Bandidos fazem arrastão em prédio onde mora prefeito de São Bernardo do Campo, no ABC paulista

Por Glauco Araújo, G1 SP — São Bernardo do Campo

Um grupo de assaltantes fez um arrastão em um condomínio de luxo no bairro Chácara Inglesa, em São Bernardo do Campo, no ABC Paulista. O crime aconteceu nas primeiras horas desta quarta-feira (11). No condomínio mora o prefeito da cidade, Orlando Morando (PSDB).

G1 apurou que cinco apartamentos foram invadidos. O apartamento de Morando não foi assaltado.

O prefeito publicou um vídeo em uma rede social informando sobre o caso e que ele é sua família estavam bem. Ele também falou que os moradores estão bem e tiveram apenas prejuízos materiais.

“Quero tranquilizar a todos. Eu, minha família e meus vizinhos estamos bem. Infelizmente, o prédio onde moramos sofreu um arrastão pela manhã. As perdas foram apenas materiais e, isso, lamentamos. É um episódio estranho, a polícia está investigando, mas, a velha política aproveita para fazer fake news ao invés de prestar solidariedade. Estão tentando enganar as pessoas, dizendo que a polícia está em casa. É mentira. A polícia está lá nos defendendo, apurando e procurando os criminosos”, disse Morando.

Policiais militares chegaram ao local depois da fuga dos criminosos. Uma equipe de peritos esteve no prédio durante toda a manhã, saindo do local às 15h30.

Investigadores permanecem no prédio em busca de informações que possam permitir a identificação dos assaltantes.

Não há informações sobre o que os assaltantes levaram, se há feridos ou se algum dos criminosos foi preso.

Deixe aqui sua Mensagem




1 - Os campos marcados com asterico (*) são de preenchimento obrigatório.
2 - Dados pessoais como email e telefone não serão divulgados.

  

Caixa de doação critica procurador de Minas que chamou salário de R$ 24 mil de ‘miserê’

Por Lucas Ragazzi, TV Globo — Belo Horizonte

Caixa com pedido de doação 'Ajude o procurador do MPMG sair do miserê' critica reclamação de salário de R$ 24 mil — Foto: Reprodução/Redes Sociais

Caixa com pedido de doação ‘Ajude o procurador do MPMG sair do miserê’ critica reclamação de salário de R$ 24 mil — Foto: Reprodução/Redes Sociais

“Ajude o procurador do MPMG sair do miserê”, diz um cartaz colado a uma caixa de papelão que indica um local para doação na Pampulha, em Belo Horizonte, nesta segunda-feira (9).

A crítica se refere ao áudio do procurador do Ministério Público de Minas Gerais Leonardo Azeredo do Santos, que chamou o salário de R$ 24 mil de “miserê”. O caso viralizou na internet. De acordo com o Portal da Transparência, Leonardo recebeu, em junho, um total de R$ 78.617,66, que somou o salário, verbas indenizatórias e outras verbas retroativas/temporárias.

O autor do protesto é o advogado Mariel Marra, o mesmo que fez o pedido de cassação de mandato do vereador Wellington Magalhães.

Declaração

A declaração de Leonardo Azeredo dos Santos foi gravada durante a 5ª reunião extraordinária do colegiado do MPMG, que discutia o Orçamento de 2020.

Neste momento, o procurador-geral de Justiça, Antônio Sérgio Tonet, informava que, caso o estado assine o acordo de recuperação fiscal com o governo federal, não haverá qualquer reajuste salarial, mesmo que haja aumento dos vencimentos dos ministros do Supremo Tribunal Federal (STF).

De acordo com o procurador, ele já estaria baixando o padrão de vida por causa do salário.

“Estou deixando de gastar R$ 20 mil de cartão de crédito e estou gastando R$ 8 mil. Pra poder viver com os R$ 24 mil. Eu e vários outros já estamos vivendo à base de comprimido, à base de antidepressivo. Estou falando assim com dois comprimidos de sertralina por dia, e ainda estou falando deste jeito. Se não tomasse, ia ser pior do que Ronaldinho”, afirmou em tom exaltado.

