico leonino, o jogador fica fora por cerca de cerca de três a quatro semanas, contando a partir do dia 9 de março.

No ataque, o Rubro-negro tem Hernane Brocador e Marquinhos no time titular. Com isso, Ewandro, Pedro Maranhão, Maxwell e Elton disputam a vaga. Com base na movimentação desta sexta-feira, a tendência é de que Maxwell assuma o posto.

Entre os volantes, por sua vez, o Leão tem Willian Farias e Rithely na equipe principal, além de João Igor como terceira opção. Entre os demais reservas, estão Ronaldo, Betinho, Jean Patrick e o prata da casa Matheusinho.

Além da dupla, quem ainda está em processo de recuperação de lesão são o atacante Leandro Barcia, o zagueiro Rafael Thyere, ambos que iniciaram como titulares com Daniel Paulista, além do volante Marcão. Todos estão na transição física após lesão na coxa direita.

Deixe aqui sua Mensagem




1 - Os campos marcados com asterico (*) são de preenchimento obrigatório.
2 - Dados pessoais como email e telefone não serão divulgados.

  

Duas primeiras rodadas das Eliminatórias sul-americanas para a Copa de 2022 serão adiadas

Jogos que seriam realizados no fim de março terão nova data

Por GloboEsporte.com — Rio de Janeiro

A Conmebol ainda não anunciou, mas as duas primeiras rodadas das Eliminatórias sul-americanas para a Copa de 2022 serão adiadas. O motivo é o avanço da pandemia do novo coronavírus.

Ainda não há nova data prevista para a realização dos jogos. As associações e confederações nacionais de futebol foram consultadas pela Conmebol sobre o cancelamento e a maioria dos países se mostrou favorável ao adiamento dos jogos.

+ Epidemia de Coronavírus afeta o futebol mundial; siga atualizações

Em carta Conmebol pede adiamento das rodadas iniciais das Eliminatórias de 2022 — Foto: Conmebol

Em carta Conmebol pede adiamento das rodadas iniciais das Eliminatórias de 2022 — Foto: Conmebol

O Brasil tinha estreia nas Eliminatórias da Copa prevista para o dia 27 de março, contra a Bolívia, na Arena Pernambuco. Depois ia enfrentar a seleção do Peru, fora de casa, em Lima, no dia 31. A apresentação dos convocados estava prevista para o dia 23 de março, em Recife.

Além das Eliminatórias, a Seleção terá neste ano a defesa do título da Copa América. O primeiro jogo pela competição será no dia 14 de junho, contra a Venezuela, em Cali, na Colômbia. O segundo será contra o Peru, no dia 18, em Medellín. O terceiro e o quarto serão em Barranquilla, contra o Catar e a Colômbia, nos dias 23 e 27, respectivamente. O quinto será contra o Equador, no dia 1º de julho, em Bogotá. O Campeonato Brasileiro não vai parar durante a Copa América.

Deixe aqui sua Mensagem




1 - Os campos marcados com asterico (*) são de preenchimento obrigatório.
2 - Dados pessoais como email e telefone não serão divulgados.

  

Santa não tem Danny e Paulinho, e espera por Rangel contra Botafogo-PB; Pipico “99% fora”

Tricolor enfrenta o Belo nesta quinta-feira, no Arruda, em jogo importante para classificação na Copa do Nordeste; Técnico Itamar Schulle tem outros desfalques

Por Globo Esporte.com — Recife

Globo Esporte

Santa Cruz tem jogo de extrema importância contra o Botafogo-PB nesta quinta-feira, pela penúltima rodada da primeira fase da Copa do Nordeste. E o time que joga será uma incógnita até perto da partida. Com dúvidas e desfalques relacionados a desgaste físico e departamento médico, o treinador Itamar Schulle não deu grandes detalhes sobre a escalação na coletiva de imprensa desta quarta, antes do treino fechado da tarde.

