Governo do ES pede atuação do Exército em limpeza de cidades castigadas pela chuva

Por Roger Santana, G1 ES e TV Gazeta

A Defesa Civil do Espírito Santo pediu o envio de soldados do Exército para reforçar a ajuda aos moradores que sofrem com as fortes chuvas no estado. A tragédia matou sete pessoas e mais de 2,9 mil ainda estão fora de casa.

Em nota, a Secretaria Nacional de Proteção e Defesa Civil (Sedec), do Ministério do Desenvolvimento Regional (MDR), disse que o apoio será dado por meio de efetivo militar e caminhões do tipo basculantes e pipa. “A Sedec ativará imediatamente o protocolo interministerial de ações conjuntas para respostas a desastres e acionará o Ministério da Defesa para garantir o apoio necessário”, diz a nota.

Mais cedo, o governador Renato Casagrande solicitou a atuação de tropas do Exército na limpeza e reconstrução da cidade de Iconha, que foi castigada pela chuva na sexta-feira (17). Além do município, outras cidades afetadas pelo temporal, como Alfredo Chaves e Vargem Alta, também receberão ajuda. Nelas, ainda há localidades isoladas, sem comunicação e energia elétrica.

O governo do estado pediu decreto de estado de calamidade pública para quatro municípios do Espírito Santo, os mais prejudicados pela chuva: Iconha, Alfredo Chaves, Vargem Alta e Rio Novo do Sul. O pedido foi aceito pelo governo federal e entrou no Diário Oficial da União nesta quarta-feira (22).

Comunidades isoladas

Cinco dias após a chuva, o cenário das cidades mais atingidas ainda é de destruição e muita trabalho pela frente. Ruas, casas e lojas foram tomadas pela lama após a passagem de uma enxurrada.

Em Vargem Alta, 16 pontes caíram e comunidades estão sem acesso. Em Alfredo Chaves, cerca de 15 localidades continuavam isoladas.

Em Iconha, ainda há uma comunidade considerada isolada. No interior da cidade, o cenário é de devastação, com pontes improvisadas, muita lama e ruas e casas destruídas.

Pela manhã, bombeiros saíram com a missão de levar comida e medicamentos a essas localidades. Máquinas foram usadas para abrir caminho e, ainda no início do percurso, a equipe descobriu que parte da rodovia cedeu de madrugada. A solução foi descarregar as mercadorias e seguir a pé pela margem da pista.

As pontes que dão acesso à comunidade foram levadas pela enxurrada e a única forma de chegar até lá era atravessando um rio. Os bombeiros precisaram encontrar um ponto mais raso para fazer a travessia e levar as doações até os moradores. Os pacotes foram levados um a um até a outra margem.

Uma dona de casa viu quase tudo estragar na geladeira e comemorou quando os bombeiros chegaram com mantimentos. “Como que eu vou passar no rio e tudo aí para baixo como está? Não dá não para passar”, questionou.

Deixe aqui sua Mensagem




1 - Os campos marcados com asterico (*) são de preenchimento obrigatório.
2 - Dados pessoais como email e telefone não serão divulgados.

  

Nota de corte para medicina no 1º dia do Sisu vai de 717,97 a 928,13 na ampla concorrência

Por G1

Sisu 2020 oferece vagas em 81 cursos de medicina de 77 instituições diferentes pelo Brasil — Foto: Foto: Reprodução/Sisu

Sisu 2020 oferece vagas em 81 cursos de medicina de 77 instituições diferentes pelo Brasil — Foto: Foto: Reprodução/Sisu

Candidatos que buscam uma vaga em medicina na Universidade Federal do Maranhão (UFMA) – na modalidade ampla concorrência – enfrentam a nota de corte mais alta para o curso no país. De acordo com a primeira parcial do Sistema de Seleção Unificada (Sisu) divulgada na madrugada desta quarta-feira (22), seria preciso ter ao menos 928,13 pontos para ficar com uma das 25 vagas oferecidas aos futuros médicos.

O Sisu é o sistema do Ministério da Educação (MEC) que seleciona estudantes para vagas em universidades públicas com base nas notas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). A seleção começou na terça e vai até as 23h59 de domingo (26).

As notas são atualizadas pelo MEC em balanços parciais uma vez por dia. Com base nas notas de corte, os alunos avaliam se têm a pontuação suficiente e em qual posição ficam na concorrência por uma vaga.

A nota de corte mais baixa para medicina, na primeira parcial, era de 717,97 pontos na Universidade Estadual do Piauí (Uespi), segundo um levantamento feito pelo G1 com base nas informações divulgadas pelo Ministério da Educação no site do sistema.

Na edição 2020, 77 das 128 instituições participantes do Sisu 2020 oferecem cursos de medicina. Ao todo são 2.074 vagas em medicina na modalidade de ampla concorrência neste primeiro semestre.

Há ainda vagas em disputa na modalidade ações afirmativas, que incluem, por exemplos cotas raciais ou reserva de vagas para deficientes e outros públicos.

Bônus local na ampla concorrência

A UFMA tem o corte mais alto identificado pelo levantamento. De acordo com o site do Sisu, a instituição acrescenta um bônus de 20% na nota final para os candidatos que tenham cursado o último ano do ensino fundamental e o ensino médio completo em escolas públicas ou privadas do estado do Maranhão.

