Seu Vídeo Aqui!!!

————————————————————————————-

————————————————————————————

NUVEM DE TAGS

Sport precisa vencer todos os jogos e vê permanência na Série A improvável; compare com rivais

Rubro-negro tem 98% de risco de rebaixamento e tem mais cinco partidas até o término do campeonato, porque está com o calendário adiantado em relação aos rivais

Por Camila Alves — Recife

Globo Esporte

O choro de Mikael após a derrota do Sport para o Ceará tem motivo. O Leão assumiu a segunda pior campanha do returno na Série A, afundou-se na zona de rebaixamento (em 18º lugar) e chegou a 98% de risco de queda. Agora, a equipe precisa vencer todas as cinco partidas que tem a disputar. E vê a permanência improvável para 2022.

O Rubro-negro enfrenta o Bahia às 21h da quinta-feira, na Arena de Pernambuco. A sequência final do clube pernambucano será diante de São Paulo, Flamengo, Chapecoense e Athletico.

O Sport tem 30 pontos e pode chegar ao máximo de 45, caso vença todos os duelos pendentes nesta Série A. Ou seja, precisaria de uma sequência ainda não conquistada no campeonato. Afinal, o melhor momento do time aconteceu com três vitórias seguidas, entre a 23ª e a 25ª rodada.

– Teoricamente, quatro vitórias e um empate pode servir, porque o Sport iria a 43 pontos. Imaginar que o Sport tem condições agora de vencer cinco partidas para ter uma situação mais segura é muito complicado – avalia o comentarista da Globo, Cabral Neto.

Compare o risco de queda com os rivais

  • 14º lugar – Atlético-GO: 9%
  • 15º lugar – São Paulo: 19%
  • 16º lugar – Bahia: 18%
  • 17º lugar – Juventude: 33%
  • 18º lugar – Sport: 98%
  • 19º lugar – Grêmio: 92%

O Sport ainda tem o agravante de que está com duas partidas a mais que rivais próximos na disputa contra a queda. Isso porque enfrentou o Bragantino de forma antecipada pela 34ª rodada, além de que o Brasileiro está com confrontos atrasados.

Assim, o Leão tem 33 partidas disputadas. Enquanto Bahia, Juventude e Grêmio só fizeram 31.

Em relação aos pontos somados, a equipe pernambucana está seis atrás de Bahia e Juventude (que estão em 16º e 17º lugar). E tem um a mais que o Grêmio, 19º colocado.

Compare a situação com os rivais

  • 14º lugar – Atlético-GO: 38 pontos e sete partidas a disputar
  • 15º lugar – São Paulo: 38 pontos e seis partidas a disputar
  • 16º lugar – Bahia: 36 pontos e sete partidas a disputar
  • 17º lugar – Juventude: 36 pontos e sete partidas a disputar
  • 18º lugar – Sport: 30 pontos e cinco partidas a disputar
  • 19º lugar – Grêmio: 29 pontos e sete partidas a disputar

O cenário faz com que o Sport tenha o segundo maior risco de rebaixamento no Brasileiro, atrás apenas da Chapecoense, que está na lanterna e teve a queda confirmada nesta rodada.

A matemática, portanto, não favorece o clube, mas o técnico Gustavo Florentín reforça a necessidade de seguir buscando pelos resultados.

“Temos que ganhar os cinco jogos, mas enquanto tivermos essa chance matematicamente, nós vamos brigar. Temos que ir jogo a jogo.”

Deixe aqui sua Mensagem




1 - Os campos marcados com asterico (*) são de preenchimento obrigatório.
2 - Dados pessoais como email e telefone não serão divulgados.

  

Santa Cruz tem três reforços engatilhados para 2022: um zagueiro, um lateral e um volante

Negociação mais avançada é com o lateral-esquerdo Dudu Mandai, que defende o Manaus e, segundo informações de bastidores, assinou um pré-contrato com o Tricolor

Por Redação do ge — Recife

Globo Esporte

Desde o fim precoce da temporada 2021, o Santa Cruz anunciou apenas um reforço para o próximo ano: o atacante Esquerdinha, ex-Náutico. Contudo, outros três jogadores estão muito perto de serem anunciados no Arruda. Um deles, segundo informações de bastidores, assinou um pré-contrato com o Tricolor: o lateral-esquerdo Dudu Mandai, que atualmente defende o Manaus.

Oficialmente, nem o clube nem o representante do atleta confirmam o acerto. O motivo: o Manaus ainda está na disputa da Copa Verde. No próximo dia 24, enfrenta o Remo na disputa por uma vaga na semifinal – o jogo de ida terminou empatado em 1 a 1. O Santa Cruz só deve oficializar a contratação após o término da participação do Manaus no campeonato.

