Seu Vídeo Aqui!!!

————————————————————————————-

————————————————————————————

NUVEM DE TAGS

Empresário brasileiro e filho morrem soterrados em fossa em Portugal

Por G1 Santos

Gonçalo Pereira Duarte, de 30 anos, morreu após cair em uma fossa em Portugal — Foto: Arquivo Pessoal

Gonçalo Pereira Duarte, de 30 anos, morreu após cair em uma fossa em Portugal — Foto: Arquivo Pessoal

O empresário brasileiro Rui Duarte Cordeiro, de 50 anos, e o filho dele, Gonçalo Pereira Duarte, de 30 anos, morreram após caírem em uma fossa de exploração de suinicultura em Portugal. O outro filho do empresário, Rafael Cordeiro, permanece internado em estado grave em um hospital português. Além de pai e filho, um funcionário da propriedade também morreu na fossa.

A família é de Registro, no interior de São Paulo, e parte dela vive em Portugal. Por meio das redes sociais, a empresa Palmito da Fazenda, localizada em Registro, divulgou o falecimento do dono e do filho. A loja estará fechada por motivo de luto, informou o comunicado.

De acordo com informações apuradas pelo G1 e divulgadas pela imprensa local, o acidente ocorreu na tarde deste sábado (1), na fazenda chamada Herdade da Galega, localizada na vila Chamusca, no Distrito de Santarém. A família possuía um alojamento rural e explorava a suinicultura na área.

Segundo a imprensa local, um funcionário da fazenda realizava a limpeza na fossa de dejetos quando caiu no local. Rui e os dois filhos, Gonçalo e Rafael, foram tentar ajudar o funcionário e também caíram. A filha do empregado também tentou resgatar o pai e ficou ferida.

Equipes do Corpo de Bombeiros foram até o local e conseguiram resgatar Rafael, que foi levado ao Hospital de Santarém. A filha do funcionário também foi retirada com vida e transportada para o Hospital de Abrantes com ferimentos graves. Gonçalo, Rui e o funcionário Bruno morreram dentro da fossa.

De acordo com a imprensa local, a fossa de suinicultura tinha cerca de 6 metros de profundidade. As vítimas morreram soterradas.

Gonçalo vivia em Registro, no interior de São Paulo, e passava as férias na casa da família em Portugal, onde o pai morava. Gonçalo era solteiro e deixa dois filhos. O velório e o enterro de pai e filho acontecerão em Portugal.

Palmito da fazenda

Gonçalo comandava a ‘Palmito da Fazenda’, uma empresa do Grupo Poçágua, a qual possui mais de 10 anos de experiência no ramo de poços artesianos, estabelecida dentro da Fazenda Barra do Capinzal. No local, há a criação de bubalinos e cultivo do palmito pupunha.

Gonçalo inovou ao trazer para a região do Vale do Ribeira o cultivo de palmito de forma orgânica, com quase 100% de aproveitamento e a criação de bubalinos de forma natural.

Os produtos derivados do palmito e da criação de búfalo são vendidos na loja Palmito da Fazenda, situada às margens da rodovia Régis Bittencourt (BR 116), no km 456, no bairro Capinzal. Em 2018, Gonçalo também inaugurou a Hamburgueria Palmito da Fazenda, em Registro, que oferece lanches feitos com carne de búfala, além de pratos tradicionais da culinária portuguesa.

Deixe aqui sua Mensagem




1 - Os campos marcados com asterico (*) são de preenchimento obrigatório.
2 - Dados pessoais como email e telefone não serão divulgados.

  

Internado em SP, Locutor Asa Branca está em estado crítico e sedado, diz família

Por G1 SP — São Paulo

Asa Branca foi o precursor de várias inovações no mundo dos rodeios — Foto: Reprodução/TV TEM

Asa Branca foi o precursor de várias inovações no mundo dos rodeios — Foto: Reprodução/TV TEM

Internado em São Paulo, o famoso locutor de rodeios Asa Branca está em estado crítico e sedado, informou neste domingo (2) um comunicado publicado pela família e amigos dele na página oficial do apresentador nas redes sociais.

