Seu Vídeo Aqui!!!

————————————————————————————-

————————————————————————————

NUVEM DE TAGS

Após envenenamento, principal opositor de Putin anuncia que voltará à Rússia no domingo

Alexei Navalny foi envenenado no país em agosto e atualmente se recupera na Alemanha. Ele acusa presidente russo de tentar matá-lo, mas Putin nega.

Por France Presse

O opositor russo Alexei Navalny, que foi envenenado na Rússia em agosto e atualmente se recupera na Alemanha, anunciou nesta quarta-feira (13) que retornará ao seu país no domingo (17) mesmo com a ameaça de ser preso.

Navalny acusa o presidente do país, Vladimir Putin, de ser o responsável pelo envenenamento e diz que queriam matá-lo pela ameaça que representa nas eleições parlamentares de 2021.

“Afirmo que Putin está por trás do ato, não vejo nenhuma outra explicação”, afirmou Navalny à revista alemã Der Spiegel em outubro, em sua primeira entrevista após receber alta de um hospital em Berlim.

Na ocasião, ele já havia prometido voltar à Rússia. “Não vou dar a Putin o presente de não voltar à Rússia. Não voltar significaria que Putin alcançou seu objetivo”.

Nesta quarta, em um vídeo publicado em uma rede social, o opositor de 44 anos afirmou que “Putin, que ordenou meu assassinato, agora manda seus servos fazerem de tudo para que eu não volte”.

Foto de 23 de setembro de 2020 de Alexei Navalny, opositor do presidente russo, Vladimir Putin — Foto: Reprodução/Instagram via AP

Foto de 23 de setembro de 2020 de Alexei Navalny, opositor do presidente russo, Vladimir Putin — Foto: Reprodução/Instagram via AP

O governo russo nega qualquer envolvimento no envenenamento. Médicos russos que trataram de Navalny antes de ele ser transferido para a Alemanha disseram não ter encontrado nenhum veneno em seu corpo.

Putin, que se recusa a dizer o nome do seu adversário, afirmou em dezembro que “se alguém quisesse envenená-lo, teriam acabado com ele”.

O presidente russo sugeriu que Navalny é apoiado por agentes de inteligência dos Estados Unidos e, por isso, é preciso que ele seja vigiado pelo governo. “Mas isso não quer dizer, de jeito nenhum, que ele precise ser envenenado. Quem precisa dele?”.

Envenenamento por Novichok

Navalny desmaiou em um voo de Tomsk, na Sibéria, para Moscou, em 20 de agosto, e só sobreviveu porque o avião fez um pouso de emergência em Omsk, onde foi levado às pressas para a UTI.

“O plano dos assassinos era simples: que eu passasse mal 20 minutos depois da decolagem, perdesse a consciência 15 minutos depois e uma hora mais tarde eu terminaria em um saco plástico preto”, já afirmou o opositor de Putin.

Alexei Navalny posa para foto com sua família em hospital em Berlim, onde ficou 32 dias internado — Foto: Reprodução/Instagram via Reuters

Alexei Navalny posa para foto com sua família em hospital em Berlim, onde ficou 32 dias internado — Foto: Reprodução/Instagram via Reuters

Ele foi contaminado pelo agente nervoso Novichok e chegou a ficar alguns dias internados no país, mas acabou transferido em coma induzido para a Alemanha, onde ficou mais 32 dias internado.

Durante a recuperação, Navalny afirmou que tinha alucinações, fraqueza muscular e insônia.

Inicialmente, pensava-se que o veneno estava em um chá que ele tomou no aeroporto de Tomsk, antes de embarcar. Mais depois se descobriu que traços do veneno foram encontrados em uma garrafa de água no hotel onde Navalny estava hospedado.

Garrafas de água são vistas em quarto de hotel o opositor russo Alexei Navalny ficou internado em Tomsk, na Sibéria  — Foto: Instagram @ NAVALNY / Reuters

Garrafas de água são vistas em quarto de hotel o opositor russo Alexei Navalny ficou internado em Tomsk, na Sibéria — Foto: Instagram @ NAVALNY / Reuters

Substância neurotóxica

Os agentes Novichok, desenvolvidos por cientistas soviéticos durante a Guerra Fria, são extremamente tóxicos. Uma pequena quantidade da substância pode matar.

O nome significa “novato” em russo, e se aplica a um grupo de substâncias neurotóxicas desenvolvidas nas décadas de 1970 e 1980.

Elas eram conhecidas como uma arma química de quarta geração e foram desenvolvidas sob um programa soviético chamado Foliant para driblar a detecção de inspetores internacionais.

A existência do Novichok foi revelada pelo químico Vil Mirzayanov nos anos 1990. Mais tarde, ele fugiu para os EUA, onde publicou a fórmula química no seu livro State Secrets (Segredos de Estado, em tradução livre).

Sintomas de envenenamento

Agentes Novichok têm efeitos parecidos com os de outros agentes nervosos. Eles agem bloqueando mensagens dos nervos para os músculos, provocando o colapso de funções corporais.

Segundo Mirzayanov, o primeiro sintoma que se deve procurar é miose, a contração excessiva das pupilas, e grandes doses podem provocar convulsões e interromper a respiração. “Aí começam as convulsões e o vômito, e em seguida vem a morte”.

O químico russo revelou que há antídotos que podem ajudar a impedir o avanço do veneno. Se uma pessoa é exposta ao agente, sua roupa tem que ser retirada e sua pele tem que ser lavada com água e sabão. Os olhos têm que ser limpos e deve-se dar oxigênio à vítima.

Deixe aqui sua Mensagem




1 - Os campos marcados com asterico (*) são de preenchimento obrigatório.
2 - Dados pessoais como email e telefone não serão divulgados.