Durante a reunião, Leonardo Azeredo ainda questiona Antônio Sérgio Tonet se não é possível alguma forma para “incrementar” os salários no próximo ano.

“Dentro do orçamento, não há nenhuma perspectiva, nenhum sonho, de incrementar qualquer tipo de vantagem que aumente nossa remuneração? Ou plantão? Ou qualquer coisa que aumente remuneração?”, questionou.

G1 procurou Leonardo Azeredo, mas ele não quis se pronunciar sobre o assunto.

Quanto recebeu o procurador

Levantamento feito no Portal da Transparência mostra que Leonardo Azeredo recebe remuneração bruta de R$ 35.462,22. Com descontos, o valor vai para cerca de R$ 24 mil. Mas, de janeiro a julho, incorporaram-se aos vencimentos, em todos os meses, Indenizações e outras remunerações em valores que ultrapassam R$ 20 mil.

O maior vencimento recebido pelo procurador foi em junho. O valor líquido foi de R$ 50.104,64, acrescidas de indenização, no valor de R$ 8.984,18 e outras remunerações retroativas/temporárias, no valor de R$ 19.528,84. Somados, o valor dá R$ 78.617,66.

O que diz o Ministério Público

Em nota enviada nesta segunda-feira (9), o Ministério Público de Minas Gerais informou que não há nenhum projeto em andamento sobre adoção de benefícios pecuniários para a carreira de procuradores e promotores de Justiça, nem de servidores, em função da grave crise financeira do estado.

O MP ainda informou que vem tomando todas as medidas cabíveis para reduzir gastos, especialmente com folha de pessoal, visando mantê-los dentro do limite legal de 2% da Receita Corrente Líquida.

Deixe aqui sua Mensagem




1 - Os campos marcados com asterico (*) são de preenchimento obrigatório.
2 - Dados pessoais como email e telefone não serão divulgados.

  

Polícia flagra 8 toneladas de droga que tinham SP e RJ como principais destinos; suspeita é que depósito seja de facção

Por Graziela Rezende, G1 MS

Polícia Civil apreendeu 8 toneladas de droga em Ponta Porã, MS — Foto: Polícia Civil/Divulgação

Polícia Civil apreendeu 8 toneladas de droga em Ponta Porã, MS — Foto: Polícia Civil/Divulgação

A Polícia Civil apreendeu 8 toneladas de maconha em Ponta Porã, a 312 quilômetros de Campo Grande, na região de fronteira com o Paraguai. O flagrante ocorreu em um depósito na BR-463, na noite dessa segunda-feira (9).

Conforme os delegados Patrick Linares e Caio Macedo, da 2ª delegacia do município, está foi a maior apreensão da droga realizada pela Polícia Civil na região.

“Nós recebemos a denúncia anônima de que ali funcionava um depósito. Foi feito o monitoramento e aguardamos o melhor momento para fazer a abordagem. Primeiro foi feita a prisão do caseiro. Em seguida, o filho dele também foi preso”, explicou ao G1 o delegado Macedo.

Além da droga, a polícia também encontrou uma grande quantidade de munição de diversos calibres. “O ilícito todo seria encaminhado para São Paulo e Rio de Janeiro principalmente, além de outros estados. Os envolvidos vão responder por tráfico de drogas e posse de munições de uso permitido”, comenta o delegado, completando que as investigações prosseguem já que a suspeita é que mais pessoas estejam envolvidas no caso, pois havia uma intensa movimentação no local.

A maconha encontrada no depósito, conforme a suspeita da Polícia Civil, teria vindo do Paraguai. Ao todo foram apreendidos 260 fardos de maconha, que após pesagem totalizaram as 8 toneladas.

Já as munições seriam dos calibres 12 e 9 milímetros. Um carro também foi apreendido, além de uma balança e grande quantidade de fita adesiva de diversas cores, que era usada para marcar os fardos da droga, identificando os proprietários do entorpecente.