(Veja abaixo as notas de corte para medicina na 1ª parcial, que considera os dados incluídos pelos candidatos no sistema até 23h59 de terça-feira.)

As 20 maiores notas de corte em medicina no Sisu 2020

UFInstituiçãoCampusModalidadeNota de corte (à 0h 22/01)Vagas oferecidas
MAUFMA – UNIVERSIDADE FEDERAL DO MARANHÃOCIDADE UNIVERSITÁRIA (São Luís , MA)ampla concorrência928,1325
MAUFMA – UNIVERSIDADE FEDERAL DO MARANHÃOCENTRO DE CIÊNCIAS SOCIAIS, SAÚDE E TECNOLOGIA (Imperatriz , MA)ampla concorrência913,8520
MAUFMA – UNIVERSIDADE FEDERAL DO MARANHÃOCAMPUS DE PINHEIRO (Pinheiro , MA)ampla concorrência906,8925
APUNIFAP – UNIVERSIDADE FEDERAL DO AMAPÁCAMPUS MARCO ZERO – UNIFAP (Macapá , AP)ampla concorrência898,815
MGUEMG – UNIVERSIDADE DO ESTADO DE MINAS GERAISUNIDADE PASSOS (Passos , MG)ampla concorrência887,0410
RNUFRN – UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO NORTEESCOLA MULTICAMPI (Caicó, RN)ampla concorrência884,5620
ACUFAC – UNIVERSIDADE FEDERAL DO ACRECAMPUS UNIVERSITÁRIO (Rio Branco , AC)ampla concorrência845,1519
PEUFPE – UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCOCAMPUS DO AGRESTE CARUARU (Caruaru, PE)ampla concorrência842,9140
RNUERN – UNIVERSIDADE DO ESTADO DO RIO GRANDE DO NORTECAMPUS UNIVERSITÁRIO CENTRAL (Mossoró, RN)ampla concorrência837,7726
SPUSP – UNIVERSIDADE DE SÃO PAULOFACULDADE DE ODONTOLOGIA DE BAURU – FOB (Bauru, SP)ampla concorrência835,287
SPUSP – UNIVERSIDADE DE SÃO PAULOFACULDADE DE MEDICINA DA UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO – FM (São Paulo, SP)ampla concorrência819,1529
ALUFAL – UNIVERSIDADE FEDERAL DE ALAGOASCAMPUS ARAPIRACA – SEDE (Arapiraca , AL)ampla concorrência815,4330
RJUFRJ – UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO DE JANEIROCIDADE UNIVERSITÁRIA (Rio de Janeiro, RJ)ampla concorrência813,9550
SCUFSC – UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINACAMPUS UNIVERSITÁRIO REITOR JOÃO DAVID FERREIRA LIMA (Florianópolis, SC)ampla concorrência808,1815
MSUFMS – UNIVERSIDADE FEDERAL DE MATO GROSSO DO SULCÂMPUS DE TRÊS LAGOAS – CPTL II (Três Lagoas, MS)ampla concorrência807,412
RJUFRJ – UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO DE JANEIROCAMPUS UFRJ – MACAÉ (Macaé, RJ)ampla concorrência803,2215
MGUFOP – UNIVERSIDADE FEDERAL DE OURO PRETOCAMPUS MORRO DO CRUZEIRO (Ouro Preto , MG)ampla concorrência801,620
MSUEMS – UNIVERSIDADE ESTADUAL DE MATO GROSSO DO SULUNIDADE UNIVERSITÁRIA DE CAMPO GRANDE (Campo Grande, MS)ampla concorrência797,1833
MGUFMG – UNIVERSIDADE FEDERAL DE MINAS GERAISCAMPUS SAÚDE (Belo Horizonte , MG)ampla concorrência794,52160

Fonte: Levantamento do G1 com os dados do site do Sisu 2019

Sisu 2020: como se inscrever

  • As inscrições devem ser feitas na página do Sisu.
  • Podem participar os candidatos que fizeram o Enem em 2019 e não tiraram nota zero na prova de redação. Nesta edição, são 237.128 vagas em 128 instituições de todo o país.
  • Cada candidato poderá se inscrever em até duas vagas, especificando a ordem de preferência e o turno no qual pretende estudar.
  • Também é necessário definir a modalidade na qual o aluno se encaixa – ampla concorrência ou alguma relativa às ações afirmativas (com critérios raciais ou sociais).

Sisu em 9 pontos

  1. As inscrições vão de 21/1 a 26/1
  2. É possível escolher dois cursos (primeira e segunda opção)
  3. O sistema atualiza uma vez ao dia e muda a ordem dos inscritos conforme a nota do Enem
  4. A primeira atualização será divulgada a partir da 0h de 23/1
  5. Recomenda-se que o estudante entre no sistema uma vez ao dia para saber se a disputa pela vaga ainda é viável ou se prefere mudar de curso
  6. O resultado da chamada regular sai no dia 28/1
  7. Se for aprovado na segunda opção de curso, o candidato não será incluído na lista de espera da primeira opção
  8. O prazo para escolher participar da lista de espera é de 29/1 a 04/2
  9. A convocação da lista de espera será no dia 7/2 a 30/4

Cronograma do Sisu 2020

  • Abertura das inscrições: 21 de janeiro (terça-feira)
  • Fim das inscrições: 23h59 de 26 de janeiro (domingo)
  • Resultado: 28 de janeiro
  • Prazo para participar da lista de espera: 29/1 a 04/2
  • Convocação dos candidatos em lista de espera: 07/2 a 30/4

Deixe aqui sua Mensagem




1 - Os campos marcados com asterico (*) são de preenchimento obrigatório.
2 - Dados pessoais como email e telefone não serão divulgados.

