Seu Vídeo Aqui!!!

————————————————————————————-

————————————————————————————

NUVEM DE TAGS

Revalida 2022: prazo de inscrição para edição do 2º semestre termina nesta segunda

Exame possibilita a validação de diplomas de medicina expedidos no exterior. Candidatos farão a primeira etapa do processo em 7 de agosto em 8 capitais.

Por g1

As inscrições para o Exame Nacional de Revalidação de Diplomas Médicos Expedidos por Instituição de Educação Superior Estrangeira (Revalida) podem ser feitas até esta segunda-feira (27), de acordo com o Inep, responsável pela avaliação. A taxa a ser paga é de R$ 410 e deve ser paga ainda nesta segunda.

Este também é o último dia para enviar a documentação exigida por meio doSistema Revalida.

A avaliação é exigida para revalidar diplomas de medicina expedidos por universidades estrangeiras e permitir que os profissionais possam atuar no Brasil.

São duas etapas (teórica e prática) que abordam, de forma interdisciplinar, cinco grandes áreas de conhecimento:

  • clínica médica,
  • cirurgia,
  • ginecologia e obstetrícia,
  • pediatria
  • e medicina da família e comunidade (saúde coletiva).

A primeira fase será aplicada em 7 de agosto, em oito capitais: Brasília, Campo Grande, Curitiba, Porto Alegre, Recife, Rio Branco, Salvador e São Paulo. No momento da inscrição, o participante deverá indicar a cidade onde deseja fazer a prova.

O que é o Revalida

A prova faz parte do processo de revalidação de diplomas de medicina expedidos por universidades estrangeiras. Se for aprovado nas duas fases, o candidato passa a poder exercer a profissão no Brasil.

Para participar, é necessário:

  • ser brasileiro(a) ou estrangeiro(a) em situação legal de residência no Brasil;
  • enviar imagens do diploma (frente e verso), como solicitado pelo sistema de inscrição;
  • ter registro no Cadastro de Pessoas Físicas (CPF) emitido pela Receita Federal do Brasil;
  • ser portador de diploma médico expedido por instituição de ensino superior estrangeira, reconhecida no país de origem pelo seu ministério da educação ou órgão equivalente, autenticado pela autoridade consular brasileira ou pelo processo de Apostilamento de Haia, regulamentado pela Convenção de Apostila da Haia, tratado internacional promulgado pelo Brasil por intermédio do Decreto nº 8.660, de 29 de janeiro de 2016.

Calendário do Revalida

  • Inscrição: 21 a 27/06/2022
  • Pagamento da taxa de inscrição: 21 a 27/06/2022
  • Solicitação de atendimento especializado e tratamento por nome social: 21 a 27/06/2022
  • Resultado da solicitação de atendimento especializado: 05/07/2022
  • Envio do diploma: 21 a 27/06/2022
  • Resultado da análise do diploma: 05/07/2022
  • Recurso para pedidos negados: 05 a 11/07/2022
  • Resultado do recurso: 15/07/2022
  • 1ª etapa da aplicação da prova: 07/08/2022
  • Divulgação das versões preliminares do gabarito: 10/08/2022
  • Divulgação versões definitivas definitivos: 13/09/2022
  • Resultado definitivo (P2) e resultado final da 1ª etapa: 07/10/2022

Deixe aqui sua Mensagem




1 - Os campos marcados com asterico (*) são de preenchimento obrigatório.
2 - Dados pessoais como email e telefone não serão divulgados.

  

Golpe: motoristas abastecem o carro e fogem do posto sem pagar

Fantástico mostra casos que aconteceram em Minas Gerais, Goiás, Manaus e São Paulo. Condutor filmado por uma frentista acabou sendo preso depois de causar acidentes ao fugir da polícia.

Por Fantástico

Fantástico conta uma história com uma cena comum em qualquer cidade brasileira, mas com um desfecho surpreendente: um motorista vai abastecer o carro, só que na hora de acertar a conta… Acelera e foge sem pagar.

Em um posto em Minas Gerais, um motorista conversa com o frentista. Parece um cliente como outro qualquer e chega a colocar o braço para fora quando o funcionário fecha o tanque, mas nada de dinheiro.

Em Manaus, os postos entraram em alerta. A frentista Railma gravou com o celular o HB20 branco usado para o golpe. O vídeo ajudou, porque fez com que ela e uma colega frentista não herdassem o prejuízo.

O motorista filmado por Railma já tinha sido flagrado outras vezes. Até que um dia não conseguiu fugir. Em um sábado, por volta das 10h, o carro vinha em alta velocidade numa avenida, e a perseguição acabou quando ele bateu em outro veículo, atingiu também um motociclista, perdeu o controle, subiu na calçada arrebentando uma barreira e entrou no muro de uma casa.

