Seu Vídeo Aqui!!!

————————————————————————————-

————————————————————————————

NUVEM DE TAGS

Adolescente que teve rosto queimado após explosão com ‘minilareira’ em SC tem alta e precisa ficar 2 anos sem tomar sol

Jovem precisará usar protetor solar até dentro de casa, segundo ele. Acidente ocorreu em Joinville no final de maio e garota ficou 24 dias na UTI.

Por Joana Caldas e Sabrina Quariniri, g1 SC e NSC

adolescente de 17 anos que teve uma das mãos, o rosto e o cabelo queimados após um acidente envolvendo uma minilareira em um bar de Joinville, no Norte catarinense, teve alta do hospital após 24 dias de internação em Unidade de Terapia Intensiva (UTI). O pai dela, Adelcio José Iarovski Lele, afirmou que a família fez uma festa surpresa para ela e que a jovem precisará ficar dois anos sem pegar sol. A Polícia Civil investiga o caso.

No dia do acidente, a adolescente estava no estabelecimento com mais duas amigas, por volta das 18h de 29 de maio, quando a minilareira (imagem acima), que ficava em cima da mesa, aparentemente se apagou onde elas estavam.

Segundo o pai da jovem, um funcionário se aproximou com um galão de álcool e tentou reabastecer a vela com o líquido inflamável. Ao despejar o produto, o fogo atingiu o galão e explodiu próximo à adolescente. As chamas começaram pelas mãos, alastraram-se para o cabelo e atingiram a cabeça da vítima.

Adolescentes que sofreu queimaduras em bar de Joinville deixa UTI

Questionada pelo g1 SC, a administração do bar disse que o estabelecimento possui oito extintores de incêndio, com a validade em dia e que tomou todas as medidas necessárias (veja a nota abaixo).

A Polícia Civil investiga o caso como lesão corporal culposa, quando não há intenção de se cometer o delito.

Lesões

De acordo com familiares, a adolescente sofreu queimaduras de terceiro e segundo graus no rosto, pescoço e em uma das mãos. O fogo também atingiu as vias aéreas da jovem, que passou por um período de entubação. Ela estava internada no Hospital São José em Joinville.

O pai contou que a alta da garota do hospital foi muito comemorada pela família.

“Dia de alegria pra nós. Fizemos até uma festa surpresa pra ela, quando chegou em casa, estava toda a família reunida para dar as boas-vindas. Estamos muito felizes”, declarou o pai.

A adolescente respira sem a ajuda de aparelhos desde 13 de junho, conforme Adelcio. Porém, a filha ainda tem dificuldades para falar e andar e, por isso, precisará passar por sessões de fisioterapia e outros acompanhamentos médicos.

Ainda de acordo com o pai, a adolescente teve uma sequela de queimadura de segundo grau no queixo e cicatrizes no rosto e pescoço. As partes do corpo que o fogo atingiu estão cicatrizando e a tonalidade da pele ficará diferente. Dessa forma, a filha precisará de tratamentos estéticos nos próximos meses.

“Ela também vai ficar dois anos sem poder pegar sol e precisa usar protetor solar até dentro de casa, porque a luz também pode agredir a pele”, contou o pai.

Bar garante ter tomado medidas

Em nota, o Unalome Skate Bar garantiu que tomou “todas as medidas de segurança cabíveis” para prestar imediato atendimento à cliente atingida. Eles afirmaram que acionaram a empresa privada de saúde que atende o local para prestar os primeiros socorros à jovem e levá-la ao hospital.

O texto ainda cita que o estabelecimento colocou uma médica à disposição da família, que esteve no Hospital São José e trocou informações com os profissionais da unidade pública de saúde.

Deixe aqui sua Mensagem




1 - Os campos marcados com asterico (*) são de preenchimento obrigatório.
2 - Dados pessoais como email e telefone não serão divulgados.