  

Anvisa aprova proposta que simplifica importação de produtos à base de canabidiol

Por Carolina Cruz, G1

A diretoria da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) aprovou nesta quarta-feira (22) uma proposta para simplificar o procedimento para importação de produto à base de canabidiol para uso pessoal.

No começo de dezembro o órgão liberou a venda em farmácias de produtos à base de cannabis para uso medicinal no Brasil. Ainda no ano passado, a Anvisa rejeitou o cultivo de maconha para fins medicinais no Brasil. Com a decisão que veta o cultivo, fabricantes que desejarem entrar no mercado precisarão importar o extrato da planta.

A decisão desta quarta-feira tem foco nos pacientes que importam os medicamentos já disponíveis no mercado internacional. Até o terceiro trimestre de 2019, foram 6.267 solicitações de importação, contra 3.613 em 2018, segundo a Anvisa.

Nova resolução

A nova resolução vai começar a valer a partir da publicação no Diário Oficial da União (DOU), o que ainda não tem data prevista para ocorrer. Uma minuta da nova resolução foi divulgada na reunião da Diretoria Colegiada da Anvisa.

Veja abaixo as principais mudanças:

  • Fim da exigência do paciente informar a quantidade do medicamento a ser importado. O monitoramento passa a ser feito na alfândega.
  • Ampliação da validade de autorização de importação de um para dois anos.
  • Extinção da lista de produtos analisados pela Anvisa, para evitar “o favorecimento indevido de empresas e produtos”.
  • A importação pode ser realizada pelo responsável legal do paciente ou por procurador legalmente constituído.
  • Fim do envio postal de documentação; agora o pedido de autorização será feito exclusivamente pelo Portal Único do Cidadão.

Julgamento

O presidente-diretor da Diretoria Colegiada da Anvisa, Antonio Barra Torres, relator da proposta, ressaltou durante o voto que a espera para análise do pedido de autorização de importação é de 75 dias atualmente. O impacto prático da nova norma neste prazo, no entanto, não foi informado.

Ao justificar a aprovação da medida, Torres ressaltou que a simplificação do processo é necessária, pois “tratam de pedidos de pacientes em tratamento, em sua maioria, de doenças graves e em uso contínuo de produto”.

O posicionamento do relator foi acompanhado posteriormente pelos diretores Fernando Mendes e Alessandra Bastos.

Processo

Apesar da simplificação, todo o trâmite continua a exigir documentos e comprovação da necessidade efetiva do mediamento.

O passo básico é que o cadastramento [no Portal Único] exige a receita emitida por profissional legalmente habilitado, contendo obrigatoriamente o nome do paciente e do produto, posologia, data, assinatura e número do registro ou profissional prescritor.

Uma das possibilidades ainda previstas no processo é que a importação do produto poderá ser intermediada por entidade hospitalar ou unidade governamental ligada à área de saúde.

Laudo médico

A nova resolução retira a obrigatoriedade do laudo médico, que informaria, por exemplo, o detalhamento da doença só paciente. “A responsabilidade do profissional de saúde se patenteia no receituário. Temos a orientação dos conselhos ligados à ética médica [neste sentido]. [O laudo] era uma informação adicional e hoje torna-se apenas um documento que traz peso de dificuldade ao cidadão”, disse o presidente-diretor da Diretoria Colegiada da Anvisa, Antonio Barra Torres.

Deixe aqui sua Mensagem




1 - Os campos marcados com asterico (*) são de preenchimento obrigatório.
2 - Dados pessoais como email e telefone não serão divulgados.

  

Perícia aponta mau estado de conservação do camarote que desabou em Franca, SP

Por EPTV 1

Perícia aponta mau estado de conservação do camarote que desabou em Franca, SP

Perícia aponta mau estado de conservação do camarote que desabou em Franca, SP

Laudo do Instituto de Criminalística (IC) aponta que o desabamento do camarote que deixou 22 feridos durante evento com shows da dupla Jorge & Mateus e Dennis DJ, em Franca (SP), foi provocado pelo mau estado de conservação da estrutura e instalação incorreta dela.

O documento foi divulgado pela Polícia Civil nesta quarta-feira (22), destacando que os organizadores do evento e os responsáveis pela empresa que montou o camarote devem responder pelos crimes de lesão corporal culposa e perigo de vida ou saúde de outrem.

Um dos organizadores do evento, o empresário Marcelo Rossato afirmou que entrará em contato com a empresa responsável pelo camarote, mas reforço que a estrutura foi vistoriada e aprovada pelo Corpo de Bombeiros antes do evento.

