Seu Vídeo Aqui!!!

————————————————————————————-

————————————————————————————

NUVEM DE TAGS

Ao estilo Petr Cech, goleiro Jefferson volta a treinar no Náutico com proteção na cabeça

Atleta teve concussão cerebral no jogo diante do Juventude e ficou fora da partida contra o Guarani, mas deve voltar para enfrentar o Figueirense

Por Redação do ge — Recife

Globo Esporte

Náutico deverá ter um reforço importante no jogo contra o Figueirense, às 21h30 desta terça-feira, nos Aflitos, pela sétima rodada da Série B. O goleiro Jefferson está de volta após ser poupado da partida diante do Guarani. Ele sofreu uma concussão cerebral na partida contra o Juventude e, por isso, acabou vetado do duelo seguinte.

No confronto desta terça, ele usará um capacete, que fez o clube alvirrubro brincar nas redes e compará-lo com Petr Cech, ex-goleiro do Chelsea e Arsenal. O tcheco costumava usar a proteção como um adereço durante sua carreira.

Com a volta de Jefferson, Marcão retorna para o banco de reservas. Ele foi titular na partida diante do Guarani e entrou no decorrer do jogo contra o Juventude, quando Jefferson se lesionou.

Nesta temporada, Jefferson disputou 22 partidas com a camisa do Náutico e tomou 26 gols. Já Marcão disputou cinco jogos, nos quais tomou cinco gols.

Deixe aqui sua Mensagem




1 - Os campos marcados com asterico (*) são de preenchimento obrigatório.
2 - Dados pessoais como email e telefone não serão divulgados.

  

Após dois anos eliminado na primeira fase, Santa Cruz mostra força no início da Série C

Líder do Grupo A, com sete pontos, Tricolor precisa de uma média de 1,4 ponto por jogo para avançar para o quadrangular decisivo

Por Redação do ge — Recife

Globo Esporte

Após dois anos sem conseguir se classificar para a fase decisiva da Série C, o Santa Cruz inicia a competição mostrando força. Líder do Grupo A, com sete pontos, o Tricolor precisa manter uma média de 1,4 ponto por partida, até o fim do período classificatório, para conseguir se garantir na próxima fase do torneio. Isso, tomando por base a média das equipes nos últimos cinco anos.

Com outros oito jogos como mandante nesta etapa, portanto, o Tricolor precisa de mais 20 pontos para ultrapassar a média necessária para se classificar: 26,8. A pontuação lhe garantiria até mesmo o “descarte” de uma partida disputada em seus domínios.

O cenário, no entanto, não deslumbra o elenco coral. Destaque da equipe, o meio-campo Didira comentou sobre a situação do Santa Cruz na tabela.

– A gente tem que acostumar a viver esse momento, sempre fica na parte de cima. A gente espera que possamos continuar bem, com todo mundo treinando bem e se empenhando. Isso é o mais importante.

No próximo domingo, o Santa Cruz encara o Imperatriz, no Arruda. Empatado em número de pontos com o Remo, o Tricolor do Arruda tenta desgarrar na liderança do Grupo A, para ganhar margem em relação aos adversários.

Vale lembrar que a classificação na fase de grupos não garante o clube na Série B 2020. Pelo regulamento atual, os quatro melhores colocados de cada grupo se classificam para dois quadrangulares. De um lado, o 1º colocado do Grupo A, o 2º do Grupo B, o 3º do Grupo A e o 4º do Grupo B. Do outro, o 1º do Grupo B, 2º do Grupo A, o 3º do Grupo B e o 4º do Grupo A.

Média de pontos necessários para se classificar

Série C 2015
Grupo A – 31 pontos
Grupo B – 29 pontos

Série C 2016
Grupo A – 26 pontos
Grupo B – 30 pontos

Série C 2017
Grupo A – 25 pontos
Grupo B – 25 pontos

Série C 2018
Grupo A – 26 pontos
Grupo B – 29 pontos

Série C 2019
Grupo A – 26 pontos
Grupo B – 28 pontos

Deixe aqui sua Mensagem




1 - Os campos marcados com asterico (*) são de preenchimento obrigatório.
2 - Dados pessoais como email e telefone não serão divulgados.