Algumas coisas, porém, parecem certas. Segundo o técnico, o artilheiro Pipico está “99% fora”. Existia a expectativa de que atuasse ao menos um tempo, após voltar aos treinos físicos durante a semana. Além disso, pelo o que falou, Itamar descartou utilizar Chiquinho improvisado na lateral esquerda. Essa possibilidade foi levantada pelo fato de Fabiano estar suspenso.

Outros dois jogadores que estavam dependendo do departamento médico, o zagueiro Danny Morais (coxa direita) e o volante Paulinho (pancada no joelho direito), também foram descartados por Schulle para o jogo. Além deles, o zagueiro William Alves é outro desfalque, por suspensão. E o treinador espera para saber se contará com o atacante Victor Rangel, que voltou a sentir dores no tórax nesta semana.

– Danny está fora e requer ainda um período de tratamento. William Alves (está fora) devido a cartão, Fabiano, (fora por) cartão, Paulinho ainda está fora pela lesão que está sentindo, pancada que tomou no joelho, ainda vai ficar um tempo em tratamento. Rangel a princípio estava fora, mas vai ser reavaliado para saber se tem condições, porque vinha com dor – explicou Schulle.

Sobre Pipico, o técnico coral explicou um pouco a situação. Pela avaliação, a possibilidade é que o jogador não atue para que não corra risco de nova lesão.

“Pipico 99% também está fora, vai trabalhar separado como trabalhou ontem e, no final, se não sentir nada, a gente vai tentar trabalhar com ele no campo. E aí depende muito do jogador. Conversei muito com ele ontem. Depende de como vai se sentir para o jogo. Temos responsabilidade de montar essa equipe e entrar com todo mundo 100%”

Chiquinho na lateral?

Itamar Schulle foi questionado pela imprensa sobre a possibilidade de utilizar o meia Chiquinho improvisado na lateral esquerda. Mas o treinador demonstrou que o jogador será aproveitado numa função mais ofensiva, como vem sendo feito.

– A ultima partida como lateral faz muito tempo. Então trazê-lo pra linha de trás, posso, mas aí eu tampo o o pé e destampo minha cabeça. Ou vice-versa. Então eu creio que tenho que mantê-lo em outra posição, numa função que tenha bom chute e chegada. Que é uma posição que também não temos, então ali vai poder me render mais do que numa parte defensiva.

O treinador coral também ressaltou a questão física. O que seria um fator importante a ser ponderado para escalar Chiquinho na lateral.

– Ele não está no melhor dele (fisicamente). Chegou depois, vinha atuando mesmo sem ter feito alguns trabalhos. Pulamos algumas etapas e tudo isso temos que levar em consideração neste momento de formar os onze que iniciam a partida.

Um possível time para a partida tem: Maycon Cleiton; Toty, Célio, Denilson e Júnior; Bileu, André e Didira; Chiquinho, Mayco Félix e Victor Rangel (Patrick Nonato). Nesta escalação, Júnior atua improvisado na esquerda para cobrir o espaço de Fabiano.

Deixe aqui sua Mensagem




1 - Os campos marcados com asterico (*) são de preenchimento obrigatório.
2 - Dados pessoais como email e telefone não serão divulgados.

  

No trabalho de transição, Diego Silva e Djavan podem voltar ao Náutico contra Fortaleza

Zagueiro e volante começaram a fazer trabalhos leves com bola, ainda com fisioterapia, e têm chance de entrar na equipe para duelo da Copa do Nordeste

Por Rômulo Alcoforado — Recife

Globo Esporte

Além do atacante Guillermo Paiva, o Náutico tem mais duas peças que podem voltar ao time no jogo do próximo sábado, contra o Fortaleza, nos Aflitos, pela sétima rodada da Copa do Nordeste. O técnico Gilmar Dal Pozzo tem chancar de contar com os retornos do zagueiro Diego Silva e do volante Djavan.

Os três treinaram com o departamento de preparação física, nesta quarta-feira. Fizeram trabalhos leves com bola, à parte do grupo. Trata-se do último estágio antes de serem liberados de forma definitiva para treinos e jogos, o que deve acontecer nos próximos dias.