Segundo o delegado Márcio Murari, o exame pericial comprovou que a oxidação da estrutura de ferro do camarote – e não a superlotação do local – provocou a queda na madrugada de 21 de dezembro do ano passado, no recinto montado no Distrito Industrial de Franca.

“O material utilizado para fixar esse camarote não estava em acordo com as determinações legais. Isso foi a principal motivação: o material já em estágio que não poderia ser mais utilizado. Se tivesse um material adequado, a lotação não teria causado o desabamento”, disse.

Foto mostra ferrugem na estrutura do camarote que desabou em Franca, SP — Foto: Polícia Civil/Divulgação

Foto mostra ferrugem na estrutura do camarote que desabou em Franca, SP — Foto: Polícia Civil/Divulgação

Foto mostra ferrugem na estrutura do camarote que desabou em Franca, SP — Foto: Polícia Civil/Divulgação

Foto mostra ferrugem na estrutura do camarote que desabou em Franca, SP — Foto: Polícia Civil/Divulgação

Os peritos constataram que um pino de travamento “sofreu ruptura” devido ao estado de conservação inadequada. Além disso, ficou comprovado que houve desnivelamento em razão da má fixação, por causa do solo encharcado pelas chuvas na época do evento.

“As estruturas do camarote não estavam em bom estado de conservação, verificando nelas estado avançado de oxidação (ferrugem) recoberto por tinta, mostrando que a mesma não recebeu o tratamento adequado para restituir suas características de resistência mecânica inicial. Esta ação objetiva ocultar da inspeção/fiscalização a degradação das peças estruturais”, diz trecho do laudo.

Ainda de acordo com a perícia do IC, o piso do camarote cedeu próximo ao bar, abrindo um vão de 7,5 metros por 6,9 metros – área aproximada de 51 metros quadrados. Os peritos também constataram que parte da estrutura foi fixada incorretamente com arames, e não com parafusos.

“Foi constatado que a estrutura estava com problemas como oxidação, ou seja, ferrugem. Em determinados pontos percebe-se claramente através das fotografias emitidas constantes nos laudos periciais, e também não houve uma compactação do solo”, completou Murari.

O caso está sob a responsabilidade da Delegacia de Investigações Gerais (DIG). O delegado disse que continua registrando o depoimento das vítimas, dos policiais militares e dos bombeiros que auxiliaram no socorro, logo após o desabamento.

Estrutura presa com arame no camarote que desabou em Franca, SP — Foto: Polícia Civil/Divulgação

Estrutura presa com arame no camarote que desabou em Franca, SP — Foto: Polícia Civil/Divulgação

Estrutura do camarote afundou no gramado encharcado pela chuva em Franca, SP — Foto: Polícia Civil/Divulgação

Estrutura do camarote afundou no gramado encharcado pela chuva em Franca, SP — Foto: Polícia Civil/Divulgação

Multa

Um acordo assinado em 14 de janeiro prevê multa de R$ 58 mil aos organizadores do evento. Segundo o Ministério Público, o pagamento foi estabelecido como compensação ao fato de a organização não ter barrado a entrada de menores no camarote, onde havia livre consumo de bebidas alcoólicas.

O promotor de Justiça Anderson de Castro Ogrizio afirmou que oito adolescentes se feriram na queda do camarote – ao todo, 22 pessoas ficaram feridas. Até então, a Promotoria sabia de ao menos uma jovem com menos de 18 anos dentro do camarote.

Do total acordado, R$ 48 mil são referentes ao descumprimento de um termo firmado em dezembro, em que os empresários se comprometiam a providenciar os documentos necessários à realização da festa e barrar a entrada de menores nos setores open bar.

Os R$ 10 mil restantes correspondem a uma indenização por danos morais coletivos. O valor total será pago em oito parcelas e será destinado ao Fundo Municipal do Conselho Municipal dos Direitos da Infância e Juventude.

O cumprimento do acordo não exclui eventuais ações que venham a ser ajuizadas individualmente pelas vítimas.

Desabamento

A estrutura do camarote Universitário cedeu por volta das 3h45 de 21 de dezembro (veja vídeo abaixo), após o show da dupla Jorge & Mateus. Testemunhas disseram que o público aguardava o início da apresentação de Dennis DJ, quando houve o desabamento.

A festa ocorreu em um recinto montado na Avenida Wilson Sábio de Mello, no Distrito Industrial. A maioria dos feridos sofreu fraturas. As vítimas relataram que o espaço estava lotado, o que dificultava a circulação, e que a estrutura balançava.

Segundo o Corpo de Bombeiros, a festa tinha alvará de funcionamento. A Prefeitura de Franca informou que toda a documentação exigida foi apresentada pela organização.

Os organizadores também informaram que seguiram as normas de segurança e que houve fiscalização, e pedido de documento aos participantes, na entrada do evento.

Deixe aqui sua Mensagem




1 - Os campos marcados com asterico (*) são de preenchimento obrigatório.
2 - Dados pessoais como email e telefone não serão divulgados.