  

Com oscilações na temporada, Erick projeta evolução no Náutico para voltar a nível de 2017

Formado no clube, onde deixou boa impressão na primeira temporada como profissional, atacante retornou em 2020 cercado de expectativas ainda não atendidas

Por Redação do ge — Recife

Globo Esporte

Erick saiu do Náutico, em 2017, como o principal jogador do time. Foi para Portugal, não brilhou, mas voltou ao Timbu, em 2020, com grandes expectativas – já que deixara boa impressão na primeira temporada como profissional. Até agora, no entanto, ainda não conseguiu justificar toda a empolgação da torcida. E ele mesmo admite que não está no mesmo nível de quando saiu do Brasil.

+ Veja mais notícias do Náutico

Nesta temporada, Erick tem 23 partidas e dois gols marcados. Apenas para efeito de comparação, no ano de 2017, quando surgiu, foram nove gols em 39 partidas.

Mas ele acredita estar evoluindo e projeta em breve ser o jogador que se destacou na primeira passagem pelo Náutico.

“Com o professor Gilson (Kleina) estou evoluindo a cada dia, num novo sistema, e espero ser aquele Erick de 2017.”

Embora elogie o novo treinador, Erick ressaltou a importância do antecessor dele, Gilmar Dal Pozzo, que o comandou nos primeiros meses de sua volta ao Náutico. O atacante afirmou que Gilmar foi muito importante para sua carreira.

“Dal Pozzo foi um pai para mim. Me ajudou quando eu cheguei, tinha uma expectativa muito grande sobre essa minha volta. Quando eu mais precisei, ele me ajudou. Tenho muito o que agradecer a ele.”

De qualquer forma, após a mudança do treinador, Erick acredita que não apenas seu desempenho individual, mas o coletivo também crescerá. E o Náutico enfim começará a vencer na Série B, o que não aconteceu nas primeiras cinco rodadas.

+ Sem Camutanga, Náutico deve ter volta de Fernando Lombardi contra Guarani

– O clima está tranquilo. O professor que chegou está dando uma tranquilidade maior. A partir do momento que a gente ganhar dois jogos, a chave vira. Em vez de quatro empates, a gente fica seis jogos sem perder. Espero que, na sexta-feira, a gente consiga conquistar os três pontos diante do Guarani.

Deixe aqui sua Mensagem




1 - Os campos marcados com asterico (*) são de preenchimento obrigatório.
2 - Dados pessoais como email e telefone não serão divulgados.

  

Jean Patrick consegue rescisão com Sport na Justiça; clube diz que monitora caso após tentar acordo

Com seis partidas e um gol pelo Rubro-negro, volante reivindica cinco meses de salários atrasados, assim como FGTS em aberto desde janeiro; valor causa é superior a R$ 1 milhão

Por Camila Alves — Recife

Globo Esporte

Três meses após acionar o Sport na Justiça do Trabalho, o volante Jean Patrick conseguiu a rescisão de contrato e está livre para assinar com outro clube. Após a decisão da juíza, Walkíria Miriam Pinto de Carvalho, o fim do vínculo com o atleta, contratado como reforço para 2020, foi publicado no Boletim Informativo Diário da CBF.

O vice-presidente jurídico do clube, Manoel Veloso, e o advogado do jogador, Filipe Rino, pronunciaram-se sobre o caso.

No processo, Jean Patrick cobra ao Rubro-negro cinco meses de salários atrasados, assim como FGTS desde janeiro. O valor da causa está avaliado em R$ 1.111.709,60 na 17ª Vara do Trabalho do Recife.

+ Confira mais notícias do Sport

Procurado, o vice-presidente jurídico do Sport, Manoel Veloso, comentou sobre o andamento do caso.

“Vamos tomar conhecimento e tomar provisões. Mas essa demora na liberação para ele ir para outro clube, foi porque ele não quis fazer acordo. Oferecemos pagar de forma parcelada quando ele saiu. Calculamos quanto ele tinha a receber, ofertamos esse valor parcelado, mas ele não quis. Foi ele que não teve interesse. Direito dele buscar na Justiça. Mas não estamos retendo ou impedindo de jogar.”