O motorista ficou um mês preso e atualmente responde em liberdade. No mesmo dia, outro carro também tentava escapar da polícia. Só que em Fortaleza, e com o mesmo esquema. O motorista tinha abastecido R$ 360 em gasolina. O carro fugiu na contramão e avançou sinal… Até o suspeito ser parado e preso.

Em Taubaté, no interior de São Paulo, um carro fugiu pelas ruas depois de abastecer em três postos na mesma tarde, sem gastar um real.

“O condutor do veículo junto com o passageiro dianteiro, eles realmente afirmaram que estavam ali fazendo uma brincadeira, que eles tinham realmente dinheiro para pagar e queriam pregar uma peça no posto. Simplesmente, uma brincadeira de mau gosto. E essa brincadeira de mau gosto, contudo, ela é crime”, contou Marcelo Augusto Bocado Paes, delegado da Polícia Civil.

O primeiro posto que levou o golpe avisou a polícia. A Guarda Municipal começou a acompanhar o veículo pelas câmeras de segurança. Até que conseguiu parar o carro. O motorista e o carona foram responsabilizados pelo delito de furto, qualificado mediante a fraude, e vão responder por uma pena de dois a oito anos.

Em Goiás, a família de um golpista ficou sabendo numa reportagem pela TV.

“A mãe retornou ao posto e falou ‘esse é meu filho. Eu não criei filho para fazer isso, e ele está aqui para pedir desculpa e pagar o que deve’”, disse o dono do posto, Leandro Misael dos Santos.

A mesma coisa fez o pai do motorista que cometeu o delito em Minas Gerais.

Deixe aqui sua Mensagem




1 - Os campos marcados com asterico (*) são de preenchimento obrigatório.
2 - Dados pessoais como email e telefone não serão divulgados.

  

Datafolha: 63% dos brasileiros afirmam não ganhar o suficiente e ter problemas financeiros

A mesma parcela acredita que a inflação vai aumentar daqui para a frente. Pesquisa ouviu 2.556 brasileiros em 181 cidades.

Por g1

Pesquisa Datafolha divulgada pelo jornal “Folha de S.Paulo” neste domingo (25) aponta que 63% dos brasileiros afirmam não ganhar o necessário e ter problemas financeiros em casa.

Desse total, 37% declaram que o orçamento familiar não é suficiente e que, às vezes, chega a faltar. Já uma parcela de 26% diz que ganha muito pouco.

Datafolha ouviu 2.556 brasileiros em 181 cidades na quarta-feira (22) e quinta (23). A margem de erro da pesquisa é de dois pontos para mais ou menos.

Segundo a publicação, a pesquisa divulgada neste domingo mostra uma reversão de tendência.

A parcela de brasileiros que declarava ter limitações financeiras vinha recuando desde o seu pico, alcançado em julho de 2016, quando 67% responderam ter problemas com o orçamento. Há um ano, essa parcela havia retraído para 55%.

Veja o resultado:

Você diria que o dinheiro que você e sua família ganham:

  • Não é suficiente, às vezes falta: 37%
  • É exatamente o que precisam para viver: 32%
  • É muito pouco, trazendo muitas dificuldades: 26%
  • Mais do que suficiente: 5%

Daqui pra frente a inflação vai aumentar, vai diminuir ou vai ficar como está?

  • Aumentar: 63%
  • Ficar como está: 19%
  • Diminuir: 13%

Daqui pra frente o desemprego vai aumentar, vai diminuir ou vai ficar como está?

  • Aumentar: 45%
  • Ficar como está: 27%
  • Diminuir: 23%

E o poder de compra dos salários vai aumentar, diminuir ou ficar como está?

  • Diminuir: 34%
  • Ficar como está: 33%
  • Aumentar: 29%

Situação econômica do país – nos últimos meses, como evoluiu?

  • Piorou: 67%
  • Ficou como estava: 17%
  • Melhorou: 15%
  • Não sabe: 1%

Situação econômica do entrevistado – nos últimos meses, como evoluiu?

  • Piorou: 47%
  • Ficou como estava: 32%
  • Melhorou: 20%
  • Não sabe: 0

Nos próximos meses, a situação econômica do país vai melhorar, vai piorar ou vai ficar como está?

  • Piorar: 34%
  • Melhorar: 33%
  • Ficar como está: 29%

Nos próximos meses, a sua situação econômica vai melhorar, vai piorar ou vai ficar como está?

  • Piorar: 34%
  • Melhorar: 33%
  • Ficar como está: 29%

Deixe aqui sua Mensagem




1 - Os campos marcados com asterico (*) são de preenchimento obrigatório.
2 - Dados pessoais como email e telefone não serão divulgados.