Por outro lado, o volante Josa, que era esperado para voltar aos treinos, não apareceu. Ele havia sido poupado do último jogo, contra o Retrô FC, por conta de desconforto muscular – mas o clube garantiu que ele não tinha lesão, apenas dores localizadas.

Até esta quarta, porém, o jogador não voltou às atividades normais, e o Náutico decidiu não se pronunciar a respeito da condição de Josa.

Deixe aqui sua Mensagem




1 - Os campos marcados com asterico (*) são de preenchimento obrigatório.
2 - Dados pessoais como email e telefone não serão divulgados.

  

Carteira de habilitação apresentada por Bruno Henrique é falsa, diz perícia

Laudo do Instituto de Criminalística Carlos Éboli concluiu que tanto a cédula da CHN quanto o número da carteira foram forjados. Jogador é esperado nesta quinta-feira para depor.

Por Leslie Leitão, TV Globo

Peritos do Instituto de Criminalística Carlos Éboli concluíram que é falsa a CNH apresentada pelo jogador Bruno Henrique, do Flamengo, em uma blitz no fim de fevereiro.

O laudo da perícia atestou que tanto a cédula do documento quanto o número do registro da habilitação foram forjados.

Bruno Henrique é esperado para depor nesta quinta-feira (12), na 16ª DP (Barra da Tijuca). Ele poderá ser indiciado por uso de documento falso, que prevê pena de até 6 anos de reclusão.

Bruno Henrique é levado para o próprio carro após deixar a delegacia — Foto: Reprodução/TV Globo

Bruno Henrique é levado para o próprio carro após deixar a delegacia — Foto: Reprodução/TV Globo

Relembre o caso

O atacante do Flamengo foi parado em uma blitz da Lei Seca na madrugada de 29 de fevereiro na Barra da Tijuca, Zona Oeste do Rio.

Aos agentes, Bruno Henrique apresentou uma carteira de habilitação de São Paulo, cujos dados não constavam no sistema de informática do Detran.RJ.

O atacante se recusou a realizar o teste do bafômetro, para descobrir se havia traços de álcool no sangue, no momento em que foi abordado.

Segundo o Programa Lei Seca, Bruno Henrique foi multado por dirigir sem habilitação válida e por ter se recusado a fazer o teste do bafômetro. Depois, o atacante apresentou um condutor habilitado e retirou o veículo da blitz.

Deixe aqui sua Mensagem




1 - Os campos marcados com asterico (*) são de preenchimento obrigatório.
2 - Dados pessoais como email e telefone não serão divulgados.

  

Após chegada de Maidana e Philip no Recife, Sport corre atrás de reforços na lateral

Rubro-negro se aproxima de negociação por Patric, lateral-direito do Atlético-MG, e mira na contratação de Marcelo Hermes, lateral-esquerdo do Cruzeiro

Por GloboEsporte.com — Recife

Eliminado na Copa do Brasil e com dificuldades para se classificar no Pernambucano, o Sport acelerou a busca por reforços para esta temporada. Em negociação com o Rubro-negro, o zagueiro Iago Maidana, do Atlético-MG, e o atacante Philip, que estava no Afogados, foram os primeiros a desembarcar no Recife para realizar exames e finalizar os detalhes do acerto.

Após a chegada da dupla, o Leão corre atrás de opções para o técnico Daniel Paulista em duas posições ainda carentes na equipe: as laterais.

Principalmente, porque esses foram dois dos quatro setores em que o clube ainda não anunciou contratações para 2020 (caso também da zaga, o que mudará com a chegada de Maidana, e dos centroavantes).

Na lateral direita, o clube conta com Raul Prata, remanescente do ano passado, e Ewerthon, promovido ao elenco principal nesta temporada. Na esquerda, estão Sander, capitão do time, e Luciano Juba, cria do Leão e que estreou pela equipe principal neste ano. O último, inclusive, sofreu uma distensão muscular na coxa esquerda e está fora de ação até a próxima semana.