Os suspeitos, de 56 anos e 25 anos, foram levados para a delegacia e indiciados. A suspeita, de acordo com a Polícia Civil, é que o depósito era “mantido por um consórcio de traficantes de facções criminosas”.

Deixe aqui sua Mensagem




1 - Os campos marcados com asterico (*) são de preenchimento obrigatório.
2 - Dados pessoais como email e telefone não serão divulgados.

  

Polícia Militar apreende R$ 500 mil em motel no Litoral catarinense

Por G1 SC

Polícia encontrou R$ 500 mil em motel no Litoral catarinense — Foto: PM/Divulgação

Polícia encontrou R$ 500 mil em motel no Litoral catarinense — Foto: PM/Divulgação

A Polícia Militar apreendeu R$500 mil em espécie em um motel, localizado na avenida Carlos Drummond de Andrade, no bairro Praia dos Amores, em Balneário Camboriú, no Litoral catarinense. A ação foi realizada na noite de segunda-feira (9), às 23h10. Três pessoas foram detidas.

Funcionários do motel chamaram a PM após verem quando um homem de 30 anos entrou no estabelecimento sozinho e em determinado momento, saiu da suíte onde estava com uma sacola. Ele a levou para outro quarto e a deixou no local.

No outro quarto estavam um homem 46 anos e a mulher dele, de 56 anos. Ao perceber a movimentação dos policiais no local, esse homem ligou para a recepção querendo saber por qual motivo a polícia estava no motel. Em seguida, ele saiu da suíte com a sacola e a escondeu ao lado de uma caixa de água do estabelecimento.

Os policiais abordaram o homem de 30 anos, que ao ser questionado disse não saber de sacola alguma. Ele contou que havia sido membro de uma organização criminosa, mas teria sido expulso.

Em seguida, a mulher de 56 anos saiu do motel de carona, em um carro chamado por aplicativo. Ela foi abordada, mas nada de ilícito foi encontrado. Ao ser questionada sobre a sacola, também disse não saber de nada.

Após encontrar a sacola escondida com os R$ 500 mil, os policias foram até a suíte do homem de 46 anos. No local nada ilícito foi localizado. No carro dele, foram encontrados R$ 2.850, em uma mochila e R$ 4 mil, dentro de uma sacola preta. Ao ser questionado, ele alegou não saber de sacola alguma e nem de dinheiro.

Os três foram detidos e levados para uma delegacia, para prestar esclarecimentos sobre o caso.

A investigação vai ficar a cargo da Polícia Federal.

Dinheiro estava em uma sacola — Foto: PM/Divulgação

Dinheiro estava em uma sacola — Foto: PM/Divulgação

Deixe aqui sua Mensagem




1 - Os campos marcados com asterico (*) são de preenchimento obrigatório.
2 - Dados pessoais como email e telefone não serão divulgados.

  

Carlos Bolsonaro pede licença sem remuneração da Câmara do Rio

Por G1 Rio

O vereador Carlos Bolsonaro (PSC), filho de Jair Bolsonaro (PSL), pediu licença não remunerada da Câmara dos Vereadores do Rio.

O ofício foi enviado ao presidente da Casa, Jorge Felippe (MDB), no último dia 6. A publicação só ocorreu no Diário Oficial da Casa nesta terça-feira (10).

A licença foi pedida para “tratar de assuntos particulares”, como determina o regimento interno da Câmara. O tempo mínimo afastado é de 30 dias; o máximo, de 120.

Um dia antes, em uma rede social, Carlos Bolsonaro escreveu que “por vias democráticas a transformação que o Brasil quer não acontecerá na velocidade que almejamos”.

Jair Bolsonaro ainda se recupera de uma cirurgia para a correção de uma hérnia. O porta-voz da República informou, nesta manhã, que ainda não há previsão de alta, embora ele apresente boa evolução clínica.

G1 apurou que um dos motivos que levou Carlos Bolsonaro a tirar a licença foi a cirurgia realizada pelo pai. Pelo menos durante esta semana, Carlos deve ficar em São Paulo com Jair.

