Seu Vídeo Aqui!!!

————————————————————————————-

————————————————————————————

NUVEM DE TAGS

Aval de Florentín e preço: vice de futebol do Sport explica motivos de aposta em jogadores estrangeiros

Dos quatro reforços já anunciados pelo Leão para 2022, dois são atletas de fora do País; além disso, clube tem outros dois estrangeiros encaminhados

Por Redação ge — Recife

Globo Esporte

Das quatro contratações já anunciadas pelo Sport, duas são de jogadores estrangeiros: o volante argentino Nicolás Watson e o atacante colombiano Ray Vanegas. Além disso, o lateral-esquerdo uruguaio Lucas Hernández e o volante paraguaio Blas Cáceres também devem ser oficializados nos próximos dias. Todo esse ímpeto rubro-negro no mercado sul-americano não foi por acaso e fez parte do planejamento traçado pela diretoria para 2022.

De acordo com o vice-presidente de futebol Augusto Carreiras, o conhecimento por parte da atual comissão técnica do clube somado às oportunidades do mercado sul-americano, com valores bem mais atrativos que os encontrados no Brasil, foram os principais responsáveis pela estratégia de investir em contratações oriundas dos países vizinhos.

– No Brasil, os clubes do Sul sempre exploraram mais esse mercado. Já os grandes de São Paulo nem precisam conhecer tão a fundo porque possuem condições financeiras de sempre contratarem os melhores. A nossa dificuldade era não conhecer esse mercado, mas agora temos uma comissão técnica completa que atende isso (além do treinador Gustavo Florentín, o Sport também possui o auxiliar técnico paraguaio Héctor Nuñez) – explicou Carreras.

– Além disso, é um mercado financeiramente bem mais atrativo que o nacional. Lógico que se aumenta o risco, pela questão de adaptação, mas por esse preço, o mercado sul-americano não tem comparação. O do Brasil está muito inflacionado e sem jogadores. Nesse momento, ainda temos a concorrência do Campeonato Paulista. O Paulinho Moccelin, por exemplo, preferiu disputar o Paulistão pelo São Bernardo – completou o vice de futebol do Sport.

Vanegas e Watson chegam confiantes em mudar histórico de gringos no Sport

No entanto, apesar dos elogios ao mercado sul-americano, Augusto Carreras destacou que o Sport não irá exceder o limite de cinco contratações de estrangeiros, número limite de atletas que podem ser inscritos em uma partida no Brasil, de acordo com o Regulamento Geral das Competições da CBF.

– O Sport não se pode dar ao luxo de ter no elenco um jogador que não pode nem ir para o banco – explicou.

Deixe aqui sua Mensagem




1 - Os campos marcados com asterico (*) são de preenchimento obrigatório.
2 - Dados pessoais como email e telefone não serão divulgados.