Ezequiel recebe afagos e puxão de orelha de Guto Ferreira no Sport

Por Lucas Liausu — Recife

Globo Esporte

A participação efetiva, em sete dos 29 gols do Sport no Campeonato Pernambucano, fazem o atacante Ezequiel ser alvo de boa parte dos holofotes nesta decisão contra o Náutico. No primeiro jogo, no último domingo, nos Aflitos, ele fez valer a expectativa, marcando o gol da vitória do Leão, por 1 a 0. Apesar do bom momento, Ezequiel tem vivido tempos de cobrança, dentro do elenco do Sport, ao lado dos demais companheiros. A boa fase não faz o técnico Guto Ferreira aliviar com o carioca.

– Ele ouve muita coisa de mim. Positiva e algumas que puxo a orelha dele, que é para ele estar sempre melhorando.

Questionado se Ezequiel é o melhor jogador do Campeonato Pernambucano, Guto Ferreira se esquivou e o colocou como mais um destaque do grupo rubro-negro.

– Essa questão de escolher quem é o melhor não é para mim. Eu sou o que menos importa. Eu tenho um grupo muito bom, que vem conseguindo jogar muito bem e, entre eles, está Ezequiel.

Decisivo na primeira final contra o Náutico, Ezequiel viu o Sport dando o primeiro passo para conquistar o Campeonato Pernambucano.

– A gente sabia que ia ser um jogo difícil, por ser na casa deles, por ser um jogo muito pegado, por ser um clássico. E a gente conseguiu sair vitorioso e demos o primeiro passo para ser campeão.

Deixe aqui sua Mensagem




1 - Os campos marcados com asterico (*) são de preenchimento obrigatório.
2 - Dados pessoais como email e telefone não serão divulgados.

  

Piloto da SuperBike morre após acidente em Interlagos, em São Paulo

Por GloboEsporte.com — São Paulo, SP

Neste domingo, o piloto Mauricio Paludete, conhecido como “Linguiça” faleceu após acidente no autódromo de Interlagos, em São Paulo. Ele disputava a 2ª etapa do SuperBike Brasil e, segundo a organização da prova, sofreu uma queda logo depois de receber a bandeirada final. Após ser levado ao hospital, ele não resistiu aos ferimentos.

Mauricio Paludete havia largado na 10º posição e encerrado a prova na sexta colocação. A pista apresentava condições difíceis por conta da chuva que havia caído em São Paulo.

Prova tem histórico de acidentes fatais

Em 2018, o piloto Rogério Munera também faleceu logo após um acidente na altura do “S” do Senna, também em Interlagos. Em 2017, Sérgio dos Santos, que competia nas motos de 600cc e 1000cc faleceu no hospital depois de chocar-se com o muro de proteção de pneus, na Curva do Sol.

A organização do evento emitiu uma nota oficial em que lamenta o acidente.

“Nota oficial: Mauricio Paludete

O SuperBike Brasil comunica, com muito pesar, que o piloto Mauricio Paludete, numeral 80, veio a óbito após não resistir às complicações sofridas neste domingo (14), depois de uma queda, em Interlagos (SP), durante a 2ª etapa do SuperBike Brasil 2019.

O piloto, que competia na SuperBike Evolution, largou na 10ª posição e completou a prova na sexta colocação na geral. Logo após cruzar a bandeirada, ele caiu no S do Senna.

Mauricio Paludete foi prontamente atendido pela equipe médica e passou por todos os procedimentos de segurança do evento ainda em pista. O piloto foi removido e levado para o Hospital Grajaú, onde infelizmente veio a óbito.

O SuperBike Brasil envia sinceras condolências à família e lamenta profundamente a fatalidade.

Desejamos força aos parentes e amigos neste momento de tristeza, que é compartilhado por toda comunidade do evento”.

Deixe aqui sua Mensagem




1 - Os campos marcados com asterico (*) são de preenchimento obrigatório.
2 - Dados pessoais como email e telefone não serão divulgados.

  

Torcedor do Náutico é atropelado por cavalo em ação da PM

Por GloboEsporte.com — Recife

Uma confusão na Avenida Rosa e Silva, próxima ao portão da sede do estádio dos Aflitos, gerou cenas chocantes e, ao mesmo tempo, curiosas antes do início da primeira partida da final do Campeonato Pernambucano entre Náutico e Sport, que começa às 16h. Após uma intervenção da cavalaria da Polícia Militar, em princípio de tumulto, um alvirrubro foi atropelado por um dos animais. A cena foi registrada pelo fotógrafo do GloboEsporte.com Aldo Carneiro.