  

Mais de 35,7 mil crianças e adolescentes até 13 anos foram estuprados no Brasil em 2021, diz levantamento

Segundo a pesquisa, esse número representa mais da metade dos casos de estupro registrados no Brasil em 2021. Fantástico antecipa levantamento inédito do Fórum Brasileiro de Segurança Pública, feito a pedido do Instituto Liberta.

Por Fantástico

Levantamento: mais de 35,7 mil crianças de 0 a 13 anos foram estuprados no Brasil em 2021

Um levantamento inédito do Fórum Brasileiro de Segurança Pública, feito a pedido do Instituto Liberta, e que o Fantástico antecipou mostra que: pelo menos 35.735 crianças e adolescentes de zero a 13 anos foram estuprados no Brasil no ano passado.

Segundo a pesquisa, esse número representa mais da metade dos casos de estupro registrados no Brasil em 2021.

Na grande maioria, as vítimas tinham algum tipo de vínculo com o autor:

  • 40% dos crimes foram cometidos por pais ou padrastos;
  • 37% por primos, irmãos ou tios;
  • e quase 9% por avós.

85,5% das crianças e adolescentes vítimas de estupro de vulnerável foram meninas; 14,5% meninos.

“Se a gente lembra do fato de que são mais de quatro meninas de menos de 13 anos estupradas por hora, que o Brasil por ano tem mais de 21.600 meninas que ficam grávidas antes dos 14 anos de idade, a gente vai ter certeza de que este não foi o único caso que aconteceu e precisamos falar disto”, destaca Luciana Temer, presidente do Instituto Liberta.

Deixe aqui sua Mensagem




1 - Os campos marcados com asterico (*) são de preenchimento obrigatório.
2 - Dados pessoais como email e telefone não serão divulgados.

  

Governo de SP anuncia redução do ICMS e preço médio do combustível deve ficar abaixo de R$ 6,50

Decisão segue lei federal sancionada pelo presidente Jair Bolsonaro. Rodrigo Garcia disse que estado perderá mais de R$ 4 bilhões por ano com arrecadação.

Por g1 SP

O governador de São Paulo, Rodrigo Garcia (PSDB), anunciou nesta segunda-feira (27) que o Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) da gasolina irá cair de 25% para 18%. A decisão segue o que determina a lei federal sancionada na semana passada pelo presidente Jair Bolsonaro.

“Se hoje temos uma gasolina num preço médio de R$ 6,97, teremos um preço médio abaixo de 6,50 com essa decisão”, disse Garcia.

São Paulo é o primeiro estado do país a se enquadrar na nova lei. O ICMS é um imposto estadual, compõe o preço da maioria dos produtos vendidos no país e é responsável pela maior parte dos tributos arrecadados pelos estados.

A nova regra recebeu críticas de estados e municípios pela perda de arrecadação. Em São Paulo, segundo o secretário da Fazenda, Felipe Salto, a perda estimada é de R$ 4,4 bilhões ao ano.

“Nós temos uma política de preços que é da Petrobras, que é nacional, portanto o governo de São Paulo aplica essa redução nas alíquotas, comprometendo investimentos na saúde, educação e outras áreas”, disse o governador.

A arrecadação do ICMS possui um orçamento vinculado a ele, com porcentagens definidas, como 30% para a educação e 12% para a saúde. “Então, quando você reduz a arrecadação de ICMS, você tira R$ 1,2 bilhão da educação, cerca de R$ 600 milhões da saúde e assim sucessivamente”, afirmou Garcia.

O governador disse ainda que com essa redução espera que a Petrobras e o governo federal evitem aumentar os preços da gasolina no país de forma recorrente como tem sido.

“O ICMS não é e nunca foi o vilão do preço de combustível nesse país”, disse Garcia.

Preço na bomba

Apesar da redução, cabe aos postos de gasolina a decisão de repassar a diminuição do valor para as bombas de gasolina.

“Vivemos num país capitalista, liberal, sem controle de preços. O que o Procon pode e vai fazer é a divulgação dos preços médios para identificar os postos que estão repassando a redução do ICMS na ponta e os que não estão repassando. Mas não pode multar, fazer nada além dessa divulgação”, disse o governador.

Deixe aqui sua Mensagem




1 - Os campos marcados com asterico (*) são de preenchimento obrigatório.
2 - Dados pessoais como email e telefone não serão divulgados.

  

Ministério da Saúde confirma três casos em SP de transmissão local de varíola dos macacos

São três pacientes homens, moradores da capital paulista, com idades entre 24 e 37 anos, sem histórico de viagem para países com casos confirmados.