Dudu Mandai tem 28 anos e, além do Manaus, defendeu Remo, São José-RS, Rio Branco-AC entre outros. Nesta temporada, disputou 25 partidas pela equipe manauara, incluídas na lista as duas vitórias sobre o Santa Cruz na Série C.

Outros nomes

Além de Dudu Mandai, o Santa Cruz tem negociações avançadas com o zagueiro Eduardo Grasson, 28 anos, e o volante Rodrigo Yuri, 27 anos. O primeiro defendeu o Volta Redonda no Brasileiro – também enfrentou o Tricolor no Brasileiro. Rodrigo Yuri disputou a Série D 2021 pela Ferroviária e tem boa parte da sua trajetória no futebol carioca – defendeu Cabofriense, Nova Iguaçu e Bangu.

Quem também tem o seu nome especulado no Arruda é o atacante Walter, ex-Athletico e Goiás. Conhecido do executivo de futebol coral, Marcelo Segurado, o jogador, que é natural do Recife, afirmou que desconhece qualquer negociação com o clube, mas confirmou que chegará na cidade no dia 26 deste mês, justamente três dias antes da reapresentação do elenco coral.

Deixe aqui sua Mensagem




1 - Os campos marcados com asterico (*) são de preenchimento obrigatório.
2 - Dados pessoais como email e telefone não serão divulgados.

  

Após anúncio de Esquerdinha, Santa Cruz espera fechar outros dois reforços até fim de semana

Com necessidades em todas as posições, diretoria coral corre contra o tempo para entregar boa parte do grupo antes do início da pré-temporada

Por Alexandre Ricardo — Recife

Globo Esporte

As novidades não vão parar nos próximos dias de ação do Santa Cruz no mercado. Depois do anúncio do meia-atacante Esquerdinha, a diretoria tricolor tem a pretensão de acertar, até o final de semana, com um volante e um atacante que atua pelos lados do campo.

Com necessidades em todas as posições, outras contratações serão realizadas até a reapresentação do elenco, marcada para o dia 29 de novembro. As saídas de nomes como Rafael Castro, Leonan e Gilmar, por exemplo, elevam a carência de reforços também no sistema defensivo.

– Temos uma gama de posições que estamos mapeando em conjunto. Eu, Marcelo Segurado (executivo de futebol) e o Leston (Júnior, treinador). São setores que vamos buscar atletas e temos alguns mais avançados no processo de negociação, outros em estágios iniciais de contato – afirmou o diretor de futebol coral, Diego Hydalgo

“Só vamos efetivar qualquer informação sobre atletas quando as conversas estiverem concluídas. Quanto mais a gente fala, mais atrapalhamos o processo pela questão financeira, de buscar um jogador qualificado. Precisamos trabalhar um pouco mais em silêncio para que tenhamos mais êxito.”

Apesar dos obstáculos referentes à questão financeira e o calendário, com as três principais divisões do Campeonato Brasileiro em andamento, o planejamento do Santa é de formar boa parte do grupo antes mesmo de janeiro. Com previsão de chegada da comissão técnica para o dia 22, a pré-temporada coral tem grandes chances de ser promovida no interior de Pernambuco.

– Não é um processo fácil, o ano de 2022 não vai ser fácil para o Santa Cruz em poderio de contratações. Estamos na Série D, com calendário reduzido. Precisamos visualizar o que o mercado vai nos oferecer de melhor. Nossa ideia é de chegar no dia 29 com o elenco praticamente fechado, não queremos fazer um caminho de contratações dentro do processo de pré-temporada. É um trabalho de de formiguinha, indo de nome a nome, para que a gente não acumule erros – concluiu Diego Hydalgo.

Deixe aqui sua Mensagem




1 - Os campos marcados com asterico (*) são de preenchimento obrigatório.
2 - Dados pessoais como email e telefone não serão divulgados.

  

Na luta contra a queda na Série A, Sport precisa repetir feito que só Fluminense de 2009 conseguiu

Clube carioca é o único que conseguiu se salvar somando 30 pontos (ou menos) após 32 partidas disputadas; Rubro-negro está em 18º lugar e tem mais seis jogos a disputar

Por Redação do ge — Recife

Globo Esporte

A derrota para o América-MG afundou ainda mais o Sport na zona de rebaixamento – em 18º lugar, está seis pontos atrás da primeira equipe fora, o Bahia. Agora, com mais seis partidas a disputar, o Rubro-negro precisa executar uma arrancada que só o Fluminense de 2009 conseguiu fazer na Série A para evitar a queda.

