Fifa anuncia banimento perpétuo de Ricardo Teixeira de atividades ligadas ao futebol

Por GloboEsporte.com — Zurique, Suíça

A Fifa anunciou nesta sexta-feira o banimento perpétuo do ex-presidente da CBF Ricardo Teixeira do futebol por conta de violações no código de ética. Segundo comunicado, a câmara decisória do Conselho de Ética da entidade considerou Teixeira culpado de crimes de suborno, aplicando a pena, que o proíbe de exercer atividades ligadas ao futebol para sempre. Ele também foi multado em 1 milhão de franco suíços (R$ 4,2 milhões). O advogado de Ricardo Teixeira, Michel Assef Filho, declarou que vai recorrer da decisão ao Comitê de Apelação da própria Fifa.

A investigação do Conselho de Ética analisou atividades de Ricardo Teixeira entre 2006 e 2012, focando em contratos da CBF, Conmebol e Concacaf com empresas de mídia e direitos de transmissões de TV. O conselho considerou que Teixeira violou o artigo 27 do Código de Ética, que diz respeito a suborno, e decidiu aplicar a pena máxima – que também foi imposta a outros ex-presidentes da CBF, como Marco Polo Del Nero e José Maria Marín.

– Eu entendo que esse resultado no âmbito da Fifa era previsível, por ter havido cerceamento de defesa, e que tenho confiança de que o Tribunal de Justiça Suíço reformará a decisão para absolvê-lo, já que nessa esfera os princípios processuais serão observados e respeitados – disse o advogado de Teixeira, Michel Assef Filho.

Ricardo Teixeira presidiu a CBF entre 1989 e 2012, por cinco mandatos consecutivos, e também ocupou cargos nos Comitês Executivos da Fifa e da Conmebol. O brasileiro foi acusado de receber e distribuir propinas em contratos com empresas de mídia, desde que veio à tona o escândalo que levou para a cadeia dezenas de dirigentes do alto escalão da Fifa, em 2015.

O processo conduzido pelo FBI e a Justiça dos Estados Unidos colocou Teixeira como um dos pivôs de um esquema de corrupção. Um relatório elaborado pelo advogado Michael Garcia em 2014, que só veio à tona em 2017, afirmou que o ex-presidente da CBF violou seis artigos do Código de Ética: artigo 13 (regras gerais de conduta), artigo 15 (lealdade), artigo 19 (conflito de interesses), artigo 20 (oferecer e aceitar presentes e outros benefícios), ártico 21 (propina e corrupção), artigo 22 (comissão).

Em dezembro de 2017, o governo dos Estados Unidos publicou documentos que ligariam Teixeira a José Maria Marin e Marco Polo Del Nero – com os três envolvidos em um esquema de subornos milionários de agências de marketing esportivo. Áudios e documentos que vieram à tona em 2018 revelaram como funcionava a distribuição de propina.

Deixe aqui sua Mensagem




1 - Os campos marcados com asterico (*) são de preenchimento obrigatório.
2 - Dados pessoais como email e telefone não serão divulgados.

  

Fora dos planos do Náutico, Wallace Pernambucano negocia com o Remo para 2020

Por Gustavo Pêna, Pedro Cruz, Elias Roma Neto e Daniel Gomes — Belém e Recife

Globo Esporte

Há interesse do Remo na contratação de Wallace Pernambucano. O atacante, que não renovou com o Náutico para o ano que vem, está no radar do time paraense, mas não é o único jogador da posição sendo monitorado. O empresário do jogador também confirmou ao GloboEsporte.com que há conversas em andamento.

De acordo com uma fonte ouvida pela reportagem, o nome do centroavante foi apresentado ao Leão Azul desde o início do planejamento para 2020, em meados de outubro. Em um primeiro momento a negociação não evoluiu e a diretoria azulina passou a trabalhar outras possibilidades.

Ainda assim, Wallace Pernambucano tem características que interessam ao Remo e ele não é considerado uma opção descartada, apenas não é o único no páreo. Internamente a avaliação é de que o atacante que pode se encaixar no elenco e nas expectativas da diretoria para o setor.

Conversas prosseguem

Em contato rápido por telefone, Wallace desconversou e afirmou que apenas seu empresário trata do caso. Em seguida, Ytalo Pontes, que administra a carreira do centroavante, afirmou ao GloboEsporte.com na noite desta quarta-feira que recebeu proposta do time do Pará e as conversas seguem em andamento.