Por g1 SP — São Paulo

Feridas em braço do primeiro caso confirmado de varíola dos macacos no Brasil  — Foto: Arquivo pessoal

Feridas em braço do primeiro caso confirmado de varíola dos macacos no Brasil — Foto: Arquivo pessoal

O Ministério da Saúde confirmou nesta quinta-feira (23) três casos autóctones (de transmissão local) de varíola dos macacos (monkeypox) no estado de São Paulo. São três pacientes homens, moradores da capital paulista, com idades entre 24 e 37 anos, sem histórico de viagem para países com casos confirmados.

Os casos ainda estão em investigação para a busca de vínculos de transmissão.

Os pacientes estão isolados, com quadro clínico estável, sem complicações e sendo monitorados pelas Secretarias da Saúde do estado e do município.

Até o momento, o Brasil registra 14 casos confirmados para monkeypox, sendo dez em São Paulo, dois no Rio Grande do Sul e dois no Rio de Janeiro. Onze são importados, com histórico de viagem para Europa, e três são autóctones.

“O Ministério da Saúde, por meio da Sala de Situação e do CIEVS Nacional, segue em articulação direta com o estado de São Paulo para monitoramento dos casos e rastreamento dos contatos. A pasta orienta que casos suspeitos sejam notificados imediatamente”, diz nota.

Mundo

OMS disse que a varíola dos macacos traz um “risco moderado” para a saúde pública mundial depois que casos foram relatados em países onde a doença não é endêmica.

“O risco para a saúde pública pode se tornar alto se esse vírus se estabelecer como um patógeno humano e se espalhar para grupos mais propensos a risco de doenças graves, como crianças pequenas e pessoas imunossuprimidas”, disse a OMS.

A organização diz que não há recomendação de uso de vacina da varíola para casos de varíola dos macacos.

Sintomas e transmissão

Os sintomas iniciais da varíola dos macacos costumam ser febre, dor de cabeça, dores musculares, dor nas costas, gânglios (linfonodos) inchados, calafrios e exaustão.

“Depois do período de incubação [tempo entre a infecção e o início dos sintomas], o indivíduo começa com uma manifestação inespecífica, com sintomas que observamos em outras viroses: febre, mal-estar, cansaço, perda de apetite, prostração”, explica Giliane Trindade, virologista e pesquisadora do Departamento de Microbiologia da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG).

Dentro de 1 a 3 dias (às vezes mais) após o aparecimento da febre, o paciente desenvolve uma erupção cutânea, geralmente começando no rosto e se espalhando para outras partes do corpo.

“O que é um diferencial indicativo: o desenvolvimento de lesões – lesões na cavidade oral e na pele. Elas começam a se manifestar primeiro na face e vão se disseminando pro tronco, tórax, palma da mão, sola dos pés”, completa Trindade, que é consultora do grupo criado pelo Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovações para acompanhar os casos de varíola dos macacos.

Deixe aqui sua Mensagem




1 - Os campos marcados com asterico (*) são de preenchimento obrigatório.
2 - Dados pessoais como email e telefone não serão divulgados.

  

Mulher celebra última quimioterapia com mensagem em carro pelas ruas de Fortaleza: ‘comemore comigo

Nivia Rocha fez 16 sessões de tratamento contra um câncer de mama. Nesta quinta, carros e motocicletas buzinaram em homenagem a ela.

Por Samuel Pinusa, g1 CE

Família põe mensagens em carro para comemorar última quimioterapia da mãe, em Fortaleza.

As buzinas de carros e motocicletas, normalmente utilizadas para a comunicação de trânsito, passaram uma mensagem diferente nesta quinta-feira (23), em Fortaleza: a comemoração de um momento simbólico. A autônoma Nivia Rocha percorreu ruas da cidade celebrando a realização da última quimioterapia que ela precisou passar. Mensagens escritas nos vidros do veículo pediam algo simples: “buzine para mim” e “comemore comigo”.

A família de Nivia, que tem três filhos e um esposo, ajudou nos preparativos da ação, pintando os vidros e filmando os condutores que buzinavam para ela . Nivia trata um câncer de mama que ela descobriu no fim de 2020. A moradora de Fortaleza precisou passar por 16 sessões de quimioterapia.

“A minha intenção foi passar para as pessoas a alegria que eu estava sentindo naquele momento, que é possível vencer”, explicou a autônoma.

Ela disse, inclusive, que o apoio da família, como filhos, esposo, mãe e irmãos, foi um dos pilares fundamentais para contribuir na recuperação. E com as mensagens no carro, ela pôde sentir também a emoção de pessoas que nem a conhecem.

