Seu Vídeo Aqui!!!

————————————————————————————-

————————————————————————————

NUVEM DE TAGS

Bruno Mineiro e a missão de ser artilheiro no Trio de Ferro de Pernambuco

Foto> Thiago Augustto / Blog do Torcedor

O Santa Cruz apresentou oficialmente sua maior esperança de gols desta temporada. Trata-se do atacante Bruno Mineiro. Na bagagem, não só a experiência por ter passado pelos arquirrivais da equipe coral – o Náutico, em 2009, e o Sport, em 2011 -, mas  por ter sido, sobretudo, o homem-gol por onde passou. Chega ao Tricolor com a missão de também ser artilheiro do clube, e consequentemente, no Trio de Ferro de Pernambuco.

Próximo de completar 32 anos – no dia 2 de fevereiro -, Bruno Mineiro é o atacante mais experiente do grupo, que ainda conta com Betinho (27), Anderson Aquino (28) e Waldison (30), além da garotada da base, Netto, Gllawcyo e Wagner. Experiência essa que ele acredita ser um dos seus maiores trunfos.

“A experiência ajuda bastante. Quando cheguei no Santa Cruz existia um pouco de desconfiança. Eu vim de longe (Minas Gerais) e a equipe não vivia um bom momento e existia essa desconfiança com meu nome. Agora, a torcida sabem quem eu sou e sabe da minha qualidade, isso me dá mais tranquilidade, mas também aumenta a minha responsabilidade. A grande diferença entre as duas chegadas é a desconfiança”, explicou.

Ciente da incumbência de também ser artilheiro no Santa Cruz, Bruno Mineiro não fugiu à responsabilidade.

“Eu trabalho em prol do clube. Conversei com o presidente e ele me disse que o pensamento é estar na Série A do ano que vem. Mas eu sei que meu objetivo pessoal, que é marcar e ser artilheiro. Então, se os gols forem saindo e a nossa equipe vencer, nós vamos nos aproximar desse objetivo.”

Recém-chegado ao grupo, Bruno Mineiro não participou dos jogos-treinos ou amistosos do Tricolor. Ainda vive a incerteza sobre sua regularização junto à Confederação Brasileira de Futebol antes da estreia no Pernambucano, no próximo sábado, diante do Sport, no Arruda. Mas, de antemão, se colocou à disposição de Ricardinho e garantiu que se marcar gol contra o ex-clube irá comemorar.

“Tem que comemorar. Com respeito, claro. Eu vivo disso. Eu fiz gols no Náutico, quando jogava pelo Sport e comemorei. Tem que existir respeito e por isso me contrataram, porque eu nunca faltei com respeito com ninguém. Se eu fizer o gol irei comemorar com os meus amigos.”

 

 

Blog do Torcedor

Deixe aqui sua Mensagem




1 - Os campos marcados com asterico (*) são de preenchimento obrigatório.
2 - Dados pessoais como email e telefone não serão divulgados.