Naquela edição do Brasileiro, o clube carioca estava na lanterna após 32 partidas disputadas e somava os mesmos 30 pontos do Leão. Tinha 99% de risco de rebaixamento. A permanência era improvável, mas o Tricolor venceu cinco de seis partidas (empatou a última) e salvou-se com 46 pontos – em 16º lugar.

Em 15 edições do Brasileiro – desde 2006 -, o Fluminense foi o único clube que tinha o máximo de 30 pontos com 32 jogos disputados e conseguiu se salvar da queda. As contas consideram a Série A desde 2006 porque é o período em que a competição passou a ter 20 times no sistema de pontos corridos.

Ao longo deste período, inclusive, apenas 16,6% dos clubes que terminaram a 32ª rodada na zona de rebaixamento conseguiram se salvar ao término da competição. Foram 10 times de 60. Mas todos estavam com pelo menos 33 pontos neste período.

Clubes que estavam no Z-4 na 32ª rodada e se salvaram

  • Náutico de 2008 – Tinha 33 pontos na 32ª rodada
  • Avaí de 2010 – Tinha 33 pontos na 32ª rodada
  • Criciúma de 2013 – Tinha 33 pontos na 32ª rodada
  • Coritiba de 2014 – Tinha 34 pontos na 32ª rodada
  • Coritiba de 2015 – Tinha 33 pontos na 32ª rodada
  • Vitória de 2016 – Tinha 35 pontos na 32ª rodada
  • Vitória de 2017 – Tinha 35 pontos na 32ª rodada
  • Chapecoense de 2018 – Tinha 34 pontos na 32ª rodada
  • Fluminense de 2019 – Tinha 34 pontos na 32ª rodada
  • Fortaleza de 2020 – Tinha 35 pontos na 32ª rodada.

Nesta temporada, o Sport está com seis pontos atrás do Bahia – primeiro clube fora do Z-4. Sendo que o Tricolor ainda atua pela rodada nesta quinta-feira, diante do Flamengo.

Além da classificação, o Leão ainda tem o agravante de que enfrentou o Bragantino de forma antecipada, pela 34ª rodada. Consequentemente, a Chapecoense está com uma partida a menos que o Rubro-negro, enquanto Grêmio, Juventude, Bahia e Atlético-GO estão com duas a menos.

Confira como estava o Z-4 na 32ª rodada dos Brasileiros e como terminou:

2006 – Término da 32ª rodada

  • Ponte Preta – 34 pontos
  • Fortaleza – 31 pontos
  • São Caetano – 27 pontos
  • Santa Cruz – 25 pontos

2006 – Fim do campeonato

  • Ponte Preta – 39 pontos
  • Fortaleza – 38 pontos
  • São Caetano – 36 pontos
  • Santa Cruz – 28 pontos

2007 – Término da 32ª rodada

  • Corinthians – 38 pontos
  • Paraná – 34 pontos
  • Juventude – 31 pontos
  • América-RN – 16 pontos

2007 – Fim do campeonato

  • Corinthians – 44 pontos
  • Juventude – 41 pontos
  • Paraná – 41 pontos
  • América-RN – 17 pontos

2008 – Término da 32ª rodada

  • Náutico – 33 pontos
  • Athletico – 32 pontos
  • Vasco – 31 pontos
  • Ipatinga – 28 pontos

2008 – Fim do campeonato

  • Figueirense – 44 pontos
  • Vasco – 40 pontos
  • Portuguesa – 38 pontos
  • Ipatinga – 35 pontos

O Náutico se salvou com 44 pontos, por conta do saldo de gols, em 16º lugar, mas tinha 33 após 32 partidas.

2009 – Término da 32ª rodada

  • Santo André – 32 pontos
  • Náutico – 32 pontos
  • Sport – 30 pontos
  • Fluminense – 30 pontos

2009 – Fim do campeonato

  • Coritiba – 45 pontos
  • Santo André – 41 pontos
  • Náutico – 38 pontos
  • Sport – 31 pontos

O Fluminense se salvou com 46 pontos, em 16º lugar. É o único que tinha até 30 pontos após 32 partidas.

2010 – Término da 32ª rodada

  • Atlético-MG – 34 pontos
  • Avaí – 33 pontos
  • Goiás – 31 pontos
  • Grêmio Barueri – 24 pontos

2010 – Fim do campeonato

  • Vitória – 42 pontos
  • Guarani – 37 pontos
  • Goiás – 33 pontos
  • Grêmio Barueri – 28 pontos

O Avaí se salvou com 43 pontos, mas tinha 33 pontos após 32 partidas.