A urgência pelo encerramento do vínculo acontece porque Jean Patrick alega ter proposta de trabalho junto a outro clube, segundo o processo. Agora, as questões das multas, cláusula de rescisão e pagamentos atrasados em relação ao Sport, serão discutidas na esfera judicial. É o que explica o advogado do atleta, Filipe Rino.

“Depois de três meses brigando, nós conseguimos a rescisão do contrato dele. Ele não tem mais vínculo com o Sport. A Justiça determinou a rescisão do contrato dele pela ausência dos pagamentos a partir de fevereiro e FGTS desde janeiro. Já está liberado para assinar contrato com outro clube, enquanto o processo prossegue.”

Entenda a ação

Contratado para a temporada de 2020, Jean Patrick diz que só recebeu o salário referente a janeiro. Em julho, anexou um documento de manifestação no processo para registrar que estaria há cinco meses sem receber os vencimentos que tem direito.

Rescisão de Jean Patrick no BID — Foto: Reprodução BID CBF

Rescisão de Jean Patrick no BID — Foto: Reprodução BID CBF

Na defesa, o Sport destaca que devido às dificuldades financeiras com a suspensão das atividades por conta da Covid-19, o clube praticamente deixou de gerar renda e acarretou “impontualidades no cumprimento de algumas obrigações”. De acordo com a documentação, o Leão esclarece que pagou os salários de janeiro e fevereiro, mas reconhece que o FGTS não foi recolhido.

Na análise da documentação, a juíza relata que verifica-se que o salário de fevereiro foi pago em duas parcelas – em março e maio. Mas que não houve pagamento referente a março e abril. Com isso, o atleta estaria há cinco meses sem receber salários. Assim, concedeu a rescisão.

Decisão judicial sobre Jean Patrick — Foto: Reprodução

Decisão judicial sobre Jean Patrick — Foto: Reprodução

Deixe aqui sua Mensagem




1 - Os campos marcados com asterico (*) são de preenchimento obrigatório.
2 - Dados pessoais como email e telefone não serão divulgados.

  

Percentual dos direitos e salários: Sport detalha negociação de zagueiro da base para São Paulo

De acordo com presidente Milton Bivar, Rubro-negro mantém 30% dos direitos de Pedro Lucas, que tem passagem pelas categorias de base da seleção brasileira

Por Redação do ge — Recife

Globo Esporte

Na última terça-feira, o zagueiro Pedro Lucas, destaque na base do Sport, chamou a atenção ao publicar nas redes sociais um registro da assinatura de contrato com seu novo clube: o São Paulo. Os detalhes da negociação envolvendo o atleta de 18 anos foram revelados pelo presidente do Leão, Milton Bivar, que estava à frente das tratativas.

No acerto, que aconteceu sem custos para o Tricolor, o atleta assinou por quatro anos com o time paulista. O Rubro-negro, por sua vez, mantém 30% dos direitos do zagueiro.

“O Sport ficou com 30%. Nesse caso, não tem percentual de pagamento por tempo jogado. É um contrato de empréstimo, em que o Sport mantém 30% e tem a preferência pela volta dele. O São Paulo paga tudo de salário.”

+ Confira mais notícias do Sport

Desde a paralisação das competições por conta da Covid-19, em março, a base do Sport tem trabalhado de forma remota. Na última semana, atletas e comissão técnica do sub-20 passaram por testes para organizar a retomada das atividades de olho no Campeonato Brasileiro, previsto para setembro.

Contratado para reforçar a base do São Paulo, Pedro Lucas tem passagens pela seleção brasileira da categoria. Ele disputou o Sul-Americano 2017 pelo sub-15 e chegou a ser chamado para um período de treinos na Granja Gomary com a sub-17.

Nascido em 2002, o zagueiro está no Sport desde o sub-13 e assinou contrato profissional no clube em agosto do ano passado. Ele faz parte de uma das gerações vistas como mais promissoras na Ilha do Retiro. Com o Rubro-negro, o atleta conquistou os Pernambucanos sub-15, sub-17 e sub-20. Atualmente, estava no sub-20, pelo qual disputou a Copa São Paulo de Futebol Júnior como titular.