Com o objetivo de reforçar o setor, o Sport se aproxima da contratação do lateral-direito Patric, que tem vínculo com o Atlético-MG até o fim deste ano. Aos 30 anos, o jogador disputou as últimas três temporadas pelo Galo. Ainda entre 2013 e 2014, ele passou pelo Rubro-negro, disputando 90 partidas e marcando 15 gols. No entanto, ainda depende do aval do treinador do Galo, Jorge Sampaoli.

Na lateral esquerda, por sua vez, o Leão mira na contratação de Marcelo Hermes, que está sem espaço no Cruzeiro. A ideia da diretoria é acertar o empréstimo do jogador, no entanto, o entrave nas conversas está na forma de pagamento, já que a Raposa quer que o Sport arque com o salário integral do atleta.

Vale lembrar, ainda, que outro nome que está na pauta das negociações do Leão é o do meia Bruninho. Vinculado ao Atlético-MG, de acordo com a assessoria de imprensa do clube, ele também foi liberado para realizar exames e acertar com o Rubro-negro.

Nesta temporada, o Sport contratou dez reforços para o elenco. Um deles, no entanto, o meia Diego Noronha, chegou como aposta e terminou sendo liberado pelo clube sem nem sequer estrear. Além desses, o Sport também acertou a permanência do volante Rithely, que tinha contrato, mas precisava de uma redução salarial e negociação de dívidas para permanecer na Ilha do Retiro.

Confira o elenco completo do Sport

  • Goleiros: Maílson, Luan Polli, Carlos Eduardo e Adriano (Sub-17)
  • Lateral direita: Raul Prata e Ewerthon
  • Lateral esquerda: Sander e Luciano Juba
  • Zagueiros: Rafael Thyere, Adryelson, Chico e Cleberson
  • Volantes: Willian Farias, Ronaldo, Betinho, Rithely, Jean Patrick, Marcão, João Igor, Matheusinho e Alê Santos
  • Meias: Lucas Mugni, Jonatan Gómez e Pablo Pardal
  • Atacantes: Hernane Brocador, Leandro Barcia, Marquinhos, Ewandro, Maxwell, Yan, Pedro Maranhão e Elton. Além do atacante Luan, que se recupera de lesão.

Deixe aqui sua Mensagem




1 - Os campos marcados com asterico (*) são de preenchimento obrigatório.
2 - Dados pessoais como email e telefone não serão divulgados.

  

Executivo de futebol vai a São Paulo em busca de reforços para o Santa Cruz

De acordo com o presidente do clube, Constantino Júnior, Nei Paldonfo tem a missão de qualificar o elenco coral

Por GloboEsporte.com — Recife

Queixa constante do técnico Itamar Schülle, a falta de opções no elenco do Santa Cruz deve ser solucionada pela direção do clube, pelo menos em parte, nos próximos dias. Essa é a expectativa do presidente coral, Constantino Júnior. Segundo o mandatário, o Tricolor enviou o executivo de futebol Nei Pandolfo para São Paulo, com o intuito de trazer reforços.

“A gente tem a consciência de que precisa reforçar. Nei foi para São Paulo tentar algumas situações, e nós vamos nos reforçar. Temos algumas carências e sabemos disso.”

Com o adiamento da última rodada do Pernambucano para o dia 29 de março, o Tricolor tem até o dia 24 deste mês para inscrever atletas para a competição. Na Copa do Nordeste, o prazo vai até o primeiro dia de abril. O clube, porém, pretende antecipar a chegada de atletas.

– A gente tem um prazo para inscrever jogadores, mas a ideia é trazer o quando antes. Até para que os jogadores fiquem prontos para atuar. Algumas competições estão chegando ao fim e isso nos dará mais possibilidades.

Embora reconheça a necessidade de reforçar, o presidente do clube preferiu não adiantar quantos jogadores deve contratar antes da Série C.

– Não posso falar de nomes e nem de quantidade, até porque se eu digo que trarei 10 e trouxer nove, as pessoas vão cobrar. Então, essa questão a gente trabalha internamente.

Deixe aqui sua Mensagem




1 - Os campos marcados com asterico (*) são de preenchimento obrigatório.
2 - Dados pessoais como email e telefone não serão divulgados.