2011 – Término da 32ª rodada

  • Ceará – 32 pontos
  • Athletico – 31 pontos
  • Avaí – 29 pontos
  • América-MG – 25 pontos

2011 – Fim do campeonato

  • Athletico – 41 pontos
  • Ceará – 39 pontos
  • América-MG – 37 pontos
  • Avaí – 31 pontos

2012 – Término da 32ª rodada

  • Sport – 33 pontos
  • Palmeiras – 32 pontos
  • Figueirense – 28 pontos
  • Atlético-GO – 23 pontos

2012 – Fim do campeonato

  • Sport – 41 pontos
  • Palmeiras – 34 pontos
  • Atlético-GO – 30 pontos
  • Figueirense – 30 pontos

2013 – Término da 32ª rodada

  • Portuguesa – 35 pontos
  • Ponte Preta – 34 pontos
  • Criciúma – 33 pontos
  • Náutico – 17 pontos

2013 – Fim do campeonato

  • Portuguesa – 44 pontos
  • Vasco – 44 pontos
  • Ponte Preta – 37 pontos
  • Náutico – 20 pontos

O Criciúma se salvou com 46 pontos, em 14º lugar, mas tinha 33 pontos após 32 partidas.

2014 – Término da 32ª rodada

  • Coritiba – 34 pontos
  • Botafogo – 33 pontos
  • Bahia – 31 pontos
  • Criciúma – 30 pontos

2014 – Fim do campeonato

  • Vitória – 38 pontos
  • Bahia – 37 pontos
  • Botafogo – 34 pontos
  • Criciúma – 32 pontos

O Coritiba se salvou com 47 pontos, em 14º lugar, mas tinha 34 pontos após 32 partidas.

2015 – Término da 32ª rodada

  • Coritiba – 33 pontos
  • Goiás – 31 pontos
  • Joinville – 30 pontos
  • Vasco – 30 pontos

2015 – Fim do campeonato

  • Avaí – 42 pontos
  • Vasco – 41 pontos
  • Goiás – 38 pontos
  • Joinville – 31 pontos

O Coritiba se salvou com 44 pontos, em 15º lugar, mas tinha 33 pontos após 32 partidas.

2016 – Término da 32ª rodada

  • Vitória – 35 pontos
  • Figueirense – 32 pontos
  • América-MG – 24 pontos
  • Santa Cruz – 23 pontos

2016 – Fim do campeonato

  • Internacional – 43 pontos
  • Figueirense – 37 pontos
  • Santa Cruz – 31 pontos
  • América-MG – 28 pontos

O Vitória se salvou com 45 pontos, em 16º lugar, mas tinha 35 pontos após 32 partidas.

2017 – Término da 32ª rodada

  • Vitória – 35 pontos
  • Ponte Preta – 35 pontos
  • Avaí – 35 pontos
  • Atlético-GO – 27 pontos

2017 – Fim do campeonato

  • Coritiba – 43 pontos
  • Avaí – 43 pontos
  • Ponte Preta – 39 pontos
  • Atlético-GO – 36 pontos

O Vitória se salvou com 43 pontos, por conta do saldo de gols, em 16º lugar, mas tinha 35 pontos após 32 partidas.

2018 – Término da 32ª rodada

  • Vitória – 34 pontos
  • América-MG – 34 pontos
  • Chapecoense – 34 pontos
  • Paraná – 18 pontos

2018 – Fim do campeonato

  • Sport – 42 pontos
  • América-MG – 40 pontos
  • Vitória – 37 pontos
  • Paraná – 23 pontos

A Chapecoense se salvou com 44 pontos, em 14º lugar, mas tinha 34 pontos após 32 partidas.

2019 – Término da 32ª rodada

  • Fluminense – 34 pontos
  • CSA – 29 pontos
  • Chapecoense – 22 pontos
  • Avaí – 17 pontos

2019 – Fim do campeonato

  • Cruzeiro – 36 pontos
  • CSA – 32 pontos
  • Chapecoense – 32 pontos
  • Avaí – 20 pontos

O Fluminense se salvou com 46 pontos, em 14º lugar, mas tinha 34 pontos após 32 partidas.

2020 – Término da 32ª rodada

  • Fortaleza – 35 pontos
  • Goiás – 29 pontos
  • Coritiba – 27 pontos
  • Botafogo – 23 pontos

2020 – Fim do campeonato

  • Vasco – 41 pontos
  • Goiás – 37 pontos
  • Coritiba – 31 pontos
  • Botafogo – 27 pontos

O Fortaleza se salvou com 41 pontos, por conta do saldo de gols, em 16º lugar, mas tinha 35 pontos após 32 partidas.