Deixe aqui sua Mensagem




1 - Os campos marcados com asterico (*) são de preenchimento obrigatório.
2 - Dados pessoais como email e telefone não serão divulgados.

  

Governo eleva previsão de alta do PIB de 2019 para 0,85%

Por Alexandro Martello, G1 — Brasília

O governo elevou marginalmente sua expectativa para o crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) de 2019 de 0,81% para 0,85%, informou a Secretaria de Política Econômica (SPE) do Ministério da Economia nesta terça-feira (10).

A pequena alta acontece após quatro cortes seguidos na previsão de crescimento da economia brasileira para este ano. O orçamento de 2019 foi elaborado prevendo que a economia cresceria 2,5%. Em março, a previsão caiu para 2,2%, em maio passou para 1,6% e, em julho, para 0,81%.

A estimativa foi divulgada após o resultado do PIB do segundo trimestre deste ano – que cresceu 0,4%, na comparação com os três primeiros meses do ano. O número veio um pouco acima do esperado pelo mercado e afastou o risco de entrada do país em uma recessão técnica, caracterizada por dois trimestres seguidos de retração do PIB.

Na última semana, o mercado financeiro manteve em 0,87% sua previsão de alta do PIB neste ano. A projeção constam no boletim de mercado conhecido como relatório “Focus”, divulgado nesta segunda-feira (9) pelo Banco Central (BC).

De acordo com o Ministério da Economia, a previsão é de que ocorra uma aceleração da recuperação da economia brasileira a partir de setembro, com o início da liberação dos recursos do saque imediato de R$ 500 do Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS).O governo prevê pagar R$ 39,9 bilhões a 96,5 milhões de trabalhadores com a medida.

“A grande maioria dos mais de 33 milhões de trabalhadores elegíveis a crédito automático em sua conta poupança receberão seu recurso agora, em setembro e outubro, o que deve implicar em aquecimento da economia”, avaliou o governo.

O secretário especial de Política Econômica do Ministério da Economia, Adolfo Sachsida, argumentou que mudanças na economia acontecem gradualmente e não se dão por “saltos, são passo a passo”.

“Mas a partir de setembro, haverá uma situação consistente de recuperação. Não tem voo de galinha. Temos de recolocar o Brasil em trajetória de crescimento sustentado de longo prazo”, disse Sachsida.

Inflação

Já a expectativa de inflação do governo para 2019, medida pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), a inflação oficial do país, foi revisada de 3,8% para 3,6%.

“Mais uma vez, a intensidade da descompressão do preço de alimentos foi responsável por parte da queda da estimativa de inflação”, informou a secretaria.

Com isso, a expectativa de inflação para este ano segue abaixo da meta central, de 4,25%. O intervalo de tolerância do sistema de metas varia de 2,75% a 5,75%.

A meta de inflação é fixada pelo Conselho Monetário Nacional (CMN). Para alcançá-la, o Banco Central eleva ou reduz a taxa básica de juros da economia (Selic).

Desafios

Adolfo Sachsida, do Ministério da Economia, avaliou que há três três desafios para o Brasil crescer de forma sustentada, que ele classificou como “importante”, “urgente” e “de conjuntura”.

“O desafio importante é recuperarmos a produtividade da economia brasileira. Sem isso, não haverá crescimento sustentado da economia”, declarou ele, classificando o problema como uma “herança maldita” recebida pelo governo Bolsonaro.

O problema classificado como “urgente” pelo secretário de Política Econômica é o “cenário fiscal” – caracterizado por rombos bilionários nas contas públicas.

“Vamos mostrar o tamanho do ajuste que estamos fazendo. É desafiador. A nova Previdência foi um passo fundamental para resolver esse problemas, mas uma ampla agenda ainda é necessária”, acrescentou ele.

Sachsida também afirmou que o terceiro desafio, conjuntural, está relacionado com a desaceleração econômica generalizada que vem sendo registrada na economia mundial.