Depois de ficar um tempo sob o cavalo e ser pisoteado, o rapaz conseguiu sair para longe do perigo. Segundo a reportagem presente no local, tudo terminou bem para o fã timbu, que foi acolhido por pessoas que estavam por perto.

Deixe aqui sua Mensagem




1 - Os campos marcados com asterico (*) são de preenchimento obrigatório.
2 - Dados pessoais como email e telefone não serão divulgados.

  

Brocador e Luan voltam a treinar e Guto indica Sport para final

Por Lucas Liausu — Recife

Globo Esporte

O técnico Guto Ferreira provavelmente não vai confirmar de viva-voz, mas não deve mexer no time do Sport visando ao primeiro jogo da final do Campeonato Pernambucano, que acontece no domingo, às 16h, contra o Náutico. A partida será transmitida pela TV Globo e pelo Premiere.

Depois de começar a semana com problemas, Guto teve todo o elenco à disposição no trabalho desta quinta-feira. Os atacantes Luan e Hernane Brocador, que não treinaram na terça-feira e nem na quarta participaram normalmente da movimentação.

+ Quer ver o jogo ao vivo e ainda ajudar seu time do coração? Clique aqui e assine o Premiere

E com todo o elenco à sua disposição, o treinador repetiu o time da vitória contra o Salgueiro, com Mailson; Norberto, Adryelson, Rafael Thyere e Sander; Ronaldo, Charles, Guilherme, Ezequiel e Luan; Hernane Brocador.

Como de costume, o Guto comandou um coletivo com três times, misturando todos os reservas sem necessariamente cravar quem era o time B e o time C.

Um time foi escalado com Magrão; Elias, Cleberson, Walber e Vicente; Yago, Thallyson e Leandrinho; Pedro Maranhão, Hyuri e Elton.

O outro time reserva teve Magrão; Raul Prata, Renato Oliveira, Arthur e Guilherme Lazaroni; João Igor, Kaio e Sammir; Alisson Farias, Pardal e Juninho.

Deixe aqui sua Mensagem




1 - Os campos marcados com asterico (*) são de preenchimento obrigatório.
2 - Dados pessoais como email e telefone não serão divulgados.

  

Cabral Neto avalia jogo de Augusto: “Melhor com camisa do Santa Cruz”

Por Daniel Gomes — Recife

Globo Esporte

De criticado, Augusto foi exaltado. Normalmente vaiado pela torcida do Santa Cruz, o atacante começa a acumular algumas atuações de quem está disposto a inverter o quadro. Diante do ABC, na partida decisiva pela terceira fase da Copa do Brasil, ele não fez gols. Nem deu passes. Mas a atuação encheu os olhos como há muito tempo não se via. Na opinião de Cabral Neto, comentarista da TV Globo, foi o melhor jogo dele pelo Santa (veja no vídeo acima). E olhe que Augusto chegou ao clube em 2017.

– A melhor (atuação) dele pelo Santa. Falei até sobre isso na transmissão. Por volta de 35 minutos, até para fazer justiça com o que ele fez no campo, parecia o Augusto do Campinense. Se fosse a estreia dele, todo mundo ia dizer: “Pô, esse é o cara”. Porque ele realmente foi bem, apesar de não ter feito gol, mas o lance do gol de Pipico, de escanteio, foi depois de uma cabeçada de Augusto. E foi participativo, dando drible, chegando, finalizando. Foi a melhor partida dele pelo Santa – disse Cabral Neto.

Augusto foi bancado por Leston Júnior no começo da temporada, mas depois perdeu espaço. Há seis partidas retomou o posto de titular. E o treinador falou do novo momento do jogador, que tem contrato com o Tricolor até o final de 2019.

– Em relação a Augusto, é mérito dele. Dedicação, comprometimento, humilde de reconhecer necessidade de melhora. Humilde e respeitoso em entender que era momento de sair de cena um pouco, treinar e se dedicar que daqui a pouco ia jogar de novo. E merecedor porque busca isso, fazer melhor, crescer. Eu posso dizer e estender isso para a comissão técnica, grupo de atletas… A gente tem um carinho especial por ele porque ele viveu muita coisa nesses últimos meses. Algumas coisas por responsabilidade dele e ele reconhece. Outras por rotulagens do futebol. Ele tem sabedoria e pode crescer muito mais.