Em meio às possibilidades do mercado, pesam a favor de Wallace o bom relacionamento com o atual executivo de futebol do Leão, Carlos Kila, contratado pelo clube no dia 2 de novembro. Ambos trabalharam juntos em 2018, no Brasil de Pelotas; e também no Cabense, em 2011.

Wallace Philipe Freitas da Silva tem 32 anos e este ano vestiu a camisa do Naútico. Foram 12 gols marcados em 45 partidas. No ano passado também passou boa parte da temporada no Timbu, quando balançou as redes outras 11 vezes, até ser emprestado ao Brasil de Pelotas para a reta final da Série B.

Além de artilheiro do Náutico em 2019, Wallace foi o líder de assistências, com 7 passes para gol. Só que o bom futebol apresentado no primeiro semestre não se repetiu na segunda metade da temporada. O rendimento do centroavante caiu na Série C, ele perdeu a titularidade e terminou o ano com jejum de 17 partidas.

O currículo do centroavante, que mede 1,84 m, também possui passagens por Confiança, Treze, Sergipe e Ceará.

Deixe aqui sua Mensagem




1 - Os campos marcados com asterico (*) são de preenchimento obrigatório.
2 - Dados pessoais como email e telefone não serão divulgados.

  

Náutico em busca de “estilo de jogo próprio” na montagem do elenco para 2020

Por GloboEsporte.com — Recife

Náutico terá um 2020 desafiador. Além do Campeonato Pernambucano, Copa do Nordeste e Copa do Brasil, o Timbu retorna à Série B do Campeonato Brasileiro após amargar dois anos na Terceirona. Segundo o vide-presidente alvirrubro, Diógenes Braga, é importante que o elenco desenvolva uma identidade dentro de campo pra obter sucesso.

“Ano que vem teremos várias competições, com regulamentos diferentes e adversários com qualidades variáveis, mas o Náutico terá um estilo de jogo próprio, por isso estamos tendo muito cuidado na formação do nosso elenco.”

A diretoria trabalha em frentes diferentes para montar o grupo de jogadores. Uma é a renovação de atletas que tiveram rendimento satisfatório na temporada 2019. Dos jogadores campeões brasileiros da Série C que interessam, apenas o atacante Álvaro não renovou ainda pois depende de liberação do Internacional. Além dele, o zagueiro Camutanga, em recuperação de lesão, espera apenas por questões burocráticas para renovar no final do ano.

A segunda frente é a prospecção de jovens talentos da base que possam desabrochar em 2020. Uma terceira é o mapeamento de possíveis reforços internacionais, e por último contratações. O Náutico contratou até agora o atacante Salatiel, que terminou a Série C como artilheiro pelo Sampaio Corrêa, e o lateral-direito Bryan, que já teve passagem pelo clube e estava na Chapecoense.

Quanto às contratações, para que esse estilo de jogo próprio seja formado, o Timbu busca características específicas.

– Nossa intenção é contratar jogadores mais altos e fortes, sem esquecer da qualidade técnica – revelou Diógenes Braga.

O Náutico tem reapresentação marcada para o dia 3 de dezembro. A a estreia oficial na próxima temporada será no dia 19 de janeiro, em Clássico dos Clássicos contra o Sport. Até lá, o Timbu pretende disputar amistosos como preparação e negocia possíveis adversários.

Deixe aqui sua Mensagem




1 - Os campos marcados com asterico (*) são de preenchimento obrigatório.
2 - Dados pessoais como email e telefone não serão divulgados.

  

Com contrato até junho de 2020 no Sport, Sander revela sondagens de outros clubes

Por Globoesporte.com — Recife

Com contrato até junho do próximo ano, o lateral-esquerdo Sander ainda não sabe se seguirá no Sport na próxima temporada. Prestes a encerrar a participação na Série B, que acaba neste sábado, diante do Atlético-GO, o jogador relevou ter sondagens de outros clubes, mas preferiu não entrar em detalhes sobre o futuro.

“Tem sondagens e tem outros clubes interessados, mas isso eu deixo para o meu empresário. Eu poderia ter saído em 2017 e 2018, mas preferi ficar e recolocar o Sport no lugar onde encontrei.”

De volta à Série A, o lateral-esquerdo espera que o Sport monte um planejamento que permita o clube ficar longe da zona de rebaixamento. Briga que perseguiu o Rubro-negro nas duas últimas edições em que esteve na elite do futebol nacional.