  

Treino aberto, pressão da torcida e jogo histórico com Bolívia: Tite quer “energia forte” do Recife

Técnico lembra tempo de jogador, cita dificuldade ao enfrentar clubes locais e ressalta atmosfera em partida marcante da Seleção contra rival pelas Eliminatórias da Copa, em 1993, no Arruda

Por Brenno Costa — Recife

Globo Esporte

A relação de Tite com o Recife – cidade que recebe a seleção brasileira para o duelo contra a Bolívia, no próximo dia 27, na Arena de Pernambuco – é antiga. Ainda quando atuava como zagueiro, nos anos 1980, ele pisou no estado e sentiu na pele a pressão das torcidas locais. Era, para ele, uma “energia muito diferente”. Sensação que também teve ao recordar um confronto histórico da Canarinho, em 1993, contra o rival da partida de abertura das Eliminatórias para a Copa do Mundo no Catar.

“Eu falo das minhas memórias enquanto técnico e das minhas memórias enquanto atleta. Ele (o Recife) traz uma energia muito forte. Ele traz uma relação com a Seleção, com os seus atletas, uma atmosfera que mobiliza muito. A gente sente isso.”

Pouco depois, Tite puxou pela memória encontros que teve com Náutico, Santa Cruz e Sport quando ainda era atleta. Citou, inclusive, o momento que estava em campo defendendo a Portuguesa. Ele esteve no clube paulista entre 1984 e 1985.

– Eu senti particularmente jogando, jogando no Arruda contra o Santa pela Portuguesa. Aquilo ali tremia, literalmente tremia. O apoio da torcida. Enfrentei quantas e quantas vezes o Náutico nos Aflitos? – disse o treinador da Seleção.

“Jogar contra o Sport, o quanto a mobilização do torcedor, o quanto é difícil porque ele cria uma atmosfera que tu tem que jogar. Era um dos clubes que eu vinha enfrentar enquanto atleta e tinha que estar com um nível de concentração muito alto porque, senão, o torcedor interfere”, acrescentou Tite.

Maior público em Pernambuco é da Seleção

O maior público da história no futebol pernambucano pertence a seleção brasileira e, dificilmente, será desbancado. Em 1993, o Recife abraçou a equipe então comandada pelo técnico Carlos Alberto Parreira e que vinha pressionada na busca por uma vaga na Copa do Mundo dos Estados Unidos, no ano seguinte.

O Arruda recebeu o confronto tomado por 96.990 pessoas. No fim, o Brasil goleou a Bolívia por 6 a 0. A partida ficou marcada pelo gesto simbólico dos jogadores entrarem de mãos dadas em campo em uma cena que se repetiu ao longo do Mundial e culminou com a conquista da taça diante da Itália. No retorno ao país, a capital pernambucana foi o primeiro ponto de parada para um desfile em carro aberto para milhares de pessoas.

– Essa mesma mobilização que teve em 93 é a mesma expectativa que a gente tem. É a expectativa que o atleta. É a expectativa que eu tenho em função de criar essa atmosfera também.

Treino aberto na Ilha do Retiro

A sensação de apoio que tanta espera o treinador da seleção brasileira poderá ser sentida já na preparação para o confronto contra a Bolívia. No dia 24 de março, o segundo treino do grupo, será aberto ao público. Por questão de segurança, será liberada a entrada de dez mil pessoas após a troca do ingresso por dois quilos de alimentos. Mais detalhes sobre o evento serão detalhados nesta sexta-feira.

Deixe aqui sua Mensagem




1 - Os campos marcados com asterico (*) são de preenchimento obrigatório.
2 - Dados pessoais como email e telefone não serão divulgados.

  

Philip se despede do Afogados e anuncia acerto com o Sport

Atacante disse que recebeu ligação e proposta do presidente Milton Bivar após a vitória sobre o Atlético-MG pela Copa do Brasil. Sport, porém, não confirma a contratação do jogador de 28 anos

Por Eri Santos, Lafaete Vaz e Mavian Barbosa — Caruaru, PE

Globo Esporte

O atacante Philip, do Afogados, está mesmo de saída para o Sport. Após o empate em 1 a 1 com o Central neste domingo, pela oitava rodada do Campeonato Pernambucano, o jogador de 28 anos se despediu dos companheiros de time e anunciou a ida para o Leão da Ilha. O Sport, porém, não confirma a contratação de Philip.