Nivia levou doces para agradecer a equipe médica que cuidou dela durante a quimioterapia, em Fortaleza. — Foto: Arquivo pessoal

Nivia levou doces para agradecer a equipe médica que cuidou dela durante a quimioterapia, em Fortaleza. — Foto: Arquivo pessoal

“A recepção nas ruas foi a coisa mais linda. Eu não tinha dimensão que seria uma alegria tão grande. Às vezes, não tinha um carro para buzinar, mas a gente parava perto de uma parada de ônibus e todo mundo começava a bater palma”, agradeceu a autônoma.

A comemoração foi ainda mais especial para Nivia e a família porque ela disse que passou por diversos problemas durante o tratamento — que ela sabe ainda não ter encerrado. “Eu tive muitas intercorrências. Foi um tratamento bem doloroso, bem difícil. Tive de interromper algumas vezes por causa de algumas doenças que eu tive, fiz uma nova cirurgia. Mas hoje eu comemorei o fim de um ciclo”, declarou a autônoma.

Reforço à prevenção

Nivia disse que, no fim de 2019, fez uma consulta que detectou um nódulo benigno, mas o médico pediu que ela ficasse acompanhando o caso. Contudo, com a pandemia de Covid-19, ela não conseguiu prosseguir com as consultas.

Nivia Rocha fez 16 sessões de quimioterapia para tratar câncer de mama, em Fortaleza. — Foto: Arquivo pessoal

Nivia Rocha fez 16 sessões de quimioterapia para tratar câncer de mama, em Fortaleza. — Foto: Arquivo pessoal

Já no fim de 2020, ela começou a sentir dores no peito, mas custou a acreditar que poderia ser algo grave. “Eu não queria acreditar, mas meu esposo marcou [uma consulta] e me levou ao médico. Lá, eu infelizmente tive o diagnóstico. Foi muito difícil. É um processo muito complicado se ver naquela situação e passar tudo que estou passando”, revelou a autônoma. Apesar da negação inicial, Nívia hoje reforça a importância por um diagnóstico breve.

“A prevenção é o caminho. Se alguém previne, não vai precisar passar por tanta luta como eu e muitas mulheres passaram”, declarou Nivia.

Ela disse que, inclusive, decidiu fazer os exames em 2019 porque a sogra dela também teve câncer de mama, mas conseguiu tratar com radioterapia e cirurgia. Foi o caso com a sogra que acendeu o alerta em Nivia, porque ela ajudou a cuidar da sogra em recuperação.

Deixe aqui sua Mensagem




1 - Os campos marcados com asterico (*) são de preenchimento obrigatório.
2 - Dados pessoais como email e telefone não serão divulgados.

  

Menina de 11 anos que foi estuprada em SC consegue fazer aborto, diz MPF

Hospital havia recebido recomendação do MPF um dia antes para realizar o procedimento.

Por Caroline Borges e Clarissa Batisttela, g1 SC

O Ministério Público Federal (MPF) informou, no começo da tarde desta quinta-feira (23), que o procedimento de interrupção de gestação foi realizado na menina de 11 anos impedida de fazer aborto após estupro em Santa Catarina. De acordo com a assessoria de imprensa do órgão, o aborto ocorreu na quarta-feira (22).

Em nota, o hospital informou que não dá informações sobre os pacientes, em respeito à privacidade, e porque o caso está em segredo de Justiça. A advogada da família também não quis se pronunciar.

Este mesmo hospital havia recebido recomendação do MPF para realizar o procedimento nos casos autorizados por lei, independentemente de autorização judicial, idade gestacional ou tamanho do feto.

Em comunicado, o MPF informou que o hospital “comunicou à Procuradoria da República, no prazo estabelecido, que foi procurado pela paciente e sua representante legal e adotou as providências para a interrupção da gestação da menor”.

ENTENDA

A menina descobriu a gestação quando tinha 22 semanas, foi impedida de realizar o procedimento e levada a um abrigo (leia mais abaixo). O caso ganhou repercussão na segunda-feira (20), após uma reportagem do Portal Catarinas e The Intercept.

Íntegra da nota

“O Ministério Público Federal (MPF) em Florianópolis, considerando a grande repercussão do caso envolvendo menor vítima de estupro e que teve a interrupção legal da gestação negada pelo serviço de saúde, vem informar o acatamento parcial da Recomendação expedida nesta quarta (22) ao hospital (o nome do hospital foi preservado por segurança da criança).

O Hospital comunicou à Procuradoria da República, no prazo estabelecido, que foi procurado pela paciente e sua representante legal e adotou as providências para a interrupção da gestação da menor.

Em relação aos demais termos da Recomendação, serão avaliadas oportunamente quais as providências as serem adotadas pela Procuradoria da República titular do 7º Ofício da Cidadania.