Deixe aqui sua Mensagem




1 - Os campos marcados com asterico (*) são de preenchimento obrigatório.
2 - Dados pessoais como email e telefone não serão divulgados.

  

Pipico deixa o Santa Cruz rumo ao Madureira

Atacante se despede do Arruda após quatro temporadas vestindo a camisa tricolor, com 46 gols em 107 jogos

Por Alexandre Ricardo — Recife

Globo Esporte

Pipico vai realmente deixar o Santa Cruz. Com duas propostas para jogar o Campeonato Carioca, o atacante dá adeus ao Tricolor após quatro temporadas para defender o Madureira – o Volta Redonda era outro clube interessado no jogador. Ele deixa o Arruda com 107 jogos e 46 gols.

Pipico tinha contrato com o Santa Cruz até o final da temporada 2022. Uma cláusula automática de renovação foi ativada em setembro, pela participação do atacante em 70% dos jogos do Tricolor em 2021. Entretanto, seu empresário, Ytalo Pontes, e a diretoria do clube se encontraram nesta quarta para rescindir o vínculo.

Após ganhar o carinho do torcedor pelos gols marcados, a relação do atacante com a torcida também se deteriorou nesta temporada, marcada pela queda do clube à Série D do Campeonato Brasileiro.

No último jogo oficial em 2021, a eliminação tricolor para o Floresta, no Pré-Nordestão, Pipico marcou dois gols no tempo normal, mas desperdiçou cobrança na disputa por pênaltis e virou um dos principais alvos da revolta dos torcedores.

Veja os números do atacante, temporada por temporada

  • 2018 – 9 jogos e 6 gols
  • 2019 – 30 jogos e 16 gols
  • 2020 – 35 jogos e 12 gols
  • 2021 – 33 jogos e 12 gols

Deixe aqui sua Mensagem




1 - Os campos marcados com asterico (*) são de preenchimento obrigatório.
2 - Dados pessoais como email e telefone não serão divulgados.

  

Patric fala sobre acusação de gestos obscenos em saída do Sport: “Tentaram plantar uma mentira”

Antes de reencontro com o Leão, lateral do América-MG fala sobre recente mudança de clube; veja entrevista exclusiva

Por Sabrina Rocha

Globo Esporte

Hoje no América-MG, Patric lembra acusação de gestos obscenos em saída do Sport: “Mentira”

Duas passagens pelo Sport, 150 jogos. Uma trajetória marcada por conquistas, pela liderança exercida – carregou a braçadeira de capitão – e um fim de relacionamento turbulento. Na noite desta quarta-feira, o lateral-direito Patric estará diante do Leão com a camisa do América-MG, clube que defende desde a sua saída do Rubro-negro, conquistada na Justiça do Trabalho.

Um desfecho que o jogador comenta pela primeira vez. Em entrevista exclusiva ao ge, Patric revela os motivos que o fizeram deixar o clube. A acusação de que teria feito gestos obscenos ao banco de reservas do clube, durante o jogo contra o Corinthians, foi o estopim para a separação de uma relação abalada pela crise política vivida pelo Leão, marcada por atrasos de salário e conflitos com a diretoria.

Veja abaixo, em tópicos

  • Saída do Sport

Acho que o que mais pesou foi o ambiente politico, onde tentaram plantar uma mentira, que não era verdade.

O diretor, que (Fred Domingos) nem está mais no clube, falou sobre gestos obscenos, que eu direcionei para o banco de reservas, que poderia ser para o treinador, para os meus companheiros, então não era verdade. Tentaram mostrar algo que nunca ninguém mostrou. Só falaram que eu fiz gesto obsceno, mas nunca mostraram nada.

  • A comemoração que gerou o afastamento

Uma comemoração que os gringos usam. Você serra os punhos e os coloca para baixo. Meu filho faz.

  • O atual Sport

O Sport evoluiu bem. Lógico que é um trabalho difícil, conseguiu resgatar sua força com muitos jogadores jovens: Everton, Juba, Mikael, Gustavo… São atletas que estão se destacando , mas a gente acompanha, torce. O carinho sempre vai existir.

  • Chegada ao América-MG

Quando cheguei, o América-MG estava em 18ºlugar, e a gente tem configurado na nona, décima colocação. São sete vitórias, sete empates e só três derrotas desde que cheguei.

Deixe aqui sua Mensagem




1 - Os campos marcados com asterico (*) são de preenchimento obrigatório.
2 - Dados pessoais como email e telefone não serão divulgados.