Deixe aqui sua Mensagem




1 - Os campos marcados com asterico (*) são de preenchimento obrigatório.
2 - Dados pessoais como email e telefone não serão divulgados.

  

Serviço de pavimentação é concluído em rua que teve ‘carros contornados’ no interior de SP

Por Nicole Annunciato*, G1 Itapetininga e Região

Pavimentação de rua que 'contornou' carros em Itapetininga é concluída  — Foto: Divulgação/Prefeitura de Itapetininga

Pavimentação de rua que ‘contornou’ carros em Itapetininga é concluída — Foto: Divulgação/Prefeitura de Itapetininga

O serviço de manutenção de uma rua no interior de São Paulo, em que a pavimentação estava “contornando” os carros que estavam estacionados, foi concluído em Itapetininga (SP).

Na sexta-feira (6), a prefeitura informou que o trabalho, chamado de “tapa-buraco”, foi feito na Rua Umbélia do Amaral Piedade, no Jardim Daisy. A prefeitura divulgou imagens à reportagem do G1 após os reparos terem sido concluídos.

O caso ganhou as redes sociais depois que um morador divulgou imagens de veículos estacionados que foram contornados pelo serviço, virando motivo de chacota nas redes sociais (foto abaixo).

Carros foram contornados por pavimentação em Itapetininga (SP) — Foto: Reprodução/Facebook

Carros foram contornados por pavimentação em Itapetininga (SP) — Foto: Reprodução/Facebook

“Asfaltaram a rua em frente a minha casa, mas infelizmente meus carros estavam estacionados. ‘Acredite se quiser…'”, dizia o post. “Deixaram as duas vagas marcadas para seus carros”, comentou outro internauta em um comentário.

Na época, a prefeitura foi procurada e havia dito que o trabalho era realizado e não estava concluído.

Moradores registram fotos de asfaltamento que 'contornou' carros em bairro de Itapetininga  — Foto: Gustavo Monteiro/TV TEM

Moradores registram fotos de asfaltamento que ‘contornou’ carros em bairro de Itapetininga — Foto: Gustavo Monteiro/TV TEM

*Sob supervisão de Eduardo Ribeiro Jr.

Deixe aqui sua Mensagem




1 - Os campos marcados com asterico (*) são de preenchimento obrigatório.
2 - Dados pessoais como email e telefone não serão divulgados.

  

Desaceleração mundial e atividade local fraca tiram fôlego do comércio exterior do Brasil

Por Luiz Guilherme Gerbelli, G1

A desaceleração da economia internacional e o marasmo da atividade local estão afetando o ritmo de venda e compra de produtos do Brasil. Neste ano, entre janeiro e agosto, a corrente de comércio do país somou US$ 265,7 bilhões e está quase 5% menor do que o observado no mesmo período de 2018.

Resultado da soma das exportações e importações, a corrente de comércio é considerada um importante termômetro da atividade econômica. Se a queda se confirmar ao longo do ano, será o primeiro recuo desde 2016, quando a economia brasileira enfrentava um quadro de recessão.

Quais são os números que mostram a fraqueza do comércio do Brasil:

  • Neste ano, as exportações recuaram 5,9%, influenciadas pela redução de preços das commodities (produtos básicos, como soja e minério de ferro) e pela crise na Argentina;
  • No mesmo período, as importações caíram 3,4% por conta da fraqueza da economia brasileira, que faz com que empresários demandem menos produtos.

As exportações estão sendo prejudicadas pela desaceleração do crescimento econômico mundial. Para 2019, o Fundo Monetário Internacional (FMI) prevê que Produto Interno Bruto (PIB) global cresça 3,3%, resultado mais fraco que do ano passado, quando a alta foi de 3,6%

O ritmo da economia mundial tem decepcionado diante das incertezas provocadas pela guerra comercial travada entre Estados Unidos e China. O crescimento mais baixo da economia global reduz os preços das commodities e o volume demandado pelos países compradores de produtos básicos, afetando diretamente o Brasil.