  

Agentes do Ministério da Saúde vão visitar cidades na região por onde vítima de febre hemorrágica passou

Por Claudia Prates, TV TEM

Febre hemorrágica foi registrada no interior de SP pela primeira vez nos últimos 20 anos — Foto: TV Globo/Reprodução

Febre hemorrágica foi registrada no interior de SP pela primeira vez nos últimos 20 anos — Foto: TV Globo/Reprodução

Agentes do Ministério da Saúde devem visitar nos próximos dias Itapeva (SP) e Itaporanga (SP), cidades por onde passou o morador de Sorocaba (SP) que morreu em decorrência de complicações da febre hemorrágica.

No sábado (25), os agentes devem estar em Itaporanga para verificar as áreas onde o paciente esteve e fazer contato com a família dele. Segundo a Secretaria Municipal de Saúde, o homem, de 52 anos, passou 15 dias na cidade visitando os sogros, que moram em um bairro da zona rural.

Nos dias 21 e 22 de dezembro, ele visitou os filhos em Itapeva. De acordo com a Secretaria de Saúde da cidade, o homem não apresentou sintomas durante este período. No entanto, estão sendo feitas visitas técnicas nos locais por onde ele passou e acompanhamento da família em questão de higienização e outros cuidados.

Todas as pessoas que tiveram contato com o doente estão sendo monitoradas. Esta ação deve acontecer até o dia 3 de fevereiro, quando se encerra o prazo de 21 dias do ciclo da febre hemorrágica.

A medida vale também para os funcionários dos três hospitais por onde o homem passou nos municípios de Eldorado (SP), Pariquera-Açu (SP) e São Paulo. A origem da contaminação ainda não foi confirmada.

A vítima morava na Vila Carvalho, em Sorocaba (SP), e começou a apresentar os sintomas da doença no dia 30 de dezembro do ano passado. Ele acabou morrendo no dia 11 de janeiro, no Hospital das Clínicas na capital.

De acordo com a diretora do Centro de Vigilância Epidemiológica do Estado de São Paulo, Helena Sato, não há motivo para pânico, já que não existe na literatura médica nenhuma transmissão de humanos para humanos.

O Ministério da Saúde informou que mortes por febre hemorrágica causada pelo arenavírus não eram registradas no país havia mais de 20 anos. Segundo o órgão, não existe alerta específico para a população.

Deixe aqui sua Mensagem




1 - Os campos marcados com asterico (*) são de preenchimento obrigatório.
2 - Dados pessoais como email e telefone não serão divulgados.

  

Homem abre fogo em avenida, fere 8 e mata um com pistola modificada que dispara como metralhadora, diz PM

Por G1 e RJ2 — Norte Fluminense

Tiros com pistola modificada atingiram 8 pessoas, além de matar o alvo do atirador — Foto: Reprodução Inter TV

Tiros com pistola modificada atingiram 8 pessoas, além de matar o alvo do atirador — Foto: Reprodução Inter TV

Um atirador abriu fogo deixando um morto e oito pessoas feridas, sendo uma em estado grave, na Avenida Atlântica, uma movimentada via de acesso à Praia de Santa Clara, em São Francisco de Itabapoana, no Norte Fluminense.

Os tiros, segundo a Polícia Militar, partiram de uma pistola 9 mm modificada para disparar como uma metralhadora. Algumas vítimas, ainda segundo a PM, estavam a 30 metros de distância. Imagens mostram o momento da ação, em frente a um bar, na noite deste domingo (19).

O homem se aproxima e dispara diversas vezes contra o alvo, um rapaz de 28 anos, que caminhava pela calçada. Ele, que não teve a identidade divulgada pela polícia, morreu no local.

No canto esquerdo do vídeo, perto do alvo, uma mulher também é baleada. Ela está sentada numa cadeira. Um homem tenta puxá-la com a intenção de salvá-la, mas ela cai no chão e as pessoas se afastam. A mulher, de 47 anos, foi atingida no abdômen e está internada em estado grave no Hospital Ferreira Machado, em Campos dos Goytacazes.

O vídeo também mostra o desespero de um casal, que passeava pela calçada seguindo na direção do atirador. Surpreendidos, os dois correm para fugir dos disparos enquanto o alvo cai na frente deles.

A Polícia Militar acredita que a ação tem relação com o tráfico de drogas no local, mas a motivação será apontada pela investigação da Polícia Civil.

“O vídeo mostra claramente que foi em um ambiente totalmente familiar e que essa pessoa, esse criminoso, foi lá justamente para fazer esse ajuste de contas”, disse o tenente-coronel, Luiz Henrique Barbosa, comandante do 8º BPM.

Os outros feridos, quatro homens e três mulheres, também foram levados para o hospital mas já foram liberados. Entre os atingidos estão um idoso de 66 anos e dois adolescentes, de 16 e 17 anos.

Três suspeitos, inclusive o atirador, segundo a PM, foram detidos e levados para a 147ª Delegacia de Polícia. Um quarto suspeito conseguiu fugir e, até a última atualização desta reportagem, ainda era procurado.

G1 aguarda mais detalhes da Polícia Civil sobre o caso.

Deixe aqui sua Mensagem




1 - Os campos marcados com asterico (*) são de preenchimento obrigatório.
2 - Dados pessoais como email e telefone não serão divulgados.