Deixe aqui sua Mensagem




1 - Os campos marcados com asterico (*) são de preenchimento obrigatório.
2 - Dados pessoais como email e telefone não serão divulgados.

  

Vitória x Náutico: veja onde assistir, escalações, desfalques e arbitragem

Tudo o que você precisa saber sobre o jogo da quarta rodada da Série B

Por Redação do ge — Salvador

Globo Esporte

Vitória e Náutico se enfrentam nesta quarta-feira, às 21h30 (de Brasília), no Barradão, em Salvador, pelo encerramento da quarta rodada da Série B do Campeonato Brasileiro.

+ Veja a tabela completa da Série B

Com cinco pontos conquistados, o Vitória se mantém invicto na competição e busca manter a boa fase para seguir nas primeiras colocações da tabela de classificação. Na rodada passada, o Rubro-Negro empatou em 3 a 3 com a Ponte Preta no Moisés Lucarelli, em Campinas.

O Náutico, por sua vez, ainda não venceu dentro da Série B. A má fase motivou a troca do técnico no Timbu. Gilmar Dal Pozzo foi substituído por Gilson Kleina, que ainda não estreou. Na rodada passada, a equipe pernambucana empatou em 1 a 1 com o CRB em casa.

Transmissão: TV Bahia para a Bahia, com narração de Thiago Mastroianni e comentários de Gustavo Castellucci. Globo Nordeste para Pernambuco, com narração de Rembrandt Junior e comentários de Cabral Neto. Premiere para todo o Brasil, com narração de Rodrigo Raposo e comentários de Marquinhos.

Tempo real: oge acompanha todos os lances, com vídeos exclusivos. Acompanhe o tempo real da patida.

Vitória – técnico: Bruno Pivetti

Recuperados de lesões, o zagueiro Maurício Ramos e o atacante Vico voltaram a ser relacionados e devem começar a partida desta quarta-feira. No meio-campo, o Vitória terá o desfalque de Guilherme Rend, suspenso pelo terceiro cartão amarelo. A tendência é que Jean ganhe a titularidade. Com boa atuação no empate em 3 a 3 com a Ponte Preta, Mateusinho larga na frente para seguir entre os 11 iniciais do Rubro-Negro.

Quem está fora: Guilherme Rend (suspenso), Alisson Farias, Van e Léo (machucados);

Pendurados: Caicedo.

+ Leia mais notícias do Vitória

Escalação do Vitória para jogo contra o Náutico — Foto: ge

Escalação do Vitória para jogo contra o Náutico — Foto: ge

Náutico – técnico: Dudu Capixaba

Gilson Kleina já comandou um treino, mas ainda não deverá ficar no banco de reservas – devido ao novo protocolo contra a Covid-19. Por isso, o assistente técnico da casa Dudu Capixa dirige a equipe alvirrubra diante do Vitória, embora o novo treinador seja o responsável por definir a escalação.

Em relação aos onze que começam jogando, há algumas dúvidas. Na lateral esquerda, Erick Daltro deve permanecer, mas Wilian Simões vira opção se estiver livre do resultado positivo que teve para a Covid-19 após a primeira rodada.

No meio, Josa provavelmente entra no lugar do suspenso Rhaldney. E, no ataque, sem Kieza, machucado, Salatiel deve ser o escolhido.

Quem está fora: Rhaldney (suspenso); Paiva, Ronaldo Alves, Matheus Carvalho, Jhonnatan, Diego Silva e Álvaro (todos lesionados)

Pendurados: ninguém

+ Leia mais notícias do Náutico

Provável Náutico contra Vitória — Foto: ge

Provável Náutico contra Vitória — Foto: ge

  • Árbitro: Heber Roberto Lopes
  • Árbitro assistente 1: Kleber Lucio Gil
  • Árbitro assistente 2: Johnny Barros de Oliveira
  • Quarto árbitro: Josue Reis de Jesus Junior
  • Analista de campo: Kleber Moradillo da Silva

Deixe aqui sua Mensagem




1 - Os campos marcados com asterico (*) são de preenchimento obrigatório.
2 - Dados pessoais como email e telefone não serão divulgados.