  

Diretor de diversidade do Sport é expulso de reunião que rejeita punição em caso de homofobia contra ex-BBB Gil

Sócio Gabriel Augusto pediu palavra em encontro do Conselho Deliberativo, que tentava participar como ouvinte, mas saiu aos gritos de conselheiros presentes; advertência por escrito a Flávio Koury foi rejeitada

Por Redação do ge — Recife

Globo Esporte

A reunião do Conselho Deliberativo do Sport definiu na noite desta terça-feira pela não punição ao conselheiro Flávio Koury por ofensas homofóbicas ao ex-BBB Gil do Vigor. O encontro teve a expulsão do diretor de diversidade do clube Gabriel Augusto. Ele tentava participar como ouvinte e pediu a palavra, que foi vetada pelo presidente do Conselho, Pedro Lacerda.

ge teve acesso a um áudio do momento em que o diretor é expulso do local onde é realizada a reunião. Aos gritos de conselheiros presentes, Gabriel Augusto não conseguiu falar. A reportagem tentou contato com Pedro Lacerda, mas as ligações não foram atendidas.

A votação teve como base o parecer emitido pela Comissão de Ética do Conselhoque sugeriu uma advertência por escrito como punição, após apurar os fatos e ouvir a defesa de Koury. Conforme apurou a reportagem, os votos contra foram dados por dois motivos – alguns conselheiros quiseram absolver Koury e outros não concordavam com a punição branda.

Gabriel Augusto falou sobre o ocorrido:

– Sou sócio do Sport e tenho direito de participar da reunião do Conselho e acompanhar a discussão. Faço parte da vice-presidência de Diversidade e Inclusão. Quis participar para acompanhar o desfecho. Ocorre que por duas vezes foi solicitado que eu saísse da sala pois o presidente alegou que fosse secreta.

“Aguardei o momento da pauta de Gil, pedi palavra, e depois iria me retirar. Ele disse que não me daria a palavra. Que tinha dito por duas vezes que quem não fosse conselheiro teria que se retirar. Insisti para tentar argumentar (sobre o tema) e aos gritos ele reiterou que eu saísse da sala. Quando ele aumentou o tom tive a solidariedade de alguns conselheiros.”

Gil do Vigor recebe camisa do Sport, mas é alvo de homofobia por parte de dois conselheiros do clube

Entenda o caso

A história começou ainda em maio, quando Gilberto Nogueira visitou a Ilha do Retiro e dançou o “tchaki tchaki”, criado durante a participação no Big Brother Brasil 2021. A performance, no entanto, incomodou os conselheiros Flávio Koury e Renan Valeriano – que fizeram comentários de conteúdo homofóbico sobre o torcedor do Sport.

Renan Valeriano, ressalta-se, não chegou a ser denunciado no caso ao Conselho Deliberativo.

As mensagens de Koury, por sua vez, vazaram através do conselheiro Romero Albuquerque – que fez a denúncia pedindo a expulsão do advogado do quadro de sócios do Sport. Nos áudios, Koury fazia críticas à dança de Gilberto.

– Tem 1,2 milhão de pessoas achando que o Sport só tem viado, só tem bicha. Vai vender é camisa. A viadagem todinha vai comprar. Vai ser lindo! Se ele tivesse feito essa dancinha na casa dele ou no bordel, ou onde ele quisesse, eu não estava nem aí. Mas foi dentro da Ilha do Retiro. Isso é uma desmoralização. Isso é ausência de vergonha na cara.

Conselheiro do Sport faz ataque homofóbico a Gil do Vigor; escute áudios

Procurado logo após as ofensas, Koury disse que as falas foram tiradas de contexto.

– Não tem nada disso de homofobia. Eu só fui contra a história da dança. Acho que isso não representa o Sport. Usei expressões fortes, mas porque era entre a gente a conversa, não era para vazar isso – disse na época.

O conselheiro afirmou não concordar com a punição até o fim do processo de apuração.

Time do Sport se manifesta em apoio ao Gil do Vigor contra a homofobia

Os comentários homofóbicos dos conselheiros motivaram a revolta da torcida na época.

Gil recebeu apoio também do próprio Sport, da diretoria e dos atletas – que fizeram a dança durante uma comemoração de gol na final do Campeonato Pernambucano. O clube, inclusive, produziu camisas em homenagem ao torcedor e vendeu as peças com a renda revertida para uma ONG LGBTQIA+.

