Bovespa fecha em alta e renova patamar recorde

Por G1

O principal índice da Bolsa de Valores de São Paulo, a B3, fechou em alta nesta quarta-feira (10), renovando pontuação recorde de fechamento, com as atenções voltadas para o plenário da Câmara dos Deputados e a possibilidade de votação do texto principal da reforma da Previdência ainda nesta sessão.

O Ibovespa subiu 1,23%, aos 105.817 pontos. Na máxima do dia, chegou a 106.650 pontos – novo recorde histórico intradia. Veja mais cotações.

O dólar fechou em queda, no patamar de R$ 3,75, também à espera da aprovação da reforma da Previdência. Os índices de ações nos EUA bateram recordes, também repercutindo as expectativas por cortes de juros pelo Fed.

A votação da Proposta de Emenda à Constituição (PEC) da Previdência foi agendada para esta manhã, após a Câmara concluir na madrugada desta quarta-feira a fase de discussão em plenário da reforma.

“O mercado segue confiante na aprovação da reforma da Previdência ainda nesta primeira metade de julho”, afirmou a equipe da corretora Planner, em relatório a clientes.

Investidores também repercutem declarações do Federal Reserve (BC dos EUA), Jerome Powell, em comitê na Câmara dos Deputados nos EUA, além da divulgação da ata da última decisão de política monetária do banco central norte-americano.

Powell afirmou em discurso preparado a deputados que o Federal Reserve continua pronto para “agir conforme apropriado” para sustentar a expansão econômica.

O pregão brasileiro ainda é marcado por ajuste aos movimentos das ações brasileiras listadas em Nova York, os ADRs, que foram negociados na véspera, quando não houve operações na B3 em razão de feriado no Estado de São Paulo.

Deixe aqui sua Mensagem




1 - Os campos marcados com asterico (*) são de preenchimento obrigatório.
2 - Dados pessoais como email e telefone não serão divulgados.