O Ministério Público Federal lamenta a triste situação ocorrida e reafirma seu compromisso em zelar pelo efetivo respeito aos direitos fundamentais consagrados na Constituição Federal.”

No hospital para onde ela foi levada em Florianópolis, a interrupção é realizada quando a gravidez está em até 20 semanas, apesar da legislação não estipular prazos ou solicitar autorização judicial para o procedimento.

Quem é Joana Ribeiro, a juíza que impediu o aborto legal de menina estuprada

Segundo a lei, o aborto é permitido nos casos em que a gravidez é decorre de estupro ou quando há risco à vida da gestante. Em um terceiro caso, quando há um diagnóstico de anencefalia do feto, o aborto é permitido desde 2012, segundo decisão do Supremo Tribunal Federal (STF).

Desde um despacho da juíza, a criança estava sendo mantida em um abrigo para evitar que fizesse um aborto autorizado. Somente na terça, a menina foi liberada para sair do abrigo e voltar à casa da mãe. Depois disso, a defesa da família da menina entrou com um habeas corpus no Tribunal de Justiça de Santa Catarina (TJSC) para realizar o procedimento de interrupção da gravidez.

‘O CNJ ficou entre o indignado e o surpreso’, diz membro do Conselho Nacional de Justiça sobre decisão de juíza que impediu aborto em menina

Investigações

A conduta da promotora e da juíza que atuam no caso estão sendo investigadas. Na segunda-feira (21), a Conselho Nacional de Justiça (CNJ) informou que está apurando a conduta da juíza Joana Ribeiro.

Juíza de SC impede aborto de criança, de 11 anos, vítima de estupro

Já o Conselho Nacional do Ministério Público (CNMP) instaurou um procedimento para apurar a conduta da promotora de Justiça Mirela Dutra Alberton no caso da menina de 11 que foi estuprada e ficou grávida em Santa Catarina.

Deixe aqui sua Mensagem




1 - Os campos marcados com asterico (*) são de preenchimento obrigatório.
2 - Dados pessoais como email e telefone não serão divulgados.

  

Governador Romeu Zema se reúne com forças de segurança para discutir ataque a banco em Itajubá, MG

Cinco pessoas ficaram feridas, entre elas quatro policiais militares, durante a ação dos criminosos na noite de quarta-feira (22); uma pessoa foi presa.

Por g1 Sul de Minas — Itajubá, MG

O governador de Minas Gerais, Romeu Zema (Novo), deverá se reunir nesta sexta-feira (23) com comandantes das Forças de Segurança do Sul de Minas para discutir ações de prevenção e combate à criminalidade nos municípios da região. Conforme as informações do governo, entre os temas abordados, está o assalto a uma agência da Caixa Econômica Federal em Itajubá (MG) na noite desta quarta-feira (23).

Uma pessoa foi presa e cinco ficaram feridas, entre elas quatro policiais militares. As forças de segurança fazem cerco na região para tentar prender os demais integrantes do banco. A suspeita é de que pelo menos 12 pessoas participaram do assalto.

Além da pessoa presa, seis veículos que foram utilizados no assalto foram encontrados abandonados, alguns com manchas de sangue. A suspeita é de que os criminosos estejam escondidos em propriedades rurais da região.

O ataque

Quatro PMs e um morador ficaram feridos durante ação de criminosos armados na noite de quarta-feira (22) em Itajubá, no Sul de Minas. Os assaltantes atacaram uma agência da Caixa Econômica Federal no centro da cidade e trocaram tiros com a polícia. A Polícia Militar (PM) confirmou que o cofre de penhor da agência foi atacado, mas não há informações se algo foi levado.

As policias Militar e Civil de Minas Gerais atuam em conjunto nesta quinta (23) na busca pelos suspeitos de envolvimento na tentativa de roubo. A PM informou que, após a ação em Itajubá, os criminosos se dividiram em dois comboios, um em sentido a Pouso Alegre e outro em direção a São Lourenço, por Maria da Fé. Os assaltantes deixaram quatro bombas dentro da agência bancária, segundo a Guarda Municipal de Itajubá. Até a última atualização desta reportagem, às 15h30, os explosivos seguiam no prédio, dois no 1º andar e outros dois no segundo piso.

Em nota oficial divulgada durante a madrugada (veja ao final da reportagem), a Prefeitura de Itajubá pediu que a população se mantivesse calma e em local seguro, evitando circular pela cidade.

Em entrevista à EPTV, a porta-voz da PM, major Layla Brunnela, disse que dois policiais foram baleados durante a ação dos assaltantes – um no ombro e outro no braço. Ela também afirmou que a corporação apura denúncia que um dos suspeitos foi baleado e estaria escondido na zona rural da cidade.