Waldemar Ruy dos Santos, o Asa Branca, tem 57 anos, e foi diagnosticado com câncer na boca em 2017. Ele também é portador do vírus HIV, doença descoberta em 2007. Desde 25 de janeiro está no Instituto do Câncer do Estado de São Paulo (Icesp), na Zona Oeste da capital.

G1 não localizou o Icesp para comentar o assunto.

“O estado de saúde do nosso querido Asa Branca se encontra bem crítico”, informa trecho da nota divulgada no Instagram oficial do locutor, que “Também foi tirada a alimentação”.

Mensagem publicada neste domingo (2) na página oficial de Asa Branca — Foto: Reprodução/Divulgação/Instagram

Mensagem publicada neste domingo (2) na página oficial de Asa Branca — Foto: Reprodução/Divulgação/Instagram

Considerado um dos maiores locutores do gênero no país, ele era figura marcante nos principais rodeios: Barretos, Jaguariúna entre outros.

Sandra Barbosa, mulher de Asa Branca, falou neste domingo que seu marido foi sedado e o quadro dele é irreversível. “Não tem mais o que fazer”, falou Sandra ao G1.

Deixe aqui sua Mensagem




1 - Os campos marcados com asterico (*) são de preenchimento obrigatório.
2 - Dados pessoais como email e telefone não serão divulgados.

  

MP investiga exigência de título de eleitor para marcação de exames em Oeiras

Por Lucas Marreiros, Andrê Nascimento, G1 PI

Publicação da Prefeitura de Oeiras exige título de eleitor para marcação de exames  — Foto: Divulgação

Publicação da Prefeitura de Oeiras exige título de eleitor para marcação de exames — Foto: Divulgação

O Ministério Público abriu um inquérito civil para investigar a exigência de título eleitoral para marcação de exames laboratoriais nas unidades de saúde de Oeiras, e recomendou à Prefeitura de Oeiras que pare imediatamente com a exigência. A exigência do título eleitoral foi divulgada pela prefeitura em uma publicação em suas redes sociais. Em nota, a prefeitura informou que ainda não foi notificada sobre a decisão.

A publicação, compartilhada pelos perfis da Prefeitura de Oeiras nas redes sociais, informa quais documentos precisariam ser apresentados para que os pacientes marcassem exames a partir do dia 22 de janeiro de 2020. Entre os documentos está o título de eleitor.

Diante da publicação, o promotor Vando Marques, da 2ª Promotoria de Justiça de Oeiras, resolveu instaurar um inquérito civil para investigar o caso. A abertura do inquérito foi publicada no Diário Oficial do Ministério Público em 30 de janeiro. Na publicação, o promotor define a exigência do título eleitoral como “desarrazoada”.

O Ministério Público exigiu ainda que a Prefeitura e a Secretaria de Saúde esclareça o motivo da exigência no prazo de dez dias, e que os dois órgãos compareçam no dia 30 de abril de 2020 à Promotoria de Justiça pessoalmente, na pessoa dos seus representantes, para, dependendo do resultado da investigação, assinarem um termo de ajustamento de conduta.

A Prefeitura de Oeiras informou ao G1 que ainda não foi notificada oficialmente da decisão do Ministério Público, já que foi publicada ainda nesta quinta-feira (30), e que irá se manifestar depois que for notificada.

Deixe aqui sua Mensagem




1 - Os campos marcados com asterico (*) são de preenchimento obrigatório.
2 - Dados pessoais como email e telefone não serão divulgados.

  

Contas do setor público registram rombo de R$ 61,87 bilhões em 2019

Por Alexandro Martello, G1 — Brasília

As contas do setor público consolidado, que englobam o governo federal, estados, municípios e empresas estatais, registraram um déficit primário de R$ 61,872 bilhões em 2019 (0,85% do PIB), de acordo com informações divulgadas nesta sexta-feira (31) pelo Banco Central (BC).

Isso significa que, no período, as receitas de impostos e contribuições do governo foram menores do que as despesas. A conta não inclui os gastos com o pagamento dos juros da dívida pública.

O ano passado foi o sexto seguido com as contas no vermelho, mas também foi o melhor resultado desde 2014, ou seja, em cinco anos. A série histórica do Banco Central tem início em 2001. Em 2017 e 2018, as contas ficaram negativas em R$ 110,583 bilhões (1,69% do PIB) e em R$ 108,258 bilhões (1,57% do PIB), respectivamente.