Com Leston Júnior, Augusto tem 12 jogos em 2019. Em 2017, ano que chegou, ele fez 17 partidas. E, no ano passado, entrou em campo 25 vezes com a camisa do Santa Cruz. Ao todo, são sete gols, três na primeira temporada, dois na segunda e dois na atual.

Deixe aqui sua Mensagem




1 - Os campos marcados com asterico (*) são de preenchimento obrigatório.
2 - Dados pessoais como email e telefone não serão divulgados.

  

Propostas, rejeições e cobrança: o passo a passo da saga do Santa por um camisa 10

Por Daniel Gomes — Recife

Buscar um meia no mercado se tornou um martírio para o Santa Cruz. A diretoria já deu prazo, deixou de dar, voltou atrás e desistiu de trabalhar com datas novamente. Inúmeras ligações aconteceram desde o mês de dezembro de 2018. Mais de dez jogadores foram sondados e até “acertados”, mas não assinaram contrato. A falta de paciência da torcida ficou nítida depois do treino da última terça-feira, quando o executivo de futebol Luciano Sorriso foi interpelado por alguns tricolores .

O técnico Leston Júnior voltou a falar sobre o assunto nesta terça-feira:

– Assim como o torcedor quer, eu quero e a direção também quer. O problema é que a gente enfrenta muitas dificuldades de mercado. A gente queria alguns nomes e acaba o Estadual, abrimos conversa com alguns e aparece o cara com uma proposta três vezes maior do que o Santa pode pagar. E eu até brinco: “Pô, é só na minha vez”. Em outros tempos, o Santa trazia e não podia pagar. E dessa vez todo mundo aqui tem responsabilidade para que as coisas andem de uma forma tranquila. Estamos buscando, mas eu quero alguém que eleve nível e que acrescente em característica.

O GloboEsporte.com lembra através de uma linha do tempo, os principais nomes tentados. E os motivos de não terem ido para o Arruda. A saga segue:

  • 10 de novembro de 2018

Anunciado pelo Santa Cruz como novo técnico no dia 1º daquele mesmo mês, Leston Júnior falava com a diretoria todos os dias sobre a montagem do elenco. Ali, um meia já estava no radar. Era o preferido do treinador: Marcos Aurélio, capitão de Leston no Botafogo-PB e que já tinha passado pelo Sport em 2013. Mas todos sabiam que não ia ser fácil.

  • 23 de novembro de 2018

No Recife (este foi o dia da apresentação feita pela internet) Leston Júnior se reuniu com a diretoria do Santa Cruz. Chegou a admitir, neste mesmo dia, o interesse em Marcos Aurélio e uma proposta foi feita para o camisa 10 do Botafogo-PB, mas a diretoria do Belo deu um acréscimo no salário de Marcos, que ficou. O Santa não teve dinheiro para ultrapassar o teto financeiro estabelecido.

  • 4 de dezembro de 2018

O Santa já tinha trazido Luiz Felipe e Allan Dias, mas nenhum dos dois era visto como o 10 ideal por Leston Júnior – Allan, por exemplo, é tido como uma espécie de segundo volante. O segundo alvo, então, estava definido: Daniel Costa. O Santa Cruz enviou uma proposta pelo meia,que passou pelo clube entre 2015 e 2016 e que estava no CSA. A tentativa novamente era considerada difícil já que Daniel tinha acabado de subir com o clube alagoano para a Série A. Daniel ainda tinha alguns salários a receber do Santa e pediu um tempo para pensar. Depois acertou com o Criciúma, que joga a Série B e lhe oferecera um salário melhor.

  • 7 de dezembro de 2018

O Santa levou em consideração continuar com Carlinhos Paraíba, que já não havia feito uma boa Série C pelo clube. A intenção do Santa era diminuir os salários do meia, que não aceitou. Assim, Carlinhos foi outro descartado.

  • 4 de janeiro de 2019

Depois de duas frustrações, a diretoria viu algumas outras duas sondagens se desfazerem durante as festividades de fim de ano. O executivo de futebol Luciano Sorriso disse que era necessário trazer um jogador com urgência.

  • 11 de janeiro de 2019

Luciano Sorriso revelou o nome de um jogador que tinha sido sondado pelo Santa Cruz no fim de 2018: era o meia Pedro Carmona, que ia defender o Novorizontino no Campeonato Paulista. As conversas, a princípio, se encaminhavam para Carmona ir ao Arruda depois do Paulista se nenhuma outra boa proposta aparecesse. Mas apareceu: a do rival Sport. O jogador desembarcou no Recife na noite da última terça-feira, inclusive, mas para vestir vermelho e preto. Além da maior proposta salarial, pesou para Carmona jogar em um clube de Série B, com um calendário definido até o final do ano – a Série C termina em setembro.