A pauta de exportação brasileira é bastante dependente das commodities, e a China é a maior compradora. Na lista de itens mais vendidos pelo Brasil, por exemplo, estão soja, petróleo e minério de ferro.

“A maioria das commodities registrou queda nos preços”, afirma o presidente da Associação de Comércio Exterior do Brasil (AEB), José Augusto de Castro. “As commodities estão fracas e podem enfraquecer ainda mais, com a desaceleração da China.”

O Índice de Commodities (IC-BR), do Banco Central, deixa evidente essa perda de valor. De setembro de 2018 a agosto deste ano, o índice acumula queda de 8,9%.

Balança comercial do Brasil — Foto: Wagner Magalhães/Arte G1

Balança comercial do Brasil — Foto: Wagner Magalhães/Arte G1

A crise da Argentina também tem prejudicado a venda de produtos brasileiros – o país vizinho é o principal comprador de itens manufaturados do Brasil. Entre janeiro e agosto, a exportação para as empresas argentinas já recuou 40%.

“A Argentina é o carro chefe na exportação brasileira de automóveis”, diz Lia Valls Pereira, pesquisadora do Instituto Brasileiro de Economia, da Fundação Getulio Vargas (Ibre/FGV). “Qualquer crise (na Argentina) tem um impacto forte para o Brasil.”

A economia da Argentina enfrenta um quadro bastante complicado e que se agravou nas últimas semanas. Sem recursos, o governo pediu um prazo maior para pagar a sua dívida com o Fundo Monetário Internacional (FMI) e credores privados. Também limitou compra de moeda estrangeira.

Pelo lado das importações, o fraco dinamismo da atividade econômica do Brasil reduz a necessidade de importação de produtos pelas empresas locais. Por ora, as expectativas para o Produto Interno Bruto (PIB) brasileiro deste ano estão abaixo de 1%, mesmo com o resultado considerado surpreendente no segundo trimestre, quando a economia brasileira cresceu 0,4%.

“Há muita incerteza, ninguém quer fazer investimentos para daqui um ou dois meses”, afirma Castro. “Há um fator externo, mas a incerteza do cenário interno também contribuir para essa piora.”

Saldo comercial menor

Embora fracos, os números ainda indicam que o Brasil terá um superávit comercial (saldo das exportações menos importações) robusto neste ano. Mas as projeções estão um pouco mais modestas.

Os analistas consultados pelo relatório Focus, realizado pelo BC e que colhe a avaliação de analistas para o desempenho da economia, estimam um superávit de US$ 52,35 bilhões neste ano. Em 2018, o saldo comercial do país foi de US$ 58,298 bilhões.

Na leitura da AEB, os últimos números do comércio exterior apontam para um superávit inferior a US$ 50 bilhões. “Em julho, a expectativa era de um superávit de US$ 52 bilhões, mas com a fraqueza das exportações esse número deve ser inferior a US$ 50 bilhões”, diz Castro.

Deixe aqui sua Mensagem




1 - Os campos marcados com asterico (*) são de preenchimento obrigatório.
2 - Dados pessoais como email e telefone não serão divulgados.

  

Receita abre consultas ao 4º lote do IR 2019

Por G1

selo imposto de renda IR 2019 — Foto: Arte G1

selo imposto de renda IR 2019 — Foto: Arte G1

Receita Federal abriu nesta segunda-feira (9) as consultas ao quarto lote de restituição do Imposto de Renda 2019. O lote inclui também restituições residuais dos exercícios de 2008 a 2018.

CLIQUE AQUI para consultar se você está no lote de restituição.

Serão contemplados 2,8 milhões de contribuintes, totalizando R$ 3,5 bilhões. O crédito será feito em 16 de setembro e será corrigido em 3,08%, de acordo com a remuneração da Selic entre maio e setembro deste ano.

