Seu Vídeo Aqui!!!

————————————————————————————-

————————————————————————————

Após protestos, Irã bloqueia Instagram e WhatsApp

Matheus Barros  

Olhar Digital

A morte de Mahsa Amini, de 22 anos, gerou diversos protestos em todo o Irã, fazendo com que o país bloqueasse o acesso dos cidadãos ao Instagram e ao WhatsApp. De acordo com alguns noticiosos, a ação do governo foi tomada por motivos de segurança.

Amini estava sob custódia policial quando morreu. A mulher foi presa pela polícia da moral em Teerã, capital do país, por estar com “trajes inadequados”. Segundo a polícia, ela não usava o véu cobrindo os cabelos corretamente. 

De acordo com a agência de notícias Reuters, os servidores do WhatsApp foram interrompidos em diversos provedores de internet, o mesmo processo que aconteceu com o Instagram algumas horas depois.

A capital e algumas outras regiões enfrentam o bloqueio desde a última sexta-feira, enquanto a província do Curdistão, no oeste do Irã, passa pela interrupção nos serviços desde a segunda-feira.  

Nesta quarta-feira (21), o ministro das Comunicações do Irã afirmou que foi citado de maneira errada pelos veículos de comunicação que disseram que as autoridades poderiam interromper os serviços de internet.  

O governo iraniano ainda não explicou os motivos da morte de Mahsa Amini, o que fez a população iniciar um forte enfrentamento a repressão contra às mulheres no país. Até o momento, 17 pessoas morreram durante os protestos

As autoridades iranianas negam a responsabilidade das forças de segurança na morte de qualquer um dos manifestantes. Segundo a imprensa do país, todas as mortes ocorreram por tiros ou esfaqueamento.

Deixe aqui sua Mensagem




1 - Os campos marcados com asterico (*) são de preenchimento obrigatório.
2 - Dados pessoais como email e telefone não serão divulgados.