  • 18 de janeiro de 2019

Não demorou muito para que outros tricolores tentassem ajudar a diretoria. Um grupo de empresários ligados a alguns diretores entrou em contato com o meia argentino Damián Escudero, que se mostrou disposto a ir para o Santa. Só que outra vertente do clube, liderada por Luciano Sorriso, não gostou da ideia. Sorriso descartou contar com o argentino pela demora no processo de adaptação. Escudero hoje está no Cuiabá-MT depois de passar por um período de 30 dias de treinos no Vitória. Ele não acertou com o Rubro-negro baiano, que joga a Série B, depois de um imbróglio entre ele, o clube e uma empresa.

  • 21 de janeiro de 2019

Através do site oficial, o Santa Cruz promete, para “os próximos dias” a contratação de um meia para “sacudir a torcida”. Havia, ali, um acerto com Patrick Vieira, que hoje está de fato no Santa, mas que joga mais pelos lados do campo. O Santa queria ter mais um meia. Estava próximo do camisa 10.

  • 22 de fevereiro de 2019

A negociação foi para o buraco. Isto porque apareceu um outro clube interessado no mesmo jogador que o Santa e estava disposto a pagar mais. Depois desse episódio, o clube correu atrás de outros jogadores, mas a dificuldade financeira falou mais alto. O técnico Leston Júnior disse, em entrevista ao GloboEsporte.com, que desconhecia essa intenção de trazer um meia para “sacudir a torcida”.

  • 27 de março de 2019

No dia da desclassificação do Santa Cruz nas quartas de final do Campeonato Pernambucano, contra o Afogados, o presidente Constantino Júnior disse que queria acertar logo com um meia. No dia seguinte, o executivo Luciano Sorriso deu a entender que o Santa estava próximo da contratação, mas evitou dar prazo. Um alvo do clube era Jailson, do Cuiabá-MT, e que jogou no Santa no ano passado. As negociações ainda se arrastariam.

  • 8 de abril de 2019

O presidente Constantino Júnior revelou que o clube estava acertado com dois meias uma semana antes, mas novamente tudo deu errado por causa da concorrência. Um deles era Tony, que acabou acertando com o Figueirense para a disputa da Série B. Jailson, do Cuiabá, também não deu certo. Até Arthur Rezende, que jogou no Santa em 2018 e que estava no Boavista-RJ, foi outro nome sondado. Ele acertou com o Guarani.

Deixe aqui sua Mensagem




1 - Os campos marcados com asterico (*) são de preenchimento obrigatório.
2 - Dados pessoais como email e telefone não serão divulgados.

  

Leston diz que Santa fez melhor jogo no ano e revela: “Assunto Afogados incentivou”

Por Daniel Gomes — Recife

Globo Esporte

O compromisso desta quarta-feira era pela Copa do Brasil. O adversário era o ABC, que tinha vencido a primeira partida por 1 a 0 e tinha a vantagem do empate. Mas o jogo contra o Afogados, que culminou na eliminação precoce do Santa Cruz no Campeonato Pernambucano, ainda pelas quartas de final, foi o assunto no regime de concentração da equipe. O técnico Leston Júnior admitiu que aquele episódio serviu como motivação. Era a chance dos atletas enterrarem o assunto de vez. Depois da vitória convincente por 3 a 0 sobre os potiguares, que garantiu a classificação à quarta fase da competição nacional, o revés estadual finalmente se tornou página virada.

– Quando a gente foi eliminado, eu disse que a dor estava guardada e que uma hora ia ser importante. E o assunto Afogados esteve presente. Não porque a gente tem de responder às pessoas. Mas para mostrar que o futebol permite um jogo atípico. E com todo o respeito a Manta (técnico), ao Afogados, mas aquele jogo foi atípico porque tivemos um pênalti não dado, porque fomos incompetentes e a gente carrega esse peso. A partir de hoje não falo mais daquela eliminação. E hoje vamos apagar definitivamente a desclassificação para o Afogados fazendo um grande jogo.

A vitória maiúscula sobre o ABC foi apenas a terceira do Santa Cruz por um placar parecido em toda a temporada (as outras duas foram contra o Afogados-PE, por 4 a 1, e sobre o América-PE, por 3 a 0, na primeira fase do Estadual). E o jogo pela Copa do Brasil tinha um caráter decisivo por ser um jogo eliminatório. Por tudo o que aconteceu nesta partida, Leston Júnior disse que esta foi a melhor apresentação tricolor na temporada.