– É difícil falar que acabou. Após o jogo conversei com meus companheiros e disse que estava indo de coração partido. Diante da oportunidade, estou indo. Nesse momento tenho que dizer adeus ao Afogados – afirmou.

“Isso tudo é um milagre de Deus. Estou no futebol faz tempo e nunca vi um jogador sair da Série D para um clube da Série A”, comentou Philip.

Revelado pelo Náutico, o atacante marcou o segundo gol no empate em 2 a 2 com o Atlético-MG pela Copa do Brasil. Philip disse que depois da partida o presidente Milton Bivar ligou diretamente pra ele para fazer a proposta.

– Logo após o jogo contra o Atlético-MG eu tive a felicidade de receber uma ligação do próprio presidente do Sport. Ele perguntou como estavam as coisas e eu expliquei a situação. Ele falou do interesse e meu empresário acertou tudo. Nesta semana começamos essa nova história.

João Nogueira, presidente do Afogados, também confirmou a saída do atleta. Ao GloboEsporte.com, Nogueira disse que já assinou a rescisão de contrato de Philip e abriu mão da multa de R$ 300 mil para ter 10% do jogador. Os outros 90%, segundo o presidente da Coruja, vão pertencer ao Sport.

Philip viaja nesta segunda-feira para o Recife. De acordo com o jogador, o acerto com o Sport vai até maio de 2021.

Deixe aqui sua Mensagem




1 - Os campos marcados com asterico (*) são de preenchimento obrigatório.
2 - Dados pessoais como email e telefone não serão divulgados.

  

Após encerrar rodízio no Sport, Daniel Paulista admite preocupação com lesões

Rubro-negro não conta com Leandro Barcia e Rafael Thyere do time titular, mas teve retorno do volante Rithely e do lateral-esquerdo Sander

Por Camila Alves — Recife

Globo Esporte

A primeira mudança do técnico Daniel Paulista ao assumir o Sport, após a saída de Guto Ferreira, foi colocar fim ao rodízio de jogadores no time titular.Por entrosamento, queria criar e manter uma base de escalação sólida.Mas, menos de três semanas desde que foi apresentado pelo Rubro-negro, o comandante tem se visto obrigado a fazer mudanças na equipe por conta de lesões.

“Preocupa, claro. São muitos jogadores se machucando, entregues ao departamento médico, jogadores importantes. Mas a gente tem que trabalhar com o que tem em mãos.”

Com uma lesão na coxa direita, o atacante Leandro Barcia, vice-artilheiro do Leão, com três gols, e o zagueiro Rafael Thyere estão fora por um período de 10 a 15 dias desde o diagnóstico. Com isso, eles ainda devem perder o confronto com o Ceará, no dia 15 de março, pela Copa do Nordeste. Vale lembrar que a zaga foi uma das quatro posições em que o clube não contratou reforços nesta temporada – assim como a lateral-esquerda, direita e os centroavantes. No elenco, conta com Cleberson, Adryelson e Chico.

Em relação ao confronto com o Petrolina, quando o Rubro-negro teve quatro desfalques no time titular, o ponto positivo é que dois deles voltaram ainda no clássico com o Santa Cruz. Caso de Sander, que se recuperou de uma lesão no joelho esquerdo e de Rithely, que retornou aos treinos na sexta. Ambos foram titulares na vitória sobre o Tricolor, no último sábado.

Além dos atletas da equipe titular, o Leão também não conta com o lateral-esquerdo Luciano Juba, com uma lesão muscular, o volante Marcão (lesão na coxa) e o atacante Luan, que se recupera de uma cirurgia no pé.

Deixe aqui sua Mensagem




1 - Os campos marcados com asterico (*) são de preenchimento obrigatório.
2 - Dados pessoais como email e telefone não serão divulgados.