  

Sisu 2020: inscrições são abertas com prazo estendido; estudantes relataram lentidão em site

Por G1

Inscrições para o Sisu foram abertas na madrugada desta terça-feira (21) — Foto: Reprodução/Sisu

Inscrições para o Sisu foram abertas na madrugada desta terça-feira (21) — Foto: Reprodução/Sisu

As inscrições do 1º semestre de 2020 do Sistema de Seleção Unificada (Sisuforam abertas na madrugada desta terça-feira (21). Os estudantes podem se inscrever até as 23:59 do próximo domingo (26), já que o prazo foi prorrogado após erros nas correções de provas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem).

Logo após o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Anísio Teixeira (Inep) liberar as inscrições no site do Sisu, estudantes relataram lentidão e dificuldades para se candidatar às vagas das universidades federais. A situação começou a ser normalizada no fim da madrugada.

Nas redes sociais, usuários reclamaram da mensagem que surgia logo depois de clicarem no botão ‘Fazer inscrição’. Os estudantes eram redirecionados para uma página com o aviso de que as “inscrições estão encerradas”. Quem conseguia incluir os dados pessoais para prosseguir com a inscrição reclamou de falhas na autenticação.

Alerta na página no Sisu na madrugada desta terça-feira (21) — Foto: Reprodução/Sisu

Alerta na página no Sisu na madrugada desta terça-feira (21) — Foto: Reprodução/Sisu

G1 não obteve contato com o Ministério da Educação (MEC) para esclarecer as falhas no site do Sisu.

Nas redes sociais, o Sisu se tornou um dos assuntos mais comentados durante a madrugada, e as dificuldades geraram memes:

DoGui⁷@guilaurenco

Sisu feelings

View image on Twitter

19812:55 AM – Jan 21, 2020Twitter Ads info and privacy70 people are talking about this

algodãoamargo (◍•ᴗ•◍)@Vanessa84107256

*Aperto no botão entrar*
Tente novamente mais tarde
2 min depois
*Aperto no botão entrar*
O Sisu:#sisu2020

View image on Twitter

22:11 AM – Jan 21, 2020Twitter Ads info and privacySee algodãoamargo (◍•ᴗ•◍)’s other Tweets

Bruna@brunakarynas

*inscrições sisu começam dia 21*
1h do dia 21: inscrições encerradas

View image on Twitter

732:02 AM – Jan 21, 2020Twitter Ads info and privacy19 people are talking about this

Erros no Enem

As inscrições no Sisu foram abertas poucas horas após o MEC e o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Anísio Teixeira (Inepconfirmarem que a data estava mantida, mesmo com os erros na correção de provas do Enem. Segundo o Inep, o erro no Enem afetou 5.974 estudantes e as notas já foram corrigidas.

Sisu 2020: como se inscrever

As inscrições devem ser feitas na página do Sisu.

Podem participar os candidatos que fizeram o Enem em 2019 e não tiraram nota zero na prova de redação. Nesta edição, são 237.128 vagas em 128 instituições de todo o país.

Cada candidato poderá se inscrever em até duas vagas, especificando a ordem de preferência e o turno no qual pretende estudar.

Também é necessário definir a modalidade na qual o aluno se encaixa – ampla concorrência ou alguma relativa às ações afirmativas (com critérios raciais ou sociais).

O que o candidato deve saber sobre a inscrição do Sisu:

  • As inscrições vão de 21/1 a 26/1;
  • É possível escolher dois cursos (primeira e segunda opção);
  • O sistema atualiza uma vez ao dia e muda a ordem dos inscritos conforme a nota do Enem;
  • A primeira atualização será divulgada a partir da 0h de 23/1;
  • Recomenda-se que o estudante entre no sistema uma vez ao dia para saber se a disputa pela vaga ainda é viável ou se prefere mudar de curso;
  • O resultado da chamada regular sai no dia 28/1;
  • Se for aprovado na segunda opção de curso, o candidato não será incluído na lista de espera da primeira opção (leia mais abaixo);
  • O prazo para escolher participar da lista de espera é de 29/1 a 04/2;
  • A convocação da lista de espera será no dia 7/2 a 30/4;

Cronograma do Sisu 2020

  • Abertura das inscrições: 21 de janeiro (terça-feira)
  • Fim das inscrições: 23h59 de 26 de janeiro (domingo)
  • Resultado: 28 de janeiro
  • Prazo para participar da lista de espera: 29/1 a 04/2
  • Convocação dos candidatos em lista de espera: 07/2 a 30/4

Deixe aqui sua Mensagem




1 - Os campos marcados com asterico (*) são de preenchimento obrigatório.
2 - Dados pessoais como email e telefone não serão divulgados.

  

Procuradoria do MPF defende anulação dos atos de Roberto Alvim na Secretaria de Cultura

Por Mateus Rodrigues e Gabriel Palma, G1 e TV Globo — Brasília

Montagem de fotos com Joseph Goebbels (esq.), ministro da propaganda nazista de Hitler, e Roberto Alvim (dir.), secretário de Cultura brasileiro. — Foto: Bundesarchiv/Reprodução

Montagem de fotos com Joseph Goebbels (esq.), ministro da propaganda nazista de Hitler, e Roberto Alvim (dir.), secretário de Cultura brasileiro. — Foto: Bundesarchiv/Reprodução

A Procuradoria Federal dos Direitos do Cidadão (PFDC), que integra o Ministério Público Federal, divulgou documento nesta segunda-feira (20) em que defende a anulação de todos os atos de Roberto Alvim à frente da Secretaria Especial de Cultura do governo federal.