– Foi o melhor jogo porque a gente conseguiu colocar tudo que a gente ensaiou. Nos jogos passados, às vezes a gente tinha dificuldade na parte ofensiva, mas via sempre a tentativa de acerto. E agora nós conseguimos. Reproduzimos movimentos que fizemos até com os portões abertos, quando a imprensa foi liberada. Colocamos uns bonequinhos na parte defensiva para os jogadores executarem. A estratégia era abafar, fazer o gol e aproveitar a atmosfera para a gente matar o jogo. Lógico que no final tivemos que administrar porque o desgaste foi grande. Está todo mundo de parabéns.

O treinador explicou as duas maiores surpresas na escalação: o volante Charles, que ocupou o lugar de Diego Lorenzi, e o atacante Dudu, que fez sua estreia como titular da equipe.

– A entrada de Charles foi 100% por causa da bola parada. E quando a gente definiu a equipe, eu disse para ele: “Não vai mudar nada além da bola parada, a entrada de Charles”. São dois volantes que fazem a função para que Italo entre no campo adversário. A bola parada poderia ser decisiva, como foi. A entrada de Dudu era para ser algo que eu já queria fazer contra o CRB. Mas ele não tinha minutagem contra o CRB. Contra o ABC, ele tem uma condição melhor, jogar com muito movimento, ele agride, dá passe e passou muito por isso.

Deixe aqui sua Mensagem




1 - Os campos marcados com asterico (*) são de preenchimento obrigatório.
2 - Dados pessoais como email e telefone não serão divulgados.

  

Após público recorde, jogadores do Santa esperam repetição de cena no Arruda

Por Daniel Gomes — Recife

Ainda não foi aquela torcida do Santa Cruz que o Brasil se acostumou a ver nos últimos anos. Mas o público na vitória de 3 a 0 sobre o ABC, que garantiu a classificação do Santa à quarta fase da Copa do Brasil, foi o maior do Tricolor neste ano. Ao todo, 16.850 pessoas compareceram e fizeram a festa nas arquibancadas. O ambiente ficou ainda mais instigante porque a diretoria resolveu fechar a arquibancada superior e unir todo o público na inferior, mais perto do campo. O que impulsionou os jogadores.

– Diante do ABC, jogamos como um time de Série A na presença de uma torcida que é de Série A. A gente espera que isso se repita outras vezes porque com eles tudo fica mais fácil, a gente fica mais forte – disse o lateral-direito Marcos Martins.

+ Leston revela incentivo extra para vitória, explica escolhas e analisa desempenho contra ABC
+ Pipico encerra maior jejum pelo Santa Cruz e volta a decidir com dois gols

Assim como Marcos, o volante Charles também disse que espera que a cena se repita. Principalmente porque a Série C, competição que mais interessa ao Santa Cruz na temporada, começa no último fim de semana deste mês de abril. Charles foi um dos jogadores remanescentes da última temporada. Ou seja, ele já viu o Arruda lotado, de fato. Na vitória de 1 a 0 sobre o Operário-PR, por exemplo, na segunda fase da Série C de 2018, o público foi de 49.476 pessoas.

“Temos que agradecer ao torcedor que fez uma linda festa. O clima foi de decisão e foi muito bom para todos nós jogar desse jeito, todo jogador quer estar em um jogo assim. Na Série C, tenho certeza que eles vão nos ajudar”, disse Charles.

O técnico Leston Júnior agradeceu ao apoio dos torcedores e até cobrou a presença da torcida em outros jogos deste ano.

– (Agradeço) Em nome de todo o grupo, da comissão técnica. Foi fundamental desde o treinamento pré-jogo por todo o apoio que foi dado, a atmosfera no aquecimento. Na oração todo mundo comentou. Essa atmosfera estava diferente. O torcedor foi fantástico. E nós tivemos a capacidade de retribuir esse carinho. O sonho precisa ser sonhado junto por atletas, comissão e diretoria. E com o torcedor, que, junto da gente, fica muito forte. E eu tenho a ousadia de pedir para que eles venham cada vez mais.

Deixe aqui sua Mensagem




1 - Os campos marcados com asterico (*) são de preenchimento obrigatório.
2 - Dados pessoais como email e telefone não serão divulgados.