SAIBA TUDO SOBRE O IR 2019

Como consultar sua restituição

As consultas podem ser feitas pela página da Receita Federal na internet. Há, ainda, o aplicativo para tablets e smartphones que facilita consulta às declarações do IRPF e situação cadastral no CPF, diretamente nas bases de dados da Receita Federal. Veja como fazer:

Pelo telefone

  • Ligando para o Receitafone, no número 146

Pelo computador

  • Entre no site da Receita.
Consulta IRPF 2019 — Foto: Reprodução

Consulta IRPF 2019 — Foto: Reprodução

Digite seu CPF (apenas números), data de nascimento e os caracteres de verificação (captcha), e clique em “consultar”.

Malha fina

O Fisco lembra que é possível checar se a declaração foi processada. E se ela estiver já na fila de pagamentos, as informações prestadas estão coerentes com o banco de dados da Receita – indicando que a declaração, a princípio, não tem pendências (a Receita Federal tem até cinco anos para pedir esclarecimentos sobre as declarações).

A verificação pode ser feita pelo serviço Meu Imposto de Renda, da Receita Federal. Para isso, é preciso gerar um código de acesso, a partir do número do CPF, data de nascimento e recibos de entrega das duas últimas declarações.

Veja as datas de pagamento dos lotes próximos de restituição do IR neste ano:

  • 5º lote, em 15 de outubro de 2019;
  • 6º lote, em 18 de novembro de 2019;
  • 7º lote, em 16 de dezembro de 2019.

Deixe aqui sua Mensagem




1 - Os campos marcados com asterico (*) são de preenchimento obrigatório.
2 - Dados pessoais como email e telefone não serão divulgados.

  

Concursos: Mais de 170 seleções estão abertas para preencher 19 mil vagas

Por G1

09/09/2019 06h00  Atualizado há 4 horas


Concursos: há seleções abertas para chamada imediata e também para formação de cadastro reserva — Foto: Divulgação/TJAM

Concursos: há seleções abertas para chamada imediata e também para formação de cadastro reserva — Foto: Divulgação/TJAM

Ao menos 174 concursos públicos estão com inscrições abertas para preencher mais de 19 mil vagas, com oportunidades para profissionais de todos os níveis de escolaridade e em diversos estados.

Além das vagas abertas, há seleções para formação de cadastro de reserva – ou seja, os candidatos aprovados são chamados conforme a abertura de postos durante a validade do concurso.

O Tribunal de Justiça da Bahia está com inscrições abertas para selecionar 7,5 mil candidatos para cadastro de reserva em várias cidades do estado. Os postos são para profissionais com ensino superior e os salários chegam a R$ 9,8 mil. As inscrições terminam no dia 12 de setembro. Veja mais informações no site da organizadora.

Já a Polícia Militar de São Paulo seleciona para 2,7 mil vagas, para profissionais com ensino médio completo. A remuneração é de R$ 3.164,58, e as inscrições devem ser feitas até o dia 25 de setembro.

Os salários chegam a R$ 28.884,20 no Ministério Público de Goiás, que busca preencher 40 vagas para profissionais com nível superior de escolaridade. As inscrições terminam no dia 20, e o edital pode ser encontrado nosite do órgão.

Na Prefeitura de Candelária (RS), a remuneração é de até R$ 18.373,35. O concurso, com 11 vagas de níveis médio e superior, recebe inscrições até o dia 9 de setembro. Veja mais informações sobre essa seleção.

Somente nesta semana, 22 concursos abrem inscrições para preencher mais de 9,8 mil vagas – 16 deles abrem nesta segunda (9). Há oportunidades para profissionais de todos os níveis de escolaridade, com postos em 10 estados.