  

Maidana chama a atenção para ajustes na defesa do Sport após gols sofridos: “Me preocupa”

Rubro-negro sofreu cinco gols no Brasileiro, registrando média de 1,6 por partida, enquanto marcou quatro; equipe tem confrontos com Santos e São Paulo pela frente

Por Redação do ge — Recife

Globo Esporte

Iago Maidana balançou as redes, no último fim de semana, garantindo o empate do Sport diante do Atlético-GO. Mas o desempenho defensivo da equipe na Série A não vem agradando ao zagueiro. Após o Rubro-negro sofrer gols em todas as três partidas no Brasileiro, o atleta chamou a atenção para a necessidade de ajustes no setor.

“É bom ajudar lá na frente. Agora é dar uma atenção um pouco lá atrás. A gente vem tomando gol em todos os jogos e isso me preocupa muito. A gente vai arrumar. Tenho certeza que o técnico Daniel Paulista vai acertar e vamos parar de tomar gol para conseguir ter mais tranquilidade no ataque.”

Desde a estreia na elite nacional, o Leão venceu o Ceará, perdeu para o Vasco e empatou com o Atlético-GO. Nesta sequência, viu as redes balançarem cinco vezes, registrando uma média de 1,6 gol por partida. Ao mesmo tempo, a equipe marcou a favor em quatro oportunidades (média de 1,3).

Titular na posição, Maidana deve estar em campo diante do Santos, próximo adversário do Leão no campeonato. A partida acontece às 19h15 da quinta-feira, na Ilha do Retiro. Na sequência, o Sport recebe o São Paulo, domingo. São confrontos nos quais a equipe mira usar o mando de campo como aliado.

– Temos dois jogos em casa que a gente precisa se impor e somar o máximo de pontos possível. Porque esse campeonato é difícil, os jogos são difíceis. É sempre bom um gol para a gente conseguir trabalhar mais tranquilo também.

Deixe aqui sua Mensagem




1 - Os campos marcados com asterico (*) são de preenchimento obrigatório.
2 - Dados pessoais como email e telefone não serão divulgados.

  

Náutico acerta empréstimo de goleiro Bruno Ferreira para time da segunda divisão de Portugal

Prata da casa alvirrubra estava no Gil Vicente e agora será cedido para o Vilafranquense

Por Redação do ge — Recife

Globo Esporte

O goleiro Bruno Ferreira permanecerá em Portugal. O Náutico, detentor de seus direitos econômicos, acertou seu empréstimo para o Vilafranquense, equipe da segunda divisão portuguesa, até o final da próxima temporada.

Antes de ir para o Vilafranquense, Bruno foi cedido ao Gil Vicente, da primeira divisão. Lá, no entanto, não teve espaço e não jogou nenhuma partida oficial. Agora, tem a missão de encontrar seu lugar na equipe da segunda liga lusa.

A assessoria do jogador confirmou o acerto, assim como o Náutico. Bruno já posou com o uniforme de treino e foi anunciado de maneira oficial pela equipe portuguesa – embora o Timbu afirme que faltam detalhes burocráticos para formalizar o acordo em seus canais.

Bruno tem 24 anos e foi formado na base do Náutico. Paulista de nascimento, ele foi peça importante no título Pernambucano de 2018 e na campanha da Série C naquele ano, na qual o Timbu não conseguiu o acesso. No ano seguinte, ele se machucou e perdeu espaço para Jefferson. Por isso, foi negociado.

Deixe aqui sua Mensagem




1 - Os campos marcados com asterico (*) são de preenchimento obrigatório.
2 - Dados pessoais como email e telefone não serão divulgados.

  

Olho no Cartola FC: Sport precisa pagar multa caso decida acionar Lucas Venuto contra o Santos

Atacante está na Ilha do Retiro por empréstimo do Peixe, rival do Leão às 19h15 da quinta-feira

Por Camila Alves — Recife

Globo Esporte

Titular na última rodada do Brasileiro, o atacante Lucas Venuto é uma incógnita no Sport para enfrentar o Santos, às 19h15 da quinta-feira. Afinal, o atleta está na Ilha do Retiro por empréstimo do Peixe, com o qual tem vínculo até 2022. Caso decida utilizá-lo na partida, o Leão precisa pagar uma multa prevista no contrato.