No ano de 2019, ainda de acordo com o BC:

Meta fiscal

Com o resultado registrado pelas contas públicas no ano passado, a meta fiscal para o período foi formalmente atingida. Para todo o setor público, o objetivo foi fixado em um déficit (despesas maiores que receitas) de até R$ 132 bilhões para o ano de 2019.

Para cumprir a meta fiscal, o governo contou com a ajuda de uma arrecadação extraordinária de R$ 23,69 bilhões do governo federal com o leilão de petróleo conhecido como “cessão onerosa”. Como áreas do pré-sal possuíam mais barris de óleo do que o previsto no contrato inicial fechado com a Petrobras, o excedente foi leiloado em novembro do ano passado.

O governo também contou com o bom desempenho da arrecadação, que registrou o melhor resultado em cinco anos. A arrecadação avançou em 2019 devido ao crescimento do Produto Interno Bruto (PIB); por uma arrecadação atípica de R$ 14 bilhões em IRPJ e CSLL; e também pela alta do crédito bancário – que gerou maiores receitas com IOF, entre outros.

O déficit também foi menor que o previsto por conta de dificuldades do próprio governo em gastar os recursos. Isso ocorre devido ao excesso de vinculações de despesas à evolução mais lenta de projetos. Esse fenômeno é chamado de “empoçamento”, ou seja, o uso do dinheiro público é autorizado mas, no fim das contas, não é gasto. Somente no ano passado foram R$ 24,4 bilhões “empoçados”.

Outro fator que ajudou as contas públicas em 2019 foi o bom desempenho dos estados e municípios, que registraram um superávit primário (sem contar juros) em suas contas de R$ 15,9 bilhões no período, e das estatais (com saldo positivo de R$ 11,8 bilhões).

Segundo Fernando Rocha, chefe do Departamento de Estatísticas do Banco Central, a melhora nas contas dos estados está relacionada com contenção de despesas e, também, com aumento de receitas, devido à maior arrecadação do ICMS estadual (crescimento da economia) e a um recebimento de mais de transferências do governo.

Após despesas com juros

Quando se incorporam os juros da dívida pública na conta – no conceito conhecido no mercado como resultado nominal, utilizado para comparação internacional – houve déficit de R$ 429,154 bilhões nas contas do setor público em 2019, o equivalente a 5,91% do PIB.

Na proporção do PIB, o valor é alto para padrões internacionais e para economias emergentes. Esse número é acompanhado com atenção pelas agências de classificação de risco para a definição da nota de crédito dos países, indicador levado em consideração por investidores.

O resultado nominal das contas do setor público sofre impacto das atuações do BC no câmbio (via contratos de swap cambial) e dos juros básicos da economia (taxa Selic), fixados pelo Banco Central para conter a inflação. Atualmente, a Selic está em 4,5% ao ano, na mínima histórica.

As despesas com juros nominais somaram R$ 367,282 bilhões no ano passado (5,06% do PIB).

Dívida bruta

A dívida bruta do setor público, uma das principais formas de comparação internacional (que não considera os ativos dos países, como as reservas cambiais), recuou em 2019.

O indicador é acompanhado mais atentamente pelas agências de classificação de risco, e também por investidores internacionais.

A dívida estava em 76,5% do PIB no fim de 2018. Em outubro de 2019 avançou para 77,3% do PIB (R$ 5,549 trilhões), mas caiu para R$ 5,5 trilhões, ou 75,8% do PIB, em dezembro.

Esse foi o menor patamar registrado para a dívida bruta desde abril de 2018, quando somou 75,4% do PIB, informou o Banco.

A Secretaria do Tesouro Nacional tem observado que o patamar da dívida bruta brasileira está bem acima de outras nações emergentes, em torno de 50% do PIB. Por conta disso, a área econômica avalia ser preciso manter o ajuste nas contas públicas, de modo que a dívida continue recuando nos próximos anos.

Deixe aqui sua Mensagem




1 - Os campos marcados com asterico (*) são de preenchimento obrigatório.
2 - Dados pessoais como email e telefone não serão divulgados.