  

Pendurado em final, Ronaldo revela puxão de orelha do pai e promete cautela no Sport

Por Sarah Porto — Recife

Globo Esporte

Um dos jogadores mais regulares da Era Guto Ferreira, o volante Ronaldo pode desfalcar o Sport no último jogo do Campeonato Pernambucano. Presente em dez dos 12 jogos do Leão na temporada, o atleta levou cartão amarelo nas duas últimas partidas do time, contra o Petrolina e o Salgueiro, já na fase de mata-mata do Estadual. Pendurado, ele afirmou que precisará ter ainda mais cautela no próximo domingo, contra o Náutico, nos Aflitos, duelo de ida da decisão que terá transmissão da Globo e do Premiere.

+ Sport se reapresenta para decisão contra Náutico com baixas em treino

– Meu pai até puxa minha orelha nessas situações. Ele fala que eu tomo alguns cartões que não são necessários tomar. Mas, ao meu ver, sou um jogador que trabalho desarmando contra-ataques e boas jogadas, precisado até, às vezes, fazer uma falta mais dura. Porém, para esse jogo de domingo vou precisar entrar “pisando em ovos”, ligado, com um psicológico bom para que eu não fique ausente da última partida.

Apesar da situação delicada, uma vez que é o único jogador dos dois elencos que está pendurado, Ronaldo alega que não pode ficar só focado nisso, e que o futebol desempenhado será o mesmo das partidas anteriores, contando com um tanto mais de atenção.

– A situação é complicada né. Eu tenho de certa forma que esquecer que estou pendurado porque eu quero estar nos dois jogos. Tenho que entrar no jogo com “um olho no padre e outro na missa”. Não posso deixar os meias deles proporem jogo e também ficar ligado para não dar alguma entrada que possa me render um cartão amarelo.

Deixe aqui sua Mensagem




1 - Os campos marcados com asterico (*) são de preenchimento obrigatório.
2 - Dados pessoais como email e telefone não serão divulgados.

  

Após furto de material, Santa faz alerta a torcedores por ingressos falsificados

Por GloboEsporte.com — Recife

O Santa Cruz divulgou uma nota oficial na noite desta terça-feira informando que foram furtados materiais utilizados para a produção de ingressos do jogo contra o ABC – partida será nesta quarta, no Arruda, às 21h30, pela Copa do Brasil. Assim, a diretoria do clube alerta para que torcedores evitem a compra de bilhetes com cambistas, pois existe uma possibilidade maior de falsificação.

+ Veja preços de ingressos da partida

O Tricolor prestou queixa e lembrou que caso algum ingresso falsificado seja utilizado na entrada, a catraca trava. As bilheterias do clube abrem às 9h e permanecem vendendo ingressos até o início do jogo – os portões para entrada dos torcedores abrem às 19h30.

Depois de ter perdido por 1 a 0 para o ABC no jogo de ida, o Santa Cruz precisa vencer por dois gols de diferença no Arruda para passar à quarta fase da Copa do Brasil. Vitória pela mesma diferença, independentemente do placar, leva a decisão aos pênaltis. O jogo tem transmissão da Globo e GloboEsporte.com.

+ Santa Cruz abre treino e recebe apoio da torcida antes de decisão
+ Leston Júnior faz mistério para decisão na Copa do Brasil

Veja a nota na íntegra:

Com o intuito de alertar e esclarecer o seu torcedor, o Santa Cruz Futebol Clube informa que alguns insumos para a produção dos ingressos do jogo contra o ABC/RN foram furtados nesta segunda-feira (8), na sede social do clube.

A diretoria prestou queixa na delegacia e as autoridades já iniciaram as investigações. O alerta que fazemos ao nosso torcedor é para não comprar bilhetes com cambistas. Evitando assim, qualquer tipo de constrangimento ou estresse na hora de passar nas catracas.

Lembrando que, caso algum ingresso falsificado seja utilizado na entrada, o sistema das catracas trava e isso acaba fazendo com que se formem filas até o problema ser corrigido, causando um tumulto desnecessário.

Na expectativa de um bom público, esperamos que tudo ocorra dentro da normalidade. As bilheterias do clube abrem às 9h e permanecem vendendo ingressos até o início do jogo. Os portões do estádio estarão abertos a partir das 19h30. Pedimos também para que possam entrar no estádio com um tempo razoável de antecedência e comecem a empurrar a equipe.

Deixe aqui sua Mensagem




1 - Os campos marcados com asterico (*) são de preenchimento obrigatório.
2 - Dados pessoais como email e telefone não serão divulgados.