A definição, portanto, passará por uma avaliação conjunta da comissão técnica e diretoria do clube. É o que explica o executivo de futebol do Rubro-negro, Lucas Drubscky.

“Há uma cláusula que prevê uma multa caso ele jogue. Padrão em casos assim. O fato de ter uma multa não quer dizer que não iremos pagá-la.”

Lucas Venuto estreou pelo Sport saindo do banco de reservas contra o Vasco, pela segunda rodada da Série A, e rapidamente ganhou a vaga na ponta direita. Na partida seguinte, no último domingo, ele começou como titular e terminou atuando durante os 90 minutos no empate em 1 a 1 com o Atlético-GO.

A ideia do treinador Daniel Paulista tem sido ganhar velocidade pelas pontas com o atleta, que tem atendido às expectativas da comissão técnica. No Cartola, ele tem uma média de 0.95 ponto, após as pontuações em 1.70 e 0.20 nas duas rodadas.

Diante deste cenário, caso diretoria e o treinador optem por acioná-lo diante do clube paulista, a tendência é de que o Sport atue com o ataque formado por Venuto, Marquinhos e Élton.

Por outro lado, com ele fora do confronto, Rafael Luiz deve assumir novamente a posição. O prata da casa vinha como titular antes da chegada do novo reforço.

Deixe aqui sua Mensagem




1 - Os campos marcados com asterico (*) são de preenchimento obrigatório.
2 - Dados pessoais como email e telefone não serão divulgados.

  

No Náutico, Kleina tem missão de contrariar história da Série B, liga que mais demite treinadores

Estudo do CIES Football Observatory (Centro de Estudo Internacional do Esporte) aponta Série B brasileira como liga que mais troca técnicos no mundo

Por Redação do ge — Recife

Globo Esporte

Contratado pelo Náutico na semana passada, o técnico Gilson Kleina tem, como missão principal, levar o time de volta à Série A após sete anos. Mas, para isso, o comandante alvirrubro terá uma tarefa secundária: superar o histórico da Série B, liga nacional em que há mais trocas de treinadores, de acordo com estudo do CIES Football Observatory (Centro de Estudo Internacional do Esporte), publicado em junho deste ano.

De acordo com a pesquisa, a Série B do Brasileiro é o campeonato em que um técnico fica menos tempo no cargo: são 122 dias em média, basicamente quatro meses. A Segunda Divisão da Turquia (124 dias) e a elite da Letônia (134) vêm logo atrás.

O próprio Kleina já entrou nessas estatísticas. No ano passado, por exemplo, foi demitido do Criciúma durante a competição.

Na edição atual, no entanto, a Série B começou tímida nas trocas. Embora seja necessário ressaltar que os times jogaram, no máximo, três partidas. A única mudança foi a do Náutico. Houve outras alterações, mas apenas circunstanciais – como a do Juventude, em que Pintado, infectado com a Covid-19, não pôde ficar à beira do gramado no último jogo. O assistente Dino Camargo o substituiu, mas apenas temporariamente.

Mesmo que tenha demitido Dal Pozzo após dois jogos na competição, o Náutico tem tentado garantir mais longevidade aos seus treinadores. O próprio antecessor de Kleina passou mais de um ano no cargo: chegou em maio de 2019 e saiu em agosto de 2020.

Antes dele, Márcio Goiano passou praticamente um ano no cargo: foi contratado em 20 de maio de 2018 e demitido em 12 de maio de 2019.

O antecessor dos dois, Roberto Fernandes, chegou em agosto de 2017 e foi dispensado em maio de 2018, totalizando nove meses à frente do time.

Deixe aqui sua Mensagem




1 - Os campos marcados com asterico (*) são de preenchimento obrigatório.
2 - Dados pessoais como email e telefone não serão divulgados.

  

contato@encartenoticias.com
jencartnoticias@gmail.com