  

Mancha redonda e escura aparece em mar na orla de Fortaleza durante as fortes chuvas desta sexta

Por G1 CE

Uma mancha escura apareceu no mar próximo a Rua Tereza Hinko, no Bairro Mucuripe, em Fortaleza, durante a forte chuva desta sexta-feira (31). As precipitações trouxeram transtornos aos moradores da capital: carros ficaram submersos e parte do piso do aeroporto ficou alagado.

De acordo com a Regional II, responsável pela área, a mancha foi causada pela presença de lixo no percurso do Riacho Maceió, que teve um aumento no volume de água por conta das chuvas da manhã.

Um vídeo gravado por uma moradora mostra o momento em que a água escura jorra no mar formando um grande círculo. Segundo a moradora, que não quis se identificar, as imagens foram gravadas por volta de 7h38 desta sexta-feira. Uma moradora acredita que se trata de esgoto saindo para o mar.

Para ela, a mancha é causada por esgoto. “Devido aos esgotos e canais alagarem, amanheceu assim. Nunca tinha visto isso não. Se já não tomava banho [no mar], agora que não tomo mesmo”, disse a mulher.

Uma equipe do G1 foi ao local por volta de 11h desta sexta-feira e contatou que a mancha estava um pouco mais clara.

Obras na foz do Riacho Maceió

A Secretaria Regional II informou ainda que há um projeto e ser executado com o objetivo “de sanar essa situação do Riacho Maceió”. As obras possuem previsão para iniciar até junho deste ano.

O projeto prevê a execução de obras de drenagem, canalização, urbanização e saneamento da foz do riacho. O valor estimado da obra é de R$ 24,2 milhões.

Deixe aqui sua Mensagem




1 - Os campos marcados com asterico (*) são de preenchimento obrigatório.
2 - Dados pessoais como email e telefone não serão divulgados.

  

Correios anunciam novo reajuste nas tarifas postais

Por G1

Os Correios anunciaram reajuste das tarifas dos serviços postais prestados em regime de exclusividade. A correção média autorizada para este ano é de 4,3062% para serviços nacionais e internacionais. Em 2019, o reajuste médio havia sido de 0,3893%.

O primeiro porte (até 20 gramas) da carta comercial passou para R$ 2,05. As cartas e cartões postais internacionais na modalidade econômica passaram para R$ 1,65 na primeira faixa.

No caso de telegrama nacional redigido pela internet, a nova tarifa é de R$ 8,54 por página – antes, a tarifa vigente era de R$ 8,19. O telegrama fonado passou de R$ 9,87 para R$ 10,30, e na agência, de R$ 11,85 para R$ 12,36.

As novas tarifas não se aplicam ao segmento de encomendas (PAC e Sedex) e marketing direto.

A portaria com o reajuste foi publicada no Diário Oficial da União desta sexta-feira (31) pelo Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações – veja as tabelas completas.

O reajuste médio segue o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), considerado a inflação oficial do Brasil, que fechou 2019 em 4,31%.

último reajuste foi anunciado em janeiro do ano passado.

Deixe aqui sua Mensagem




1 - Os campos marcados com asterico (*) são de preenchimento obrigatório.
2 - Dados pessoais como email e telefone não serão divulgados.

  

Carga de 1,8 tonelada de cocaína apreendida em ilha portuguesa partiu de Fortaleza, diz Polícia Federal

Por Sérgio Ripardo, G1 CE

Operação internacional com apoio da Polícia Federal brasileira apreendeu 1,8 tonelada de cocaína — Foto: PF/Divulgação

Operação internacional com apoio da Polícia Federal brasileira apreendeu 1,8 tonelada de cocaína — Foto: PF/Divulgação

A Polícia Federal no Ceará afirmou nesta quarta-feira (29) que um veleiro apreendido com 1.820 kg de cocaína em uma ilha de Portugal partiu de Fortaleza em novembro de 2019. A droga foi apreendida no arquipélago de Açores, território do país europeu no Atlântico; o destino do material ilícito seria Martinica, no Caribe.

Na denominada “Operação Glória”, realizada pela Polícia de Portugal, foram presos um alemão e um bósnio, de 54 e 52 anos, respectivamente.

“Uma possibilidade é que a droga tenha sido embarcada no veleiro a partir de outra embarcação, já em alto mar. Quanto à fiscalização de embarcações, a Polícia Federal atua tanto no controle migratório quanto apurando notícias de possíveis práticas criminosas, como foi o caso da embarcação”, informou a Polícia Federal cearense ao G1.