Veja abaixo concursos que abrem inscrições nesta segunda:

Câmara de Caparaó

  • Inscrições até: 09/10/2019
  • Vagas: 2
  • Salário até: R$ 1.100,00
  • Escolaridade: fundamental e médio
  • Local: Caparaó
  • Estado: Minas Gerais
  • Mais informações

Instituto Federal do Norte de Minas Gerais (IFNMG)

  • Inscrições até: 13/09/2019
  • Vagas: 3
  • Salário até: R$ 5.831,21
  • Escolaridade: superior
  • Local: Araçuaí e Almenara
  • Estado: Minas Gerais
  • Mais informações

Prefeitura de Ananindeua

  • Inscrições até: 18/10/2019
  • Vagas: 10
  • Salário até: R$ 998,00
  • Escolaridade: médio
  • Local: Ananindeua
  • Estado: Pará
  • Mais informações

Prefeitura de Cachoeirinha

  • Inscrições até: 09/10/2019
  • Vagas: 118
  • Salário até: R$ 2.557,74
  • Escolaridade: superior
  • Local: Cachoeirinha
  • Estado: Rio Grande do Sul
  • Mais informações

Prefeitura de Fundão

  • Inscrições até: 12/09/2019
  • Vagas: 34
  • Salário até: R$ 1.250,00
  • Escolaridade: médio e superior
  • Local: Fundão
  • Estado: Espírito Santo
  • Mais informações

Prefeitura de Maquiné

  • Inscrições até: 12/09/2019
  • Vagas: 1
  • Salário até: R$ 1.131,60
  • Escolaridade: fundamental e técnico
  • Local: Maquiné
  • Estado: Rio Grande do Sul
  • Mais informações

Prefeitura de Mercedes

  • Inscrições até: 08/10/2019
  • Vagas: 17
  • Salário até: R$ 11.983,27
  • Escolaridade: fundamental, médio, técnico e superior
  • Local: Mercedes
  • Estado: Paraná
  • Mais informações

Prefeitura de Santiago

  • Inscrições até: 08/10/2019
  • Vagas: 2
  • Salário até: R$ 6.498,30
  • Escolaridade: superior
  • Local: Santiago
  • Estado: Rio Grande do Sul
  • Mais informações

Prefeitura de São João Batista do Glória

  • Inscrições até: 11/10/2019
  • Vagas: 54
  • Salário até: R$ 10.730,08
  • Escolaridade: fundamental, médio e superior
  • Local: São João Batista do Glória
  • Estado: Minas Gerais
  • Mais informações

Prefeitura de São José dos Campos

  • Inscrições até: 14/10/2019
  • Vagas: 24
  • Salário até: R$ 8.781,07
  • Escolaridade: técnico e superior
  • Local: São José dos Campos
  • Estado: São Paulo
  • Mais informações

Prefeitura de Uberlândia

  • Inscrições até: 11/10/2019
  • Vagas: 1778
  • Salário até: R$ 3.097,66
  • Escolaridade: fundamental, médio e superior
  • Local: Uberlândia
  • Estado: Minas Gerais
  • Mais informações

Tribunal de Justiça da Bahia

  • Inscrições até: 23/09/2019
  • Vagas: 7.500
  • Salário até: R$ 9.895,76
  • Escolaridade: superior
  • Estado: Bahia
  • Mais informações

Universidade Federal de São Paulo (Unifesp)

  • Inscrições até: 08/10/2019
  • Vagas: 1
  • Salário até: R$ 5.831,21
  • Escolaridade: superior
  • Estado: São Paulo
  • Mais informações

Universidade Federal do Pampa (Unipampa)

  • Inscrições até: 03/10/2019
  • Vagas: 7
  • Salário até: R$ 1.300,00
  • Escolaridade: superior
  • Estado: Rio Grande do Sul
  • Mais informações

Universidade Federal do Piauí (UFPI)

  • Inscrições até: 12/09/2019
  • Vagas: 2
  • Salário até: R$ 3.305,07
  • Escolaridade: superior
  • Estado: Piauí
  • Mais informações

Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS)

  • Inscrições até: 30/09/2019
  • Vagas: 12
  • Salário até: R$ 9.600,92
  • Escolaridade: superior
  • Estado: Rio Grande do Sul
  • Mais informações

Deixe aqui sua Mensagem




1 - Os campos marcados com asterico (*) são de preenchimento obrigatório.
2 - Dados pessoais como email e telefone não serão divulgados.