– Em 2017 a gente brigou contra o rebaixamento e escapou. Caímos em 2018. Espero que em 2020 o Sport faça um planejamento dentro disso, para buscar rumos maiores. Eu também procuro isso.

Sobre a possível continuidade do técnico Guto Ferreira, Sander acredita que a renovação com o treinador é um passo importante para que o Sport inicie a temporada de forma mais sólida.

– Acho que a continuidade é importante. Ele conhece o nosso grupo e sabe cada detalhe. Sabe o que precisa. Isso, quando vem uma pessoa nova, é difícil de ter em pouco tempo.

Deixe aqui sua Mensagem




1 - Os campos marcados com asterico (*) são de preenchimento obrigatório.
2 - Dados pessoais como email e telefone não serão divulgados.

  

Santa Cruz mira dinheiro de passagem de fase em competições para qualificar grupo

Por GloboEsporte.com — Recife

Com a forte concorrência que permeia as competições, muitos clubes não escondem que o título, em alguns casos, fica em segundo plano. Em primeiro, estão as premiações por passagens de fase. O Santa Cruz sabe que ir bem nos torneios – principalmente na Copa do Brasil – em 2020 é o caminho para ter mais receita e, consequentemente, contratar com mais qualidade.

“Passar de fase nas competições que vamos disputar no primeiro semestre irá interferir diretamente na qualidade do nosso elenco. Se tivermos sucesso nas primeiras fases, vamos aumentar o nosso orçamento e qualificar o time”, disse o executivo de futebol coral, Nei Pandolfo.

Em 2018, a campanha na Copa do Brasil foi boa. Por participação na primeira fase, o Santa recebeu R$ 525 mil. Pela segunda, R$ 625 mil. Na terceira, foi R$ 870 mil – o valor seria de R$ 1,4 milhão, mas foi feito um acordo com o Náutico. Por último, após passar pelo ABC e chegar na quarta fase, ganhou mais R$ 1,9 milhão. Como esbarrou no Fluminense, nas penalidades, o Tricolor não chegou às oitavas, o que poderia render mais R$ 2,5 milhões. Esses valores, vale lembrar, são brutos, sem descontos da Justiça do Trabalho, impostos e taxa de federação.

Pela Copa do Nordeste, por ter chegado na semifinal, o Santa Cruz teve direito a R$ 2,8 milhões. Foram R$ 2,2 milhões por participação na primeira fase, R$ 300 mil por chegar às quartas e R$ 375 mil pela semifinal – onde acabou parado pelo Fortaleza. A expectativa é de que os valores de premiação de ambas as competições sejam maiores em 2020.

Para conseguir ir longe mais uma vez, Nei Pandolfo ressalta a necessidade de montagem de um grupo bom já desde o início.

– Sabemos que, pra ter sucesso, temos que ter um time forte já em janeiro, caso contrário não conseguiremos nos classificar para fases mais rentáveis desses campeonatos.

Deixe aqui sua Mensagem




1 - Os campos marcados com asterico (*) são de preenchimento obrigatório.
2 - Dados pessoais como email e telefone não serão divulgados.

  

Náutico em busca de “estilo de jogo próprio” na montagem do elenco para 2020

Por GloboEsporte.com — Recife

Náutico terá um 2020 desafiador. Além do Campeonato Pernambucano, Copa do Nordeste e Copa do Brasil, o Timbu retorna à Série B do Campeonato Brasileiro após amargar dois anos na Terceirona. Segundo o vide-presidente alvirrubro, Diógenes Braga, é importante que o elenco desenvolva uma identidade dentro de campo pra obter sucesso.

“Ano que vem teremos várias competições, com regulamentos diferentes e adversários com qualidades variáveis, mas o Náutico terá um estilo de jogo próprio, por isso estamos tendo muito cuidado na formação do nosso elenco.”

A diretoria trabalha em frentes diferentes para montar o grupo de jogadores. Uma é a renovação de atletas que tiveram rendimento satisfatório na temporada 2019. Dos jogadores campeões brasileiros da Série C que interessam, apenas o atacante Álvaro não renovou ainda pois depende de liberação do Internacional. Além dele, o zagueiro Camutanga, em recuperação de lesão, espera apenas por questões burocráticas para renovar no final do ano.