Sete veículos utilizados no assalto foram apreendidos pela PM. Três deles foram encontrados em Cachoeira de Minas, segundo a major. Um carro foi abandonado em uma estrada de terra em Extrema. Outro veículo também foi localizado em Itajubá.

Um outro carro foi encontrado com manchas de sangue abandonado bairro do Banhado, em Brazópolis. Dentro dele havia material explosivo, celulares, carregadores, combustível e sinais de várias perfurações de balas. Neste lugar teria acontecido um tiroteio entre policiais e criminosos e a prisão de um suspeito.

Na BR-459, também foram apreendidos diversos miguelitos, um tipo de prego que foram jogados na rodovia para tentar evitar que carros e viaturas da polícia passassem pelo local.

Na manhã desta quinta-feira, a PM havia informado que mais três suspeitos tinham sido presos; no entanto, segue preso apenas um suspeito, localizado pela polícia ainda de madrugada. A PM informou que apura uma denúncia de que há um suspeito sangrando na zona rural de Brazópolis.

A Prefeitura de Itajubá e a PM informaram que um morador que passava pelo local no momento do ataque foi baleado na perna esquerda e precisou ser socorrido para um hospital da cidade.

Inicialmente, a Polícia Militar havia informado que a ação tinha deixado sete pessoas feridas – dois moradores e cinco policiais; mais tarde, atualizou o dado: há quatro policiais e um morador ferido.

A assessoria de imprensa da Universidade Federal de Itajubá (Unifei) informou que o morador ferido é um estudante da instituição, que foi atingido dentro de seu carro. A universidade também informou que ele já foi liberado do hospital e que será levado para São José dos Campos (SP), onde vive sua família.

Assaltantes armados atacam agência da Caixa Econômica Federal no Centro de Itajubá, MG — Foto: Reprodução Redes Sociais

Assaltantes armados atacam agência da Caixa Econômica Federal no Centro de Itajubá, MG — Foto: Reprodução Redes Sociais

Tiroteio durante a noite

Nas redes sociais, moradores publicaram vídeos que mostram homens armados e barulhos de intenso tiroteio pela cidade. Em outros vídeos, aparecem o que seriam reféns.

Antes do ataque à agência bancária, os criminosos assaltaram uma motorista de aplicativo e levaram o carro dela para área próxima a um quartel da PM na cidade, segundo informações da Guarda Municipal de Itajubá. Em seguida, o grupo se dividiu: parte atacou e fuzilou o quartel com tiros de fuzil e incendiou carros para dificultar a ação dos policiais, enquanto os demais invadiam o banco.

Assaltantes atacam agência bancária em Itajubá (MG) — Foto: Arte/g1

Assaltantes atacam agência bancária em Itajubá (MG) — Foto: Arte/g1

Segundo as primeiras informações, os criminosos não teriam conseguido abrir o cofre da agência. Em nota, a Caixa Econômica Federal afirma que “informações sobre eventos criminosos em suas unidades são repassadas exclusivamente às autoridades policiais, e ratifica que coopera integralmente com as investigações dos órgãos competentes”.

De acordo com o tenente-coronel Flávio Santiago, da assessoria de imprensa da PM de Minas Gerais, depois que os criminosos fugiram de Itajubá foi registrado um tiroteio na região de Brazópolis e Paraisópolis, também no sul do estado; um suspeito foi preso no local.

Segundo a PM, a prisão do suspeito deve ajudar nas investigações e também para que os outros assaltantes sejam localizados e capturados — a suspeita é que ao menos 12 pessoas participaram da ação em Itajubá.

Inicialmente, foi informado que outro tiroteio havia ocorrido em SP, mas a PM mineira atualizou a informação e afirmou que não houve troca de tiros do lado paulista da divisa. Segundo a PM de São Bento do Sapucaí (SP) , os criminosos atearam fogo em um veículo na área da cidade, que faz divisa com Brazópolis, para impedir a passagem dos policiais paulistas. Ninguém ficou ferido.

Morador registra sequência de tiros durante assalto à agência da Caixa

Buscas pelos suspeitos

Segundo a Polícia Militar, a suspeita é que 12 pessoas tenham participado da ação em Itajubá. A Polícia Militar informou que concentra as buscas em Itajubá e outros municípios da área em busca dos suspeitos, com apoio de militares de outras regiões, além da Polícia Rodoviária Federal e a Polícia Militar de São Paulo.

Ainda de acordo com a PM, os militares estão também fazendo buscas por propriedades rurais da região, pois há a possibilidade dos crimininosos estarem escondidos nelas.