A representação também pede que Alvim seja responsabilizado, nas esferas administrativa e criminal, pelo vídeo com referências estéticas e discurso semelhante ao do ministro da Propaganda de Adolf Hitler, Joseph Goebbels. O vídeo foi divulgado na noite de quinta (16), e Alvim, demitido pelo presidente Bolsonaro na sexta (17).

O documento será analisado pela Procuradoria da República do Distrito Federal, que vai decidir se encaminha as ações à Justiça. No documento, a PFDC não aponta quais crimes poderiam ser indicados na ação judicial, mas cita precedente do Supremo Tribunal Federal (STF) que equiparou a apologia ao nazismo ao crime de racismo, que é imprescritível.

A procuradora federal dos Direitos do Cidadão, Deborah Duprat, afirma na representação que os processos tornariam evidente “que não há espaço, no Estado brasileiro, para flertes com regimes autoritários que fizeram da superioridade racial política de governo”.

Segundo Deborah, as características do vídeo permitem “afirmar que o agente público em questão tem admiração, pelo menos, pela perspectiva de arte do nazismo.. E como sob o seu cargo se desenvolviam todas as medidas relativas à cultura, não é demasiado concluir que, no período em que o ocupou, levou para essa área a compreensão estética que tão desabridamente revelou no vídeo.”

Prêmio das Artes

O vídeo divulgado por Roberto Alvim e com referências à estética nazista tratava do lançamento do Prêmio Nacional de Artes, que promete distribuir mais de R$ 20 milhões para patrocinar produções inéditas em cultura. Até esta segunda (20), o edital ainda não tinha sido publicado.

Na representação, a Procuradoria Federal dos Direitos do Cidadão também defende que esse edital seja anulado, assim como as nomeações de equipe que tiverem sido assinadas pelo então secretário.

“Suas implicações [do vídeo] são tamanhas que é possível concluir que o ex-secretário orientou toda a sua gestão inspirado pelo ideário anunciado. Nesse sentido, as nomeações que realizou devem ser declaradas nulas, porque não é possível conviver com a dúvida de que subsistam, naquela secretaria especial, pessoas que sigam adiante com os mesmos propósitos”.

“A mera destituição do cargo não é resposta suficiente a uma conduta que atinge os valores estruturantes da Constituição brasileira”, diz o texto.

Discurso a atores x discurso sobre prêmio de arte

O discurso de Goebbels consta do livro “Joseph Goebbels: Uma biografia”, do historiador alemão Peter Longerich. O vídeo com a declaração de Alvim foi postado na página da Secretaria Especial de Cultura no YouTube, e deletado após a polêmica e a exoneração do secretário.

O vídeo ganhou grande repercussão nas redes sociais e tanto o nome do secretário Alvim quanto o de Goebbels foram parar entre os assuntos mais comentados do Twitter no Brasil.

Compare os discursos:

Roberto Alvim

“A arte brasileira da próxima década será heroica e será nacional, será dotada de grande capacidade de envolvimento emocional, e será igualmente imperativa, posto que profundamente vinculada às aspirações urgentes do nosso povo – ou então não será nada.”

Joseph Goebbels

“A arte alemã da próxima década será heroica, será ferreamente romântica, será objetiva e livre de sentimentalismo, será nacional com grande páthos e igualmente imperativa e vinculante, ou então não será nada.”

Deixe aqui sua Mensagem




1 - Os campos marcados com asterico (*) são de preenchimento obrigatório.
2 - Dados pessoais como email e telefone não serão divulgados.

  

Número de motoristas que podem pedir restituição do DPVAT 2020 dobra e vai a 4 milhões

Por G1

O número de donos de veículos que podem pedir a restituição do DPVAT 2020 aumentou de 2 milhões para 4 milhões, informou a Seguradora Líder, responsável por administrar o seguro obrigatório, nesta segunda-feira (20).

De acordo com a gestora, o crescimento do número ocorreu por atualização dos pagamentos via Detrans e Secretaria da Fazenda. Como os prazos de compensação bancários de cada banco podem variar, o total de possíveis ressarcimentos ainda deve subir, disse a Seguradora Líder.

vaivém nos valores do DPVAT fizeram motoristas pagarem mais caro pelo seguro obrigatório e, depois do Supremo Tribunal Federal (STF) autorizar a redução do valor, esses consumidores têm o direito a receber o estorno com a diferença de preços.

Às 15h desta segunda (20), o total de 510 mil pedidos de restituição foram feitos, informou a Seguradora Líder.