A segunda frente é a prospecção de jovens talentos da base que possam desabrochar em 2020. Uma terceira é o mapeamento de possíveis reforços internacionais, e por último contratações. O Náutico contratou até agora o atacante Salatiel, que terminou a Série C como artilheiro pelo Sampaio Corrêa, e o lateral-direito Bryan, que já teve passagem pelo clube e estava na Chapecoense.

Quanto às contratações, para que esse estilo de jogo próprio seja formado, o Timbu busca características específicas.

– Nossa intenção é contratar jogadores mais altos e fortes, sem esquecer da qualidade técnica – revelou Diógenes Braga.

O Náutico tem reapresentação marcada para o dia 3 de dezembro. A a estreia oficial na próxima temporada será no dia 19 de janeiro, em Clássico dos Clássicos contra o Sport. Até lá, o Timbu pretende disputar amistosos como preparação e negocia possíveis adversários.

Deixe aqui sua Mensagem




1 - Os campos marcados com asterico (*) são de preenchimento obrigatório.
2 - Dados pessoais como email e telefone não serão divulgados.

  

Sport fecha acordo com Luxemburgo, mas dívida com André, Rithely e outros preocupa

Por GloboEsporte.com — Recife

O retorno do Sport à Série A do Campeonato Brasileiro abriu a esperança de dias melhores para os cofres do clube. O problema, no entanto, é que o Leão carrega uma vasta lista de credores. Somando técnicos e atletas dos últimos anos, deve cerca de R$ 30 milhões. Um bom exemplo disso é o ex-treinador rubro-negro, Vanderlei Luxemburgo, atualmente no Vasco. Demitido em outubro de 2017, Luxemburgo fechou acordo de uma dívida que gerava em torno de R$ 700 mil.

– Os credores são muitos. São muitas coisas dos outros anos. Acabamos de fechar um acordo com Luxemburgo, quero até agradecer a ele pela postura que teve com o Sport – disse o presidente Milton Bivar, sem revelar por quanto fechou.

Os casos que mais preocupam o dirigente são do atacante André, que atualmente defende o Grêmio, e Rithely. Segundo o mandatário rubro-negro, o Sport ainda deve cerca de R$ 4 milhões ao Sporting-POR, pela compra dos direitos do atacante, em 2018. No caso do volante, o Leão deve ao grupo de empresários ao qual o atleta tinha parte dos direitos ligada.

– Eu fiquei sabendo que a gente tinha um valor para receber pela ida para o Grêmio, mas aí, quando eu fui atrás, nós ainda devíamos ao Santos, por ser clube formador, e ao Atlético-MG. Acabou que a gente tinha mais a pagar do que para receber. Isso sem contar com o dinheiro que devemos ao Sporting. No caso de Rithely, o Sport comprou 50% dos direitos econômicos do atleta sem qualquer necessidade. Não precisava. Temos um valor alto para pagarmos.

A lista de atletas e treinadores é longa. Com uma segunda passagem rápida pelo Leão, Nelsinho Baptista ainda tem dinheiro para receber do Sport. O mesmo vale para Eduardo Baptista. Quando o assunto é jogadores, chama a atenção o zagueiro Ronaldo Alves, com quem a dívida supera R$ 1,5 milhão.

– A questão da dívida nós vamos ter que dar prioridade. Estamos até reforçando o departamento jurídico para tentarmos equacionar isso.

Deixe aqui sua Mensagem




1 - Os campos marcados com asterico (*) são de preenchimento obrigatório.
2 - Dados pessoais como email e telefone não serão divulgados.

  

Com dívida de R$ 125 milhões, presidente do Sport vê Diego Souza distante: “É muito difícil”

Por GloboEsporte.com — Recife

Entre o sonho e a realidade, há o fator financeiro. Promovido à Série A do Campeonato Brasileiro, o Sport sonha com o retorno do ídolo Diego Souza, que deve ficar sem clube após a Série A do Brasileiro. No entanto, a grave crise financeira que toma conta o Rubro-negro deve fazer com que o ex-dono da camisa 87 tenha o retorno dificultado. Pelo menos, esse é o cenário que projeta o presidente do Leão, Milton Bivar. Preocupado em reorganizar as finanças, o dirigente considera a volta do atleta como difícil. Pelo menos, se o patamar financeiro do atacante seguir o mesmo.