Em meio às cobranças, o caso entrou em trâmite no Conselho em junho. Na ocasião, criou-se a Comissão de Ética do órgão – que assumiu a responsabilidade de apurar a história e definir o parecer – apresentado no fim do mês passado. O processo durou pouco mais de quatro meses. Principalmente porque esteve parado durante parte deste período – em meio a segunda eleição do clube no ano.

Após o novo pleito – responsável por eleger Leonardo Lopes, então afastado do cargo -, a diretoria executiva mudou. Mas o Conselho Deliberativo permaneceu. E assim a apuração do caso prosseguiu. Ao longo dos últimos meses, a nova gestão chegou a implementar uma Diretoria da Diversidade no Sport, mas o poder executivo não tem gerência sobre o Conselho.

Deixe aqui sua Mensagem




1 - Os campos marcados com asterico (*) são de preenchimento obrigatório.
2 - Dados pessoais como email e telefone não serão divulgados.

  

Sport anuncia Jorge Andrade, ex-Santos, como executivo de futebol

Profissional gaúcho ocupava cargo de gerente de futebol no Peixe, de onde se desligou no mês passado; no Leão, começa trabalhos nesta terça-feira

Por Redação do ge — Recife

Globo Esporte

O Sport anunciou o novo executivo de futebol do clube na tarde desta segunda-feira. Trata-se de Jorge Andrade. O profissional trabalhou por último no Santos, onde ocupou o cargo de gerente de futebol até o dia 26 de outubro. Ele chega no Recife nesta terça, quando começa os trabalhos pelo Leão.

– Me sinto honrado pelo convite e entusiasmado pela representatividade do Sport no futebol nordestino e nacional. Comissão técnica e atletas terão todo meu apoio para alcançarmos juntos os objetivos do departamento de futebol. Já estou ansioso para estar ao lado dessa torcida apaixonada que sempre teve o meu respeito e acabou de ganhar mais um aliado – disse Jorge, ao site oficial do clube.

Jorge Andrade tem 46 anos e além do Santos também passou por Figueirense, Internacional, Athletico e categorias de base da CBF.

No Peixe, ele havia sido contratado para cuidar das categorias de base em 2019, assumindo a gerência de futebol em 2020, depois da saída de Willian Thomás, no ano passado. Ele optou por sair do clube santista após mudanças no departamento de futebol, com a contratação do ex-jogador Edu Dracena para o cargo de executivo.

Jorge Andrade chega ao Sport como terceiro executivo de futebol do clube na temporada. O Rubro-negro teve Nei Pandolfo no início do ano – ainda na gestão do ex-presidente Milton Bivar -, e Felipe Albuquerque assumiu o posto após a mudança na presidência – com a chegada de Leonardo Lopes.

Deixe aqui sua Mensagem




1 - Os campos marcados com asterico (*) são de preenchimento obrigatório.
2 - Dados pessoais como email e telefone não serão divulgados.

  

Maycon Lucas interessa por renovação e se aproxima de acerto com Santa Cruz

Contrato do volante se encerra em novembro, mas diretoria coral iniciou negociações junto ao empresário do atleta para uma extensão

Por Alexandre Ricardo — Recife

Globo Esporte

A três semanas da reapresentação do elenco para o início dos trabalhos visando a temporada 2022, a diretoria do Santa Cruz tem viabilizado a saída de jogadores que não fazem parte dos planos. Porém, o departamento de futebol coral também trabalha para garantir a permanência de alguns atletas bem avaliados. E um deles é o volante Maycon Lucas, cujo contrato encerra neste mês.

– Estamos negociando a renovação com o Santa Cruz. Existem algumas situações que estamos ajustando, mas creio que pode dar certo. Estamos trabalhando para que o Maycon Lucas renove – contou Leto, empresário do jogador.

Contratado durante a Série C, Maycon Lucas foi titular em todo o segundo turno da competição. Com 11 jogos disputados pelo Tricolor, o atleta também esteve entre os onze nomes iniciais na eliminação para o Floresta, na seletiva para a Copa do Nordeste de 2022 – que marcou a estreia do técnico Leston Júnior.

Para que seja viabilizada a renovação, o Santa precisa resolver algumas pendências referentes a atrasos salariais. De acordo com o CEO do clube, Abdias Venceslau, existem valores em aberto desde o mês de agosto.

Enquanto há tentativa para que alguns fiquem, outros se despedem do Arruda. São os casos dos laterais Leonan e Gilmar, do zagueiro Rafael Castro, do volante Vitinho e do atacante Frank, que não interessam para a próxima temporada. Sem contrato para 2022, o zagueiro William Alves também deve seguir o mesmo caminho.