Intenso troteio é registrado durante assalto à agência da caixa em Itajubá

“Eles conhecem muito bem a região e acreditamos que a grande possibilidade de prisão desses infratores e continuamos nas operações (…). Nossos policiais estão preparados, foram muito treinamentos. Nós acreditamos que, com esse cerco, nós conseguimos êxito ao longo da manhã e do dia”, afirmou o tenente-coronel Santiago.

A Pm informou que estão sendo utilizados drones durante as buscas pelos criminosos, além de aeronaves e força terrestre

Nota da Prefeitura de Itajubá:

Prefeitura de Itajubá confirma que uma pessoa ficou ferida em ataque a banco — Foto: Reprodução

Prefeitura de Itajubá confirma que uma pessoa ficou ferida em ataque a banco — Foto: Reprodução

Deixe aqui sua Mensagem




1 - Os campos marcados com asterico (*) são de preenchimento obrigatório.
2 - Dados pessoais como email e telefone não serão divulgados.

  

Adolescente que teve rosto queimado após explosão com ‘minilareira’ em SC tem alta e precisa ficar 2 anos sem tomar sol

Jovem precisará usar protetor solar até dentro de casa, segundo ele. Acidente ocorreu em Joinville no final de maio e garota ficou 24 dias na UTI.

Por Joana Caldas e Sabrina Quariniri, g1 SC e NSC

adolescente de 17 anos que teve uma das mãos, o rosto e o cabelo queimados após um acidente envolvendo uma minilareira em um bar de Joinville, no Norte catarinense, teve alta do hospital após 24 dias de internação em Unidade de Terapia Intensiva (UTI). O pai dela, Adelcio José Iarovski Lele, afirmou que a família fez uma festa surpresa para ela e que a jovem precisará ficar dois anos sem pegar sol. A Polícia Civil investiga o caso.

No dia do acidente, a adolescente estava no estabelecimento com mais duas amigas, por volta das 18h de 29 de maio, quando a minilareira (imagem acima), que ficava em cima da mesa, aparentemente se apagou onde elas estavam.

Segundo o pai da jovem, um funcionário se aproximou com um galão de álcool e tentou reabastecer a vela com o líquido inflamável. Ao despejar o produto, o fogo atingiu o galão e explodiu próximo à adolescente. As chamas começaram pelas mãos, alastraram-se para o cabelo e atingiram a cabeça da vítima.

Adolescentes que sofreu queimaduras em bar de Joinville deixa UTI

Questionada pelo g1 SC, a administração do bar disse que o estabelecimento possui oito extintores de incêndio, com a validade em dia e que tomou todas as medidas necessárias (veja a nota abaixo).

A Polícia Civil investiga o caso como lesão corporal culposa, quando não há intenção de se cometer o delito.

Lesões

De acordo com familiares, a adolescente sofreu queimaduras de terceiro e segundo graus no rosto, pescoço e em uma das mãos. O fogo também atingiu as vias aéreas da jovem, que passou por um período de entubação. Ela estava internada no Hospital São José em Joinville.

O pai contou que a alta da garota do hospital foi muito comemorada pela família.

“Dia de alegria pra nós. Fizemos até uma festa surpresa pra ela, quando chegou em casa, estava toda a família reunida para dar as boas-vindas. Estamos muito felizes”, declarou o pai.

A adolescente respira sem a ajuda de aparelhos desde 13 de junho, conforme Adelcio. Porém, a filha ainda tem dificuldades para falar e andar e, por isso, precisará passar por sessões de fisioterapia e outros acompanhamentos médicos.

Ainda de acordo com o pai, a adolescente teve uma sequela de queimadura de segundo grau no queixo e cicatrizes no rosto e pescoço. As partes do corpo que o fogo atingiu estão cicatrizando e a tonalidade da pele ficará diferente. Dessa forma, a filha precisará de tratamentos estéticos nos próximos meses.

“Ela também vai ficar dois anos sem poder pegar sol e precisa usar protetor solar até dentro de casa, porque a luz também pode agredir a pele”, contou o pai.

Bar garante ter tomado medidas

Em nota, o Unalome Skate Bar garantiu que tomou “todas as medidas de segurança cabíveis” para prestar imediato atendimento à cliente atingida. Eles afirmaram que acionaram a empresa privada de saúde que atende o local para prestar os primeiros socorros à jovem e levá-la ao hospital.

O texto ainda cita que o estabelecimento colocou uma médica à disposição da família, que esteve no Hospital São José e trocou informações com os profissionais da unidade pública de saúde.

Deixe aqui sua Mensagem




1 - Os campos marcados com asterico (*) são de preenchimento obrigatório.
2 - Dados pessoais como email e telefone não serão divulgados.