Quais os valores em 2020

  • Automóvel, táxi e carro de aluguel: R$ 5,23 – redução de 68%; era R$ 16,21 em 2019;
  • Ciclomotores: R$ 5,67 – redução de 71%; era R$ 19,65 em 2019;
  • Caminhões: R$ 5,78 – redução de 65,4%; era de R$ 16,77 em 2019;
  • Ônibus e micro-ônibus (sem frete): R$ 8,11 – redução de 67,3%; era de R$ 25,08 em 2019;
  • Ônibus e micro-ônibus (com frete): R$ 10,57 – redução de 72,1%; era de R$ 37,90 em 2019
  • Motos: R$ 12,30 – redução foi de 86%; era de R$ 84,58 em 2019.

Como pedir a restituição se pagou a mais

De acordo com Seguradora Líder, a diferença do valor no DPVAT, para quem pagou antes da redução, será feita por depósito diretamente na conta corrente ou conta poupança do proprietário do veículo.

O site para o reembolso é o: https://restituicao.dpvatsegurodotransito.com.br

Para realizar a solicitação, será necessário informar:

  • CPF ou CNPJ do proprietário;
  • Renavam do veículo;
  • E-mail de contato;
  • Telefone de contato;
  • Data em que foi realizado o pagamento maior;
  • Valor pago;
  • Banco, Agência e Conta corrente ou conta poupança do proprietário.

A gestora do seguro obrigatório diz que o proprietário recebe um número de protocolo para o acompanhamento da restituição, no mesmo site. A previsão da Líder é que, após o cadastro, a restituição seja feita em até dois dias úteis.

Até quando pedir o reembolso

Não existe um prazo fechado para que o dinheiro do DPVAT mais caro seja pedido de volta. A Seguradora Líder disse que a restituição pode ser realizada após 2020, mas, depois dessa data, os novos pedidos devem ser feitos pelo endereço: https://www.seguradoralider.com.br/Contato/Duvidas-Reclamacoes-e-Sugestoes.

E se paguei o DPVAT 2 ou mais vezes?

Para quem pagou, por algum motivo, o DPVAT duas ou mais vezes, a solicitação de restituição dos valores deve ser feita pelo endereço: https://www.seguradoralider.com.br/Contato/Duvidas-Reclamacoes-e-Sugestoes.

Ressarcimento para frotas de veículos

Para os proprietários que possuam frotas de veículos, o pedido de ressarcimento precisa ser realizado pelo e-mail [email protected]

Canal de reclamações

A Superintendência de Seguros Privados (Susep), responsável pela fiscalização de seguros no Brasil, criou um canal exclusivo em seu site para reclamações de quem não conseguiu pedir o ressarcimento do DPVAT.

Detalhes sobre o DPVAT — Foto: Arte/G1

Detalhes sobre o DPVAT — Foto: Arte/G1

Deixe aqui sua Mensagem




1 - Os campos marcados com asterico (*) são de preenchimento obrigatório.
2 - Dados pessoais como email e telefone não serão divulgados.

  

TSE deve começar a testar novos modelos de urna eletrônica nesta terça-feira

Por Fernanda Vivas e Rosanne D’Agostino, TV Globo e G1 — Brasília

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) deve iniciar nesta terça-feira (21) os testes dos novos modelos das urnas eletrônicas. A previsão é que os resultados sejam divulgados até o próximo dia 27.

As empresas que participaram da licitação entregaram ao tribunal os novos modelos nesta segunda (20).

Esses novos modelos visam corrigir falhas detectadas nos projetos apresentados inicialmente, desclassificados por descumprimento das especificações técnicas previstas na licitação.

O impasse causado pelas desclassificações das duas empresas que participam da licitação fez com que o tribunal realizasse, em meio ao recesso do Judiciário, uma sessão extraordinária para tratar do tema, no último dia 8.

Os ministros decidiram, na ocasião, rejeitar o recurso de uma das empresas contra a desclassificação e dar um prazo extra para que as novas propostas fossem apresentadas.

Ao fim da sessão, o secretário de Tecnologia da Informação do TSE, Giuseppe Janino, declarou que o tribunal conta com plano de contingência caso as empresas não corrijam as falhas de forma definitiva.

Nessa hipótese, explicou o secretário, não haveria novas urnas em 2020, mas, sim, o uso de equipamentos fabricados em anos anteriores.

Licitação

O edital da licitação para novas urnas eletrônicas foi publicado em julho do ano passado e, segundo o TSE, deve resultar na compra de aproximadamente 100 mil urnas – o documento prevê um máximo de 180 mil dispositivos. Além desses equipamentos, cerca de 470 mil urnas já estão disponíveis para as eleições 2020.

As novas urnas devem substituir os modelos 2006 e 2008, que somam 83 mil equipamentos e já ultrapassaram o tempo previsto de uso de dez anos. Outro motivo da compra é o aumento do eleitorado para as próximas eleições – o que deve acrescentar cerca de 20 mil seções eleitorais ao pleito.

O edital prevê a compra de até 180 mil máquinas. O certame é estimado em R$ 696,5 milhões, mas o TSE pode desembolsar menos dinheiro.

Segundo o TSE, a urna eletrônica modelo 2020 terá um novo design para permitir que o eleitor tenha funcionalidades de ergonomia. A tela e o teclado serão “integrados” em uma única visão, o que deve agilizar a votação.

Deixe aqui sua Mensagem




1 - Os campos marcados com asterico (*) são de preenchimento obrigatório.
2 - Dados pessoais como email e telefone não serão divulgados.