Deixe aqui sua Mensagem




1 - Os campos marcados com asterico (*) são de preenchimento obrigatório.
2 - Dados pessoais como email e telefone não serão divulgados.

  

Confiança x Náutico: veja onde assistir, escalações, desfalques e arbitragem

Tudo o que você precisa saber sobre o jogo da 35ª rodada da Série B do Brasileiro

Por Redação do ge — Aracaju

Globo Esporte

Enquanto um briga contra o rebaixamento, o outro ainda sonha com o acesso. É neste cenário que o Confiança recebe o Náutico nesta terça-feira, às 19h (horário de Brasília), na Arena Batistão, pela 35ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro (CLIQUE AQUI para acompanhar o jogo em Tempo Real).

Confiança ganhou fôlego na luta pela permanência na Segundona após a vitória de virada sobre o Brusque na última rodada. Com 34 pontos e na 18ª posição, a equipe proletária precisa vencer. Uma vitória sobre o Náutico, além de uma combinação de resultados, pode deixar o Dragão apenas um ponto atrás do primeiro time fora do Z-4.

Já o Náutico,após bater o Coritiba, nos Aflitos, mantém viva a esperança de ainda conseguir o acesso à Série A. A equipe pernambucana tem 1% de chance, de acordo com o matemático Tristão Garcia. Sendo assim, só a vitória no Batistão mantém o sonho vivo.

Transmissão: O SporTV 3 e o Premiere transmitem o jogo ao vivo, com narração de Rodrigo Raposo e comentários de Cabral Neto e Sandro Meira Ricci na Central do Apito

Tempo Real: o geacompanha em Tempo Real, com vídeos exclusivos. Acompanhe aqui.

Escalações prováveis — Foto: Arte/ge

Escalações prováveis — Foto: Arte/ge

Confiança – Técnico: Luizinho Lopes

O treinador terá a volta do lateral-direito Jonathan Bocão e do atacante Neto Berola, que retornam após cumprirem suspensão pelo terceiro cartão amarelo. Com isso, o mais provável é que o lateral reassuma a titularidade, enquanto o atacante fique como opção para o técnico Luizinho Lopes no banco de reservas. No mais, a equipe deve ser a mesma da última rodada.

Provável escalação: Rafael Santos; Jonathan Bocão, Nirley, Adalberto e João Paulo; Madison, Adriano Júnior, Álvaro e Ítalo; Willians Santana e Hernane Brocador.

Provável Confiança contra o Náutico — Foto: arte/ge

Provável Confiança contra o Náutico — Foto: arte/ge

Desfalques: Jhemerson (DM).

Pendurados: Nirley, Isaque, Hernane Brocador, Adalberto, Rafael Santos, Álvaro e Tiago Reis.

Náutico – Técnico Hélio dos Anjos

O treinador alvirrubro terá uma série de desfalques para a partida. A começar pelo seu principal jogador. Expulso diante do Coritiba, o meia Jean Carlos cumpre suspensão automática, assim como o volante Matheus Trindade e o meia Marciel.

O lateral esquerdo Júnior Tavares e o atacante Caio Dantas foram vetados pelo departamento, se juntando assim ao lateral-direito Hereda, que segue fora por conta de uma entorse no tornozelo.

Provável escalação: Anderson; Thassio, Camutanga, Rafael Ribeiro e Luan; Djavan, Rhaldney e Matheus Jesus; Jaílson, Álvaro e Vinícius.

Provável escalação Náutico x Confiança — Foto: Arte ge

Provável escalação Náutico x Confiança — Foto: Arte ge

Desfalques: Jean Carlos, Marciel e Matheus Trindade (suspensos); Hereda, Caio Dantas, Júnior Tavares, Bryan, Kieza e Iago Dias (lesionados).

Pendurados: Giovanny, Matheus Jesus, Guillhermo Paiva, Jailson e Rafael Ribeiro.

Arbitragem Inforgrafia — Foto: Arte/GloboEsporte.com

Arbitragem Inforgrafia — Foto: Arte/GloboEsporte.com

  • Árbitro: Thiago Luis Scarascati (SP)
  • Assistente 1: Anderson José de Moraes Coelho (SP)
  • Assistente 2: Fabrini Bevilaqua Costa (SP)
  • Quarto Árbitro: Jackson Ribeiro de Souza Sobrinho (SE)
  • Analista de Campo: Ivaney Alves de Lima (SE)
  • Árbitro de vídeo: Vinicius Furlan (SP)

Deixe aqui sua Mensagem




1 - Os campos marcados com asterico (*) são de preenchimento obrigatório.
2 - Dados pessoais como email e telefone não serão divulgados.