– Diego Souza é uma situação complicada. Ele está em um patamar financeiro que não posso pagar, ganha cerca de R$ 600 mil. Digamos que ele faça uma promoção para o Sport e peça R$ 300, não tenho como pagar isso. É muito difícil, porque não posso fazer loucuras.

Ainda disputando a Série A do Brasileiro, Diego Souza prefere se manter longe de qualquer interesse rubro-negro. Nem mesmo o fato de o pai ter ido à Ilha do Retiro, ver um jogo do Sport e declarar que queria ver o filho de volta ao Rubro-negro foi comentado. Procurado, preferiu responder através da assessoria de imprensa.

– Não vou me pronunciar sobre o futuro enquanto o Brasileiro não terminar. Não quero tirar o foco dessa importante reta final para o Botafogo.

Ainda sem saber quanto terá para gastar com elenco visando 2020, Milton Bivar prefere manter o discurso realista e diz que a principal meta é manter o Sport sustentável.

– Vamos montar um time competitivo, mas não farei loucuras. O atleta, para vir, nós temos que ter condição de pagar. Não vou inviabilizar o Sport.

Deixe aqui sua Mensagem




1 - Os campos marcados com asterico (*) são de preenchimento obrigatório.
2 - Dados pessoais como email e telefone não serão divulgados.

  

Náutico espera nova procura por Thiago em época de mercado aquecido

Por GloboEsporte.com — Recife

Das jóias que o Náutico lapidou em 2019, Thiago é a mais valiosa. O atacante de 18 anos foi um dos principais jogadores do título da Série C do Brasileiro e atraiu sondagens e interesse de algumas equipes durante a temporada. Segundo o vice-presidente do clube, Diógenes Braga, existe uma expectativa de procura oficial ao Timbu pelo atleta durante época de mercado aquecido.

“A gente sabe que o mercado vai aquecer em dezembro e janeiro, e é possível que alguns clubes invistam na aquisição dele (Thiago), por isso não posso assegurar que ele seguirá no clube, mas por enquanto não há negociação”, afirmou Diógenes Braga.

Jogando pela ponta direita, Thiago se tornou titular absoluto da equipe em 2019. Na Série C, foram 17 jogos e cinco gols marcados. Em certo momento da competição, sua importância era tão grande que havia participado diretamente de metade de todos os gols do Náutico na competição. Ele também foi convocado e treinou com a seleção brasileira sub-18.

Diógenes Braga ressalta que o Timbu não irá vender o jogador por pouco.

– O Náutico já recebeu várias sondagens, mas não há nenhuma negociação em andamento. A princípio, é importante destacar, Thiago só sai do Náutico se for vendido e por um valor que o clube considere justo.

Deixe aqui sua Mensagem




1 - Os campos marcados com asterico (*) são de preenchimento obrigatório.
2 - Dados pessoais como email e telefone não serão divulgados.

  

Sport tenta contratações de Antônio Carlos e Raphael Veiga, do Palmeiras

Por GloboEsporte.com — Recife

Após conquistar o acesso à Série A, o Sport inicia o planejamento para a montagem do elenco visando à próxima temporada. Embora ainda negocie a renovação de contrato com o técnico Guto Ferreira, o Rubro-negro elegeu os dois primeiros alvos para reforçar o grupo: trata-se do meio-campista Raphael Veiga e do zagueiro Antônio Carlos, ambos do Palmeiras.

Sem saber se contará com Rafael Thyere para a próxima temporada, o Sport tem na zaga um dos setores mais carentes. Sem jogar desde que Mano Menezes chegou ao Palmeiras, o zagueiro Antônio Carlos dificilmente seguirá no clube na próxima temporada, mesmo com contrato até 2023. O jogador é visto pelo Leão como um nome importante na montagem do elenco.

A situação do zagueiro a vista com otimismo pelos dirigentes rubro-negros, que preferem não falar abertamente sobre as negociações. Embora tenha a intenção de trazer também o armador, a situação de Raphael Veiga é mais complicada.

Com contrato até 2021, o atleta é visto como uma boa moeda de troca no mercado e vem despertando interesse de outros clubes da Série A. Vale ressaltar, para a função o Sport conta apenas com Leandrinho e Pedro Carmona, que têm contrato com o clube só até o final de 2019.

Deixe aqui sua Mensagem




1 - Os campos marcados com asterico (*) são de preenchimento obrigatório.
2 - Dados pessoais como email e telefone não serão divulgados.