Operação internacional

Suspeita é de que a droga tenha sido transportada de navio que partiu de Fortaleza para veleiro quando as embarcações estavam em alto mar — Foto: PF/Divulgação

Suspeita é de que a droga tenha sido transportada de navio que partiu de Fortaleza para veleiro quando as embarcações estavam em alto mar — Foto: PF/Divulgação

Segundo a corporação, a embarcação aportou na capital cearense no final de setembro e virou alvo de monitoramento policial após alerta de organismos internacionais de segurança.

“Não havia informação precisa acerca da presença de droga na embarcação quando de sua chegada a Fortaleza, por isso foi realizado o acompanhamento dos tripulantes durante sua permanência nesta cidade a fim de verificar seus contatos nesta cidade, bem como confirmar a existência de drogas na embarcação”, diz a Polícia Federal.

A apreensão de quase duas toneladas de cocaína ocorreu em uma operação conjunta da Polícia Federal brasileira, a Organização Internacional MAOC-N, a Aduana Francesa, a Agência Americana de Repressão às Drogas e a Polícia Judiciária de Portugal.

A apreensão do veleiro em Açores foi possível, segundo a PF, devido à troca de informações entre os países. “A Polícia portuguesa, que também foi acionada através de mecanismos de cooperação internacional, de posse de mais informações, fez a abordagem que resultou na apreensão”, comunicou a PF do Ceará.

Deixe aqui sua Mensagem




1 - Os campos marcados com asterico (*) são de preenchimento obrigatório.
2 - Dados pessoais como email e telefone não serão divulgados.

  

Chuva destrói parte de BH; MG tem 55 mortos em 6 dias

Por G1 Minas — Belo Horizonte

Córregos de Belo Horizonte transbordaram nas regiões Centro-Sul e Oeste — Foto: Arte/G1

Córregos de Belo Horizonte transbordaram nas regiões Centro-Sul e Oeste — Foto: Arte/G1

Repórter Danilo Girundi mostra cratera que se abriu na Avenida Tereza Cristina, na Região Oeste de BH — Foto: Reprodução/TV Globo

Repórter Danilo Girundi mostra cratera que se abriu na Avenida Tereza Cristina, na Região Oeste de BH — Foto: Reprodução/TV Globo

Belo Horizonte amanheceu nesta quarta-feira (29) com estragos em diversos pontos após um temporal atingir a cidade – começou a chover na noite de terça-feira (28). As regiões Barreiro, Centro-Sul e Oeste da cidade foram as mais atingidas. Chove forte em todo o estado de Minas Gerais desde sexta-feira (24).

Com isso, o total de vítimas fatais no estado desde sexta-feira (24) subiu para 55, segundo a Defesa Civil. Três mortes foram registradas no boletim desta quarta-feira (29):

Um homem morreu depois que o muro da casa dele desabou em Nova Lima, na Região Metropolitana de Belo Horizonte; uma mulher foi levada pela enxurrada em um acidente em Tabuleiro, na Zona da Mata, e uma outra mulher que tinha desaparecido durante a chuva em Sabará, na Grande BH, foi encontrada morta nesta terça-feira.

Cento e uma cidades estão em situação de emergência e outras cinco decretaram estado de calamidade pública.

Parte de casa desmoronou em Nova Lima, na Grande BH, no bairro Cristais  — Foto: Reprodução/TV Globo

Parte de casa desmoronou em Nova Lima, na Grande BH, no bairro Cristais — Foto: Reprodução/TV Globo

BELO HORIZONTE

Janeiro, que termina nesta sexta-feira (31), é o mês mais chuvoso da história da cidade desde o início da medição climatológica há 110 anos, segundo o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet). A capital mineira completou 121 anos em dezembro de 2019. Até agora, o primeiro mês de 2020 acumulou 932,3 milímetros de chuva na cidade, de acordo com o Inmet. O recorde anterior era de janeiro do ano de 1985, quando o acumulado do mês foi de 850,3 milímetros.

Na madrugada desta quarta-feira, uma cratera se abriu em uma das principais vias de Belo Horizonte, a Avenida Tereza Cristina, na Região Oeste. Na região Oeste choveu 101,6 milímetros em três horas.

Na região Centro-Sul, o Córrego do Leitão transbordou desde a Barragem Santa Lúcia até o centro da capital. O maior volume de chuva foi registrado na região: 175,6 milímetros em três horas. São vários pontos com carros arrastados, trechos do asfalto arrancados e garagens alagadas.

Outro córrego que transbordou foi o Acaba Mundo, que começa no Parque JK, no alto do Sion, e desceu provocando enchentes até o Centro. Nesta manhã, uma cratera se abriu no cruzamento da Avenida do Contorno, com a Rua Professor Morais.

Na BR-356, na chamada curva do Ponteio, também na Região Centro-Sul, um barranco desmoronou e a via precisou ser fechada no sentido Centro. Nesta manhã, duas faixas estavam liberadas no sentido BH Shopping. No shopping, parte do teto desabou durante o temporal.

Também foram registrados alagamentos nas Avenidas Barão Homem de Melo, Silva Lobo e Professor Mário Werneck, todas na Região Oeste.

Até as 6h30, não havia registro de mortes na capital. Em Nova Lima, um homem de 45 anos morreu no desabamento de uma casa.

Deixe aqui sua Mensagem




1 - Os campos marcados com asterico (*) são de preenchimento obrigatório.
2 - Dados pessoais como email e telefone não serão divulgados.

  

Duas pessoas morrem em acidente na Fernão Dias em SP

Por G1 SP

Um acidente envolvendo dois caminhões e um carro deixou duas pessoas mortas e quatro feridas na noite de quarta-feira (29) na rodovia Fernão Dias, em Mairiporã (SP).

De acordo com a concessionária que administra o corredor, o caminhão que seguia na pista sentido São Paulo capotou e atravessou para a pista oposta, atingindo um outro caminhão e um carro. O acidente foi no Km 68 e os veículos pegaram fogo após o impacto.

Os motoristas do caminhão e do carro morreram no local. Quatro feridos foram encaminhados para o hospital, sendo um deles em estado grave e três em estado moderado.

Durante a madrugada, as pistas ficaram totalmente bloqueadas para o atendimento da ocorrência. Por volta de 5h30, pelo menos uma faixa em casa sentido estava liberada.

Acidente provocou o fechamento da rodovia depois que os veículos pegaram fogo — Foto: PRF/Divulgação

Acidente provocou o fechamento da rodovia depois que os veículos pegaram fogo — Foto: PRF/Divulgação

Deixe aqui sua Mensagem




1 - Os campos marcados com asterico (*) são de preenchimento obrigatório.
2 - Dados pessoais como email e telefone não serão divulgados.

  

Criança é resgatada após subir no parapeito de prédio de três andares em São José, SP

Por G1 Vale do Paraíba e Região

Criança é resgatada após subir no parapeito de prédio de três andares em São José — Foto: Arquivo pesoal

Criança é resgatada após subir no parapeito de prédio de três andares em São José — Foto: Arquivo pesoal

Uma criança foi resgatada na tarde desta quarta-feira (29) após subir no parapeito de um prédio de três andares na região central de São José dos Campos (SP).

De acordo com testemunhas, ela perguntava pelo pai a cerca de 15 metros de altura quando flanelinhas perceberam a cena e começaram a gritar por ajuda.

Segundo relato de uma pessoa que estava no local e preferiu não ser identificada, trabalhadores de um comércio saíram após ouvir os gritos na rua, por volta das 18h. O registro da cena, que aconteceu na avenida Lisboa, viralizou em aplicativos de mensagens.

“A criança perguntava onde estava o pai e dizia que iria pular. Ficamos desesperados”, disse.

A garota, de cerca de quatro anos, mora com o pai no prédio, onde funciona um petshop no andar térreo. Um homem que estava na rua e presenciou a cena conseguiu acionar o pai da menina, que a retirou do parapeito. Procurado pelo G1, o pai da criança não quis comentar o caso.

Deixe aqui sua Mensagem




1 - Os campos marcados com asterico (*) são de preenchimento obrigatório.
2 - Dados pessoais como email e telefone não serão divulgados.

  

contato@encartenoticias.com
